Bucareste, capital da Romênia: o que fazer, onde ficar, o que comer e beber, quanto custa, é seguro?

12

Fui parar em Bucareste, capital da Romênia, depois de achar um voo mega barato saindo de Roma para lá. Paguei 17 dólares na passagem  – porque fui lerda e não comprei quando ela estava custando módicos 8 dólares, aí ela aumentou e, ainda assim, continuou barata. E cheguei lá e dei de cara com um país que refletia o preço daquela passagem, super barato. Ok, concordo que quando é barato e ruim, não vale a pena. Só que, para quem ainda não conhece, a Romênia é um país barato, lindo e com muito a explorar! Aí é um prato cheio pra mim, que adoro chegar nuns lugares menos turísticos ou óbvios. Por isso montei esse miniguia de Bucareste para ajudar quem está planejando uma primeira viagem para lá 😉

Eu dei sorte que, no ônibus que peguei do aeroporto para o centro, conheci uma menina da Romênia. E ela me deu tantas dicas do que fazer e foi tão atenciosa, que é até difícil de contar. Eu puxei papo com ela pra perguntar se a Piata Unirii (praça onde eu devia descer) estava perto, pois meu celular estava sem bateria. Ela não só pegou o celular dela para me mostrar o mapa como começamos a conversar e descobrimos que estávamos no mesmo voo vindo de Roma. Como eu estava sem bateria, ela pegou um papel, anotou o nome dela para eu adicioná-la no Facebook, anotou também alguns lugares imperdíveis que eu deveria ir, contou um pouco da história da cidade e no fim… Me convidou para almoçar na casa dela, pois a mãe estava terminando de preparar o almoço.

Sabe quando você quer ir, tá doida pra ir… Mas eu estava morta pois meu voo tinha sido muito cedo e eu tinha que fazer check in no meu hostel. Nós estamos em contato até hoje, mas infelizmente não conseguimos nos encontrar de novo lá em Bucareste. Mas as dicas dela foram mais do que úteis para me ajudar a organizar meu tempo curtinho em Bucareste.

O QUE FAZER – E O QUE COMER E BEBER

Bom, pra começo de conversa, um dia em Bucareste é pouco. Acho que dois dias seriam o ideal. Eu fiquei apenas um, e por isso muita coisa legal ficou de fora. Mas vou contar o que eu fiz, e ao final complemento com o que eu gostaria de ter feito.

Assim que cheguei, antes de ir pro meu hostel, ainda fui dar uma voltinha no entorno da Piata Unirii, a principal da cidade. Vi muitas pessoas comprando um salgado específico nas lanchonetes, me aproximei, não entendi nada da descrição, vi o preço (apenas 2 RON!) e comprei um. Chama Luca, é bem gostosinho, de presunto e queijo. E tooooodo mundo come aquilo.

bucareste romenia-3

Segui andando e passei por algumas lojas no estilo da H&M com preços inacreditáveis. Me prometi que voltaria ali (apesar de turismo de compras não fazer nem um pouco o estilo das minhas viagens atuais). Dali segui para meu hostel, fiz check in, fiquei lá um pouco pois tinha uma reunião por Skype, e quando desci novamente para a rua já eram umas 16h.

bucareste romenia-4

bucareste romenia-8

Como eu estava com fome, me dirigi para a primeira dica que minha amiga romena me deu: o restaurante Cara´cu Bere. É o mais tradicional e popular da cidade, a qualquer um que você pedir dica, vão te indicar ir até lá. Pra ser sincera, eu esperava algo mais “pega-turista”. Até que não achei tanto não. Como cheguei lá num horário que não era nem de almoço, nem de jantar, havia mesas disponíveis. Mas não mais na varandinha do segundo andar, onde elas parecem ser mais disputadas. Reserve com pelo menos um dia de antecedência para se sentar ali.

bucareste romenia-12

Mas a parte boa é que ainda pude aproveitar o Menu de Almoço oferecido pelo restaurante até as 17h por apenas 19,90 RON e que incluía uma entrada, salada, prato principal e sobremesa. Chegava a ser uma discrepância o preço, se comparado com os pratos individuais do menu, que custavam entre 20 e 30 RON cada. Achei o preço desse menu excelente e uma ótima dica. De entradinha tomei uma sopa de feijão com pedaços de bacon, muito tradicional na Romênia. Depois uma salada branca (com repolhos) e de prato principal carne de porco com purê de batata. Minha sobremesa foi algo de caramelo que lembrava, na aparência, um pudim, mas com consistência um pouco diferente. E uma cerveja local para acompanhar.

