12 programas de graça {ou quase} para o Dia dos Namorados no Rio de Janeiro

11

Dia dos Namorados chegando aí. A data vai cair num domingo. Rio de Janeiro bombando com a proximidade das Olimpíadas Rio 2016. Cidade cheia. Obra pra tudo que é lado. Crise financeira.  Xiiii…

Que tal se reinventar e planejar um programa diferente para o 12 de junho, fugindo das filas clichês dos restaurantes e gastando pouco, mas sem perder o charme que esse dia merece?! Aqui dou dicas que vão do grátis até o quase grátis (bem quase meeeesmo). Indo desde praias até exposições em museus, a ideia é ninguém falir pra pagar de romântico e nem precisar assaltar aquele cofrinho sagrado da próxima viagem pra não passar o Dia dos Namorados em branco. Bora lá:

1- Pegar uma praia bem longe

É hora de aproveitar que a data vai cair num domingo e fugir de Copacabana, Ipanema, Leblon, Barra. Acorde cedo, pegue o carro e se mande pra longe. Minhas dicas são Prainha, Grumari, Macumba e Praia do Sossego (essa última em Niterói). Rola até tentar as praias de Adão e Eva, super pequenininhas em Niterói. Quem já conhece? Ou quem sabe rola até aquela trilha longa até a Praia do Perigoso, uma das últimas praias selvagens do Rio? Lembre-se que, quanto mais afastado, maior a chance de tranquilidade pra curtir a dois 🙂

Aqui dou 77 dicas do que fazer no Rio de Janeiro – pra ninguém ficar em casa!

2- CCBB, eu te amo!

Pra quem curte programa cultural, minha dica certeira seeeempre é o CCBB. Primeiro porque eles são sinônimo de mostras de altíssima qualidade. Segundo porque na maioria das vezes a entrada é gratuita. Ou quase! Como nessa programação de filmes que eles prepararam para o 12 de junho chamado “O amor está no ar” e que custa ~apenas~ R$4 por pessoa. E eles ainda prometem algumas surpresas para complementar o clima romântico dos filmes exibidos. Veja a programação:

15h – Lisbela e o Prisioneiro
17h – Shakespeare Apaixonado
19h – A Rosa Púrpura do Cairo

Além disso, você também poderá aproveitar pra conferir a exposição ComCiência, da Patrícia Piccinini, que está sendo super bem comentada e tem entrada gratuita.

3- Assistir ao pôr do sol no Parque da Cidade, em Niterói

Eu vivo repetindo aqui que uma visita a Niterói (ou quem sabe até mesmo uma esticada por lá) encaixa perfeitamente para quem já está ou vai viajar pro Rio. A cidade é linda, tem se desenvolvido cada vez mais em Turismo e fica ao ladinho do Rio – distância definitivamente não é desculpa. Ainda mais quando se tem um pôr do sol como o do Parque da Cidade te esperando, com vista pro Cristo Redentor, pro Pão de Açúcar, pra ponte Rio-Niterói. Se você curte trilhas, a subida íngreme até lá é um excelente treino. Se não, sua opção é ir de carro mesmo.

Leia aqui dicas de ótimos restaurantes em Niterói para complementar o passeio a dois!

E aqui eu conto sobre o H Niterói, um hotel com piscina de borda infinita e vista incrível!

4- Para os amantes de fotografia

Está em exposição no Instituto Moreira Salles, de graça, o trabalho “Modernidade Fotográfica”, que já passou por Berlim, Lisboa, Paris e Madri. Reúne 160 fotos de profissionais que inauguraram a modernidade no campo da fotografia no Brasil, como José Medeiros, Thomaz Farkas e Hans Gunter Flieg. O IMS fica na Gávea e a exposição está aberta das 11h às 20h.

5- Chorinho e samba na São Salvador

Se o seu negócio é música acompanhada de uma cervejinha gelada de garrafa, a boa é curtir a apresentação de choro, seguido de samba, que acontece todo domingo na Praça São Salvador, em Laranjeiras, a partir de 11h da manhã. É de graça e você paga apenas se consumir em um dos restaurantes ali.

 6- Um pouco de história no MHN

Todos os domingos a mostra “As meninas do Quarto 28” tem entrada gratuita no Museu Histórico Nacional. Sua história é forte, já que são cerca de 40 pinturas feitas por meninas judias que viveram presas num campo de concentração na República Tcheca entre 1942 e 1944. Foi a artista plástica Friedl Dicker, que também estava presa, que deu aulas de desenho e pintura às crianças numa tentativa de afastar seus pensamentos dos horrores da Segunda Guerra. Aberto das 14h às 18h.

7- Passar o dia em Santa Teresa

Meu bairro preferido no Rio de Janeiro! E com ótimos programas gratuitos, como o Parque das Ruínas e a Escadaria Selarón (ambos rendem fotos lindas!). Ou quase gratuitos, como o clááássico bondinho, que voltou a funcionar no ano passado, e o Museu Chácara do Céu. Para completar, por lá ainda há diversos bares, restaurantes e cafeterias que atendem a todos os bolsos e gostos. Programão pra um domingo inteirinho curtindo a dois!

Leia aqui meu guia do que fazer em um dia inteiro em Santa Teresa!

