Cancun, México: o que fazer na cidade

4

Pegando a estrada, há lugares espetaculares para se visitar pela Riviera Maia. Mas, como a maioria dos brasileiros ainda se hospeda em Cancun, vou dividir com vcs os programas que fiz na própria cidade, ok? Prepare-se para um post bem ilustrado! 🙂

Quer ver  opções de hospedagem em Cancun? Pesquise aqui por preço, localização, avaliação ou número de estrelas.

Jungle tour: Foi nossa primeira atividade em Cancun e achamos sensacional. Em uma lancha para duas pessoas, vc mesmo pilota até uma região de corais ótima para snorkeling. Um guia da empresa te acompanha em outra lancha até o local e o trajeto até o ponto de mergulho é maravilhoso! O passeio dura duas horas e há saídas desde 11h da manhã. Nós optamos pelo último horário, de 15h, pois decidimos já tarde e, apesar de ser inverno, fazia muito calor. Foi ótimo, pois anoitece cedo em Cancun e acompanhamos o sol se pondo no nosso trajeto de volta. Sobre o mergulho: peixes mil, uma vida marinha muito rica e de quebra ainda nadei com uma arraia. Claro que foi sem querer e que quase tive um piripaque quando vi aquele bicho embaixo de mim, mas valeu a pena. Pagamos 45 dólares por pessoa. Faríamos de novo!

cancun-mexico-16
cancun-mexico-35
cancun-mexico-37
cancun-mexico-40
cancun-mexico-41
cancun-mexico-44
cancun-mexico-45
cancun-mexico-46
Restaurantes: Fui a três. O primeiro foi o Bubba Gump, cujo tema é o filme Forrest Gump. Um pouco turístico, do tipo que tira foto sua para tentar vender depois, mas nós entramos no clima e nos divertimos! Lá tomamos um drink muito gostoso chamado Corona Rita, marguerita com uma corona virada de cabeça para baixo – conforme vc bebe, a cerveja vai descendo pro copo. (Na foto dá para ver melhor). E, de quebra, o copo é um souvenir da casa. Quer melhor?! O jantar também estava delicioso. Eu pedi um prato com camarões e bolinhos recheados com carne de caranguejo, alho e queijo chamado “I´m stuffed Shrimp”. Confie no nome – não consegui dar conta de comer o prato inteiro, apesar de ter me esforçado. Nesse dia tivemos um pequeno problema com a conta – fique atento! Quando chegamos ao restaurante, pedimos o drink que falei aqui em cima. Logo depois, o garçom trouxe outro drink completamente diferente. Quando explicamos que aquele não era o nosso, ele tentou insistir para que ficássemos com ele. Nós rejeitamos e esperamos pelo drink certo. Ao final, ambos vieram cobrados na conta. Quando reclamamos, eles consertaram. Mas serve como alerta!
cancun-mexico-10
cancun-mexico-11
cancun-mexico-13
Outro restaurante famoso por lá e que adoramos foi o Señor Frogs. A decoração é divertidíssima, aproveite e entre no clima de diversão mais uma vez! Nós fomos no horário do almoço, mas à noite eles promovem várias festas (como uma festa da espuma, onde, segundo o garçom, todo mundo se molha com jatos de espuma ou algo assim…). Lá tomamos chopps enormes e comemos o melhor guacamole da vida! Dentro mesmo do restaurante há uma barraca onde vc pode pedir a sua porção à parte, que é mais gostosa que a oferecida no cardápio. Aprovado! Do cardápio, pedimos nachos deliciosos e bem servidos.

Por último, jantamos no tradicional Lorenzillos, famoso por suas lagostas. É um restaurante que existe desde 1683 e com clima mais romântico. Como uma amiga tinha jantado lá no dia anterior e não gostou da lagosta que pediu, preferi evitar a decepção e pedi uma massa com frutos do mar. Gostosa, mas não me encantou. Valeu demais pelos drinks, ótimo atendimento, climinha intimista. No geral, os três restaurante não são baratos, mas são os famosos “tem-que-ir”. Indico os três!

Para algo baratinho e bem típico, se jogue na barraca de burritos. Foi a melhor surpresa com certeza! São como as nossas famosas carrocinhas de cachorro quente. A diferença é que aqui nós temos bisnagas de ketchup, maionese e mostarda. Lá as opções de molho são guacamole, pimenta fraca, pimenta forte e pimenta que mata. Eu comi na que fica em frente à boate The City. Ali me senti uma local e até abusei da pimenta – cuidado! Só abre à noite e é point da galera saindo das boates.

Noitada: Fui a duas boates. A primeira foi a Coco Bongo, claro! Esqueça os papos de que é para turista. O lugar tem uma mega estrutura de casa de shows e te surpreende o tempo todo! Dublês perfeitos de Madonna, Michael Jackson, Rihanna, pessoas em tecidos acrobáticos, show de luzes, um som absurdo. E o melhor é que vc não fica só assistindo, vc é parte do show. Dança-se o tempo todo e há um telão mostrando os mais empolgados. Imperdível! Fui numa quinta-feira e paguei 70 dólares por pessoa com bebida liberada. Os preços variam conforme o dia da semana e existe a opção do ingresso sem bebidas incluídas.

A segunda casa noturna que conheci foi a Mandala, logo ao lado da Coco Bongo. Com proposta bem diferente da anterior, a Mandala toca músicas de night, com muito eletrônico e hip hop. Rolou até um Michel Teló por lá no final da noite. O som da casa é algo sensacional e vc tem a opção de pedir as bebidas na sua mesa (caso vc chegue cedo para conseguir uma – uma propina para o garçom ajuda também!), diferentemente da Coco Bongo, onde vc tem que buscar as bebidas no balcão. E é mais barata, custou 60 dólares por pessoa numa sexta-feira. Resista ao cansaço e dê um pulinho para conhecer as duas, pois vale a pena.

Compras: Há vários shoppings em Cancun, mas como havíamos acabado de voltar do Panamá, nosso foco lá não era exatamente fazer compras. Mas claro que demos um pulinho em um deles, o Shopping La Isla. Os preços são melhores que no Brasil, óbvio, mas não é nada de se descabelar e querer vender a geladeira de casa para torrar o cartão de crédito em roupa. Já para souvenir, minhas dicas são: as lojinhas na saída da ruína de Tulum foram as mais caras! Preços ótimos nas de Isla Mujeres (que vou falar num próximo post). Para um geralzão com tudo, desde tempero de pimenta até jóias maias, vá ao Mexican Outlet, mais ou menos no km 9 da Boulevard Kukulcan, a principal avenida de Cancun. Ali os preços são ótimos e a variedade é enorme – tudo o que era oferecido em todas as barraquinhas de todas as cidades onde eu fui estava ali.

Serviços:
Bubba Gump: http://www.bubbagump.com/
Señor Frogs: http://www.senorfrogs.com/
Lorenzillos: http://www.lorenzillos.com.mx/
Coco Bongo: http://www.cocobongo.com.mx/
Mandala: http://mandalanightclub.com/index.php
Shopping La Isla: http://www.laislacancun.com.mx/content/

Atenção, leitor: ao fazer sua reserva de hotel a partir do link indicado, o Fui, Gostei, Contei receberá uma pequena comissão sem você pagar nenhuma taxa a mais por isso. O Booking.com é um dos parceiros do Blog e líder mundial em reservas de acomodações. Obrigada pela preferência! 🙂

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação – e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion4 Comentários

Leave A Reply