bucareste romenia-9

bucareste romenia-10

bucareste romenia-11

A comida estava gostosa (mas nada excepcional), e o problema para mim foi o atendimento. A garçonete parecia estar com pressa para alguma coisa e o inglês dela era de frases decoradas, então quando eu perguntava sobre algum prato específico, ela não sabia responder direito. Fora isso, o ambiente é muito legal. A decoração é bonita (do lado de fora tem uns alhos pendurados, com certeza fazendo referência à fama de vampiros da Romênia). À noite há apresentação de músicas típicas. É um lugar para ver mais da cultura local, mas imagino que seja possível comer melhor em outros restaurantes da cidade.

bucareste romenia-15

À noite saí sozinha para turistar pela Old Town de Bucareste, e fiquei de cara com a quantidade de bares e pubs! Adorei toda aquela região, é linda, com prédios antigos e cheia de vida. Mas uma curiosidade também é o número de casas de massagem, de dança sexual, de sex shop. Fiquei pensando se esse seria um outro tipo de turismo em Bucareste do qual eu não havia ouvido falar… Bom, ao menos nas ruas não vi nada demais.

bucareste romenia-7

Depois de bater perna, eu queria tomar uma cerveja e, quando cheguei à Piata Unirii estava acontecendo um protesto gigantesco. Como eu não sabia o motivo, me aproximei para perguntar o que estava havendo e descobri que era relacionado a um incêndio da semana anterior em uma boate que matou mais de 50 jovens. Quem me explicou tudo foi uma estudante da Espanha que está morando em Bucareste. Ela estava tão assustada quanto eu com aquela multidão nas ruas (mais de 60 mil pessoas!) e logo demos um jeito de sumir dali. Ela estava indo encontrar amigos para tomar cerveja, perguntou se eu queria ir também e… Por que não?

bucareste romenia-23

Me juntei a eles e fomos ao bar Ocktoberfest, em Old Town. Lá tomamos cerveja local e experimentamos Palinca, tipo a cachaça romena. É muito forte! Fazíamos mil caretas a cada gole. O mais louco foi estar no bar e, lá, todo mundo ficar sabendo que o primeiro ministro da Romênia havia se demitido do cargo. Foi um momento histórico para o país, e estar ali no meio de tudo aquilo foi impagável. No fim meus novos amigos queriam ir pra alguma noitadinha, mas todas as boates da cidade estavam fechadas por causa do acidente da semana anterior.

bucareste romenia-25

 

bucareste romenia-17

Acabei indo pra casa cedo e combinei de encontra-los para irmos ao Free Walking Tour no dia seguinte às 10h. Como meu tempo era curto, acordei cedinho e me mandei para o parque Carul antes do tour guiado (foi uma dica dos amigos que fiz lá). De fora, não dei muita coisa por ele não. Mas, lá dentro, ele é super bonito. Como era cedo, estava vazio (aliás, parece que na Romênia não existe vida antes de 10h! Ruas vazias e lojas fechadas sempre antes desse horário). Queria ter ficado mais tempo nesse parque, principalmente porque lá dentro tem um museu que meus amigos da noite anterior elogiaram.

parcul carul bucareste

bucareste romenia-30

Mas eu tinha que ir pro Free Walking Tour e eles estavam me esperando lá. O problema é que, no caminho, não sei por que, fiquei com uma impressão de que já era mais tarde. Parei alguém, perguntei as horas e descobri que na Romênia o fuso horário era outro, eu precisava adiantar meu relógio em uma hora. Ou seja, eu estava vivendo na hora errada desde o dia anterior e ainda perdi a hora pro tour guiado de Bucareste. Shit!!!

Ok, já que eu me vi com tempo livre, voltei nas lojas que eu havia visto no dia anterior. Os preços lá realmente são muito bons! Acabei comprando casaco, bota, óculos escuro… Eike loucura!