8- Medite a dois na Praia do Flamengo

Todos os domingos há uma sessão de meditação na Praia do Flamengo, às 11h, que dura cerca de 45 minutos comandada pelo monge Luís Carlos de Mello, do movimento religioso Happy Science (Ciência da Felicidade). São praticados métodos de relaxamento e energização para introduzir os participantes a temas como espiritualização, fortalecimento da mente, controle dos pensamentos, alívio nas doenças, obtenção de curas, conexão e harmonia com universo, busca do ‘eu’ interior, entre outros. O encontro é entre os postos 2 e 3. Chegue uns 15 minutinhos antes da hora marcada 😉

9- Teatro no Cosme Velho

A peça “As três irmãs”, do dramaturgo russo Anton Tchekhov, volta ao jardim do Casarão Austregésilo de Athayde, no Cosme Velho. O espetáculo é gratuito, acontece às 16h e somente é cancelado em caso de chuva. A peça conta a história das irmãs Olga, Irina e Macha que moram no interior da Rússia com o irmão Andrei, todos criados por um pai militar que os ensinou as maiores virtudes. Porém, onde moram, o conhecimento que têm não serve pra nada útil. Eles recebem a visita de militares em sua casa e filosofam sobre a vida. As três irmãs sonham em voltar à sua cidade natal, Moscou. Esse sonho as move, porém nunca chegam a realizá-lo. Essa peça fez grande sucesso em suas duas temporadas anteriores no Rio. As reservas devem ser feitas pelo e-mail astresirmasnojardim@gmail.com.

10- Vá aos mirantes do Rio!

Aqui recomendo dois que adoro: o mirante do Leblon, incrível num fim de tarde, e o da comunidade Santa Marta, em Botafogo, uma das mais tranquilas e seguras do Rio. Já estive lá umas três vezes e recomendo pegar o elevador que leva até o mirante de lá, com uma vista incrível do Rio e ainda de brinde você pode fazer uma visitinha à estátua do Michel Jackson. Se na volta quiser investir em um restaurante legal, tenho esse post com dicas de restaurantes maravilhosos em Botafogo. 

E se a disposição for muita, o Rio oferece diversas opções de trilhas incríveis com vistas espetaculares! Aqui indico duas:

Rotas Cariocas: trilha do Corcovado

Rotas Cariocas: subindo a Vista Chinesa

11- Que tal uma cachoeira?

O Rio não vive apenas de praia! Essa cidade é tão diversificada que você encontra ótimas cachoeiras, como as do Horto. Esse paraíso, bem na Zona sul da cidade, é uma excelente opção para os que desejam fugir das praias lotadas. As trilhas possuem grau de dificuldade diferenciado, sendo a maioria com fácil acesso. As principais cachoeiras são: cachoeira da gruta, cachoeira do quebra e a cachoeira do chuveiro.

Veja essa dica do Jojo, um bistrô super fofo no Horto

12- Passeie pelo Jardim Botânico

Tá aí um lugar que te toma uma tarde inteira fácil, fácil. Tem orquidário, bromeliário, museu, chafariz, monumentos. E é lindo! Um super passeio romântico. E você pode fazer visitas temáticas: como as trilhas das artes, histórica e das árvores nobres (e que não têm um custo adicional). A entrada no Jardim Botânico custa R$10 ou R$5 a meia.

Veja também dica de 8 hotéis românticos no Rio de Janeiro!

E leia mais sobre as melhores dicas do Rio de Janeiro:

Café do Alto: café da manhã nordestino que vale por um almoço em Santa Teresa

Guia Carioca de hostels: os melhores de Botafogo

Casa Beleza: hospedagem com estilo no topo de Santa Teresa

Bar do Gomez: o melhor boteco de Santa Teresa

Sant Marte: um boutique hostel de babar em Santa Teresa

Requinte e sofisticação do Mama Ruisa, em Santa Teresa

Obs.: A foto que abre esse post é do querido casal Lily e Júlio, que escrevem o excelente blog Apaixonados por Viagens. Eles também têm dicas ótimas do Rio!

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion11 Comentários

  1. Faltou o Parque Lage, que também é uma delícia! Não dá pra reclamar de falta de opção na Cidade Maravilhosa (e arredores)!
    Amei conhecer as ruínas de Santa Teresa! Bj

  2. Aiii Carla. A lista é tão linda que dá vontade de fazer tudo. Assim fica bem difícil escolher. Hahahaha. Pena que não moramos no Rio, mas se fosse o caso, escolheria as praias beeem distantes pra curtir muito com minha a linda Eloah. =)

    • Li seu comentário com um sorriso no rosto, Amanda! Em especial a parte do “com minha linda Eloah” <3 <3 <3
      Muito amor!
      Mas guardem as diquinhas pra quando vierem pro lado de cá 😀

  3. Adoro programas gratuitos! Acho que é onde mais vemos e os moradores da cidade, né?
    Eu já tinha conhecido alguns nas minhas visitas, mas vi neste post muitas outras possibilidades.
    Adorei!

  4. Oláaá , adorei seu post e como carioca já fui em alguns, mas queria saber especificamente que lugar é esse da foto a cima do título do post. Quero que minha liste aumente kk, obrigada desde já pela resposta !

Leave A Reply