E depois disso aproveitei minha única manhã na cidade para explorar mais parques (meus amigos da noite anterior insistiam que há muitos lindos na cidade e, realmente, eles tinham me mostrado fotos incríveis!). O próximo da lista, então, era o Çismigiu, mas a caminho dele passei pelo Parcul Izvur, menos popular,e me encantei com as árvores no outono. Que cenário! Claro que parei. Vejam essas fotos…

bucareste romenia-32

parcul bucareste

Gastei mais tempo do que devia lá e, então, corri para o parque que era meu objetivo. Bem maior e mais movimentado, o Çismigiu é ponto de encontro de gente de toooodas as idades. Havia crianças, adultos, velhinhos, adolescentes. Parece ser o point em dias de sol como aquele – e como eu dei sorte com o tempo por lá! Mas, no fim das contas, o meu parque preferido foi o Parcul Carol.

bucareste romenia-36

bucareste romenia-37

Por essas andanças, também passeio pelo tão falado Parlamento de Bucareste. É gigantesco e a construção que mais envergonha o povo romeno, pois é um símbolo da época comunista e da megalomania do ditador Ceausesco – custou mais de 3 bilhões de euros! É possível visitar seu interior e dizem que é o passeio mais imperdível da cidade, mas como meu tempo era curto, só passei em frente e segui para o meu hostel para o check out.

Como eu havia me desencontrado dos meus novos amigos de manhã para o Free Walking Tour, dei um jeito de encontra-los para me despedir antes de seguir viagem. E adivinhe só onde eles estavam! Almoçando no Cara´cu Bere. E o lugar estava lotado!!! Lá realmente é um dos lugares que o turista precisa ir, mesmo que no final ache que é pra turista demais, hehehe.

Infelizmente de lá precisei pegar meu trem pra Brasov. Mas, além desses passeios que fiz (Old Town, Piata Unirii, Cara´cu Bere, Parcul Carol, Parcul Çismigiu, Parlamento), um outro que minha amiga romena (a do busão do aeroporto) insistiu muito que eu deveria ir foi o Village Museum, que tem construções de casas de várias regiões da Romênia. Não tive tempo de ir lá, mas fica minha dica como um complemento para sua estadia em Bucareste 😀

ONDE FICAR

Me hospedei em Old Town, pertinho da Piata Unirii e de onde fiz tudinho a pé. Acho o melhor lugar para se hospedar na cidade, pois você consegue sentir de verdade a energia de Bucareste à noite.

Fiquei no Pura Vida Sky Bar & Hostel e conto a minha experiência nesse post aqui. Super indico, a localização é excelente, o hostel novinho, tudo super limpo.

QUANTO CUSTA

A Romênia é um país muito barato! 1 euro = 4,5 RON (mas eles também chamam a moeda de LEI, ou LEIS no plural). Na época em que fui, novembro de 2015, mesmo com o euro lá nas alturas, deu para aproveitar sem me preocupar tanto com a conta no final do dia – fiz até compras, gente!  O preço realmente vale a pena, ainda mais se comparado a outros destinos europeus, como Itália, França, Alemanha. É um alívio pro nosso bolso!

bucareste romenia

Mas vamos a alguns números. Na Romênia, ao contrário da maioria esmagadora da Europa, você não pode beber água da pia, tem que comprar água filtrada. Mas é barato, galera! Alguns preços de Bucareste:

– 1 garrafa de 500ml de água no mercado: 2 RON

– 1 cerveja no bar: 7 RON

– 1 Luca em lanchonete: 2 RON

– 1 almoço em restaurante legal com bebida incluída: cerca de 30 RON

– ticket de ônibus municipal: 4 RON (na verdade a passagem custa 2 RON, mas você precisa pagar mais 2 RON pelo cartão onde são colocados os créditos)

É SEGURO?

Apesar de ser um dos países mais pobres da União Europeia, a Romênia ainda está muuuuuito à frente do Brasil em muitos quesitos, como educação, transportes públicos e segurança. Não estou dizendo que é um país absolutamente seguro, vi muitos moradores de rua lá.

bucareste romenia-2

bucareste romenia-16

Mas uma coisa é certa. Me senti muito mais tranquila estando sozinha numa estação de trem de Brasov, na região da Transylvania, às 11h da noite que saindo do meu antigo trabalho no Centro do Rio de Janeiro às 6h da tarde.

Apesar disso, aconselho a evitar estas estações à noite, principalmente para mulheres viajando sozinhas. Passei por essa experiência lá por três vezes e nada de ruim me aconteceu, mas se der para evitar, é melhor. Busque chegar nos seus destinos ainda de dia, é mais tranquilo para pegar transporte público ou taxi – à noite você fica mais “vendido” e exposto em qualquer lugar do mundo. Leia aqui minha experiência ao atravessar a Transylvania, sozinha, de trem.

ATUALIZAÇÃO: Uma amiga romena e que também é blogueira publicou este post sobre o App Bucharest City. Ela disse que é uma mão na roda e ajuda a encontrar rotas de ônibus lá – eu contei para ela que online foi quase impossível para mim conseguir essas informações, pois todos os sites estavam na língua local! Aí ela escreveu esse post e me enviou – fiquem tranquilos, esse está em inglês. Não testei esse App pois ainda não voltei na Romênia, mas fica como dica! 😉

Bom.. Esse é o último post sobre minha viagem à Romênia! Mas aqui você encontra mais:

Minha aventura, sozinha, de trem pela Transylvania: de Brasov a Belgrado

5 Mitos e Curiosidades sobre a Transylvania

Onde ficar em Brasov, na Transylvania

Brasov, na Transylvania: o que fazer, onde ficar, o que comer e beber, como chegar, quanto custa, é seguro

Sibiu, mais uma cidade fofa da Transylvania!

Onde ficar em Bucareste, capital da Romênia

Se tiverem mais dicas desses lugares ou dúvidas, compartilhem comigo nos comentários!

Para fazer sua reserva no Pura Vida Sky Bar & Hostel, em Brasov, clique aqui.

Para pesquisar mais opções de hospedagem em Bucareste, clique aqui.

Para pesquisar hospedagens na Romênia, clique aqui.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion12 Comentários

  1. Obrigado pelo seu post adorei .Sou da ilha da Madeira Portugal se passar por ca me chama terei todo o gosto em lhe apresentar minha terra

  2. Oi Carla, tudo bem?

    Acabei de chegar aqui em Bucareste e adorei suas dicas! Vou ficar 4 meses aqui pra fazer um estágio, e ainda estou conhecendo a cidade aos poucos…

    • Eii Giovana! Tudo ótimo e com você?
      Juraaa.. 4 meses na Romênia! Q experiência maravilhosa. Aproveite muito e depois volta aqui para dar umas dicas daí também! Vou adorar!
      Beijão e tudo de bom nessa fase!

  3. Adorei sua descrição, muito boa mesmo. É como estivesse mesmo no local.
    Eu sou da Ilha da Madeira-Portugal , aconselho sua visita, estou aqui para recebe-la com todo o gosto.
    Cara Carla, como conhecedora da Roménia, estou a me dirigir a si para o seguinte:
    Um amigo adquiriu há já uns anos, um terreno em Turnu Mãgurele e, meses depois sofreu um AVC,
    ficando com limitações físicas e mentais, perdendo assim os documentos do referido prédio. Ele agora pretende se dirigir á Roménia para o vender (tem interessados na compra), mas precisa de alguém que o oriente nas respectivas operações. Será possível alguém de confiança? Conheces alguém?
    Agradecia muito a ti e a quem tu indicasses na resolução deste problema.
    Peço desculpa por este incomodo.
    Cumprimentos
    Jorge Andrade

    • Olá, Jorge!
      Muito obrigada, fico feliz em receber uma visita de Portugal!
      Estive na Romênia apenas por uma semana viajando, de passagem. Infelizmente não conheço ninguém lá para te recomendar nesse caso.
      Mas desejo sorte na empreitada.
      Abraços,
      Carla.

  4. bacana td isso!
    iremos pra Rrromânia em setembro, e seus depoimentos estão ajudando!
    *engraçado vc ñ ver mendigos…haviam muito deles no centro de sp, onde eles tocavam musicas nas ruas, pediam $$ nos vagões do metrô, fora os que vi em Roma e em Barcelona, qdo viajamos praqueles lados em 2013!

    • Ei, Marcelo!
      Pois é, no centro de Bucareste não vi não. Mas há um bairro lá que dizem que é bem perigoso, e provavelmente lá que ficam as pessoas mais pobres…
      Aproveite muito a Romênia! Amei minha viagem pra lá!

  5. Olá Carla, em que época do ano você foi? É verdade que em janeiro neva muito por lá? Ouvi falar que a Romênia é bom destino de inverno só para quem quer esquiar, e não para turismo “padrão”… O que acha?

    • Ei, Amanda.
      Acredito que neve sim, pois estive lá em Novembro e peguei -1º. Imagine o frio em janeiro.. hehehe
      Também já ouvi falar que lá é uma opção boa e barata para o inverno. Depois me conta se curtiu! 😉

  6. Super interessante seu blog, parabéns Carla, tenho muita curiosidade em fazer essa mesmo viagem, obrigado pelas dicas…

Leave A Reply