Dica de viagem: eu testei os cadeados Sealbag

2

É chato, triste, desanimador confessar isso. Mas toda vez que eu viajo de avião fica aquela apreensão de “será que minha mala vai chegar intacta?”. E dá-lhe carregar necessaire de mão com roupas e produtos de higiene extras para o caso de um desvio ou até mesmo roubo dos pertences na mala. Quem nunca ficou aflito durante a espera na esteira de bagagens, que atire a primeira pedra. Rs…
blogger-image--1983037600

Eu já tinha ouvido falar bastante e sempre via fotos dos cadeados Sealbag, mas não sabia muito bem como ele funcionava. Mês passado recebi um contato da equipe Sealbag perguntando se eu gostaria de testar sem compromisso os lacres. E, dois dias depois, chegou à minha casa um pacotinho super cuidadoso com algumas unidades Sealbag, um chaveiro com alicate (para cortar o cadeado, conforme vou explicar mais abaixo) e uma cartinha de instruções para o uso correto da proteção.

A saber: o Sealbag é descartável. Feito de silicone, ele carrega um código para você conferir se sua mala chegou segura. Para abri-la, basta cortar o Sealbag com qualquer tesourinha. Aí você deve estar se perguntando: “Mas de que esse tal Sealbag me protege? Ele parece mais frágil que qualquer cadeado do camelô!”.

Pois é. Você já ouviu falar do “golpe da cesária”? Mais comum em vôos internacionais, é quando algum funcionário abre o zíper da mala com uma caneta. Ele força para que as correntinhas do zíper se desencaixem, daí sua mala estará arrombada e ele poderá pegar o que quiser ali dentro. Depois fecha a mala, apenas forçando o zíper para cima e para baixo. E pronto. Quando sua mala chega na esteira de bagagens, você dá aquela olhadinha, observa o cadeado intacto, nenhum rasgão ou buraco. Então vai embora – e só percebe o furto bem longe dali. Aí já é tarde demais. Leia aqui como denunciar uma mala extraviada ou violada. E, se minha explicação do golpe da cesária não foi muito boa, veja aqui nesse vídeo como funciona na prática:

O Sealbag trava o zíper da sua mala, impedindo que o ladrão o movimente para cima e para baixo para fechar e disfarçar o rombo. O leitor mais observador vai me questionar: “Ué, mas é só o farsante ter um sealbag também e efetuar a troca. Não é tão fácil assim de arrebentar e colocar um novo no lugar?”. Até nisso os fabricantes pensaram, querido viajante. Mas é preciso ser organizado, ok? Cada Sealbag possui um código único. O conselho é que você anote ou tire uma foto dos números e confira se são os mesmos que você recebeu de volta.

DSC_0138

A dúvida que fica é: “Mas o Sealbag impede que meus pertences sejam roubados de dentro da minha mala?”. Não, esse cadeado não impede nada. Ele é frágil e fácil de ser cortado. Mas ele permite que você perceba, na mesma hora, que sua mala foi fraudada. E a última coisa que os bandidos querem é chamar atenção ou deixar algum rastro.

Passo-a-passo para aplicação do lacre:
1- Passe o fio de nylon entre os cursores do zíper.
2- Envolva a alça ou algum ponto fixo da mala com o fio de nylon.
3- Para lacrar, insira o fio de nylon dentro do dispositivo.
4- Puxe o fio de nylon até que os cursores do zíper fiquem travados.
5- Anote ou fotografe o código do lacre, bem como sua mala e seus pertences valiosos para que fique tudo documentado.
6- Confira o número do lacre no destino.

Ou veja o procedimento com mais detalhes nesse vídeo do Youtube:

“Tá, entendi, legal. Mas e aí? Você recomenda o Sealbag?”
Sim! Super recomendo! Quem não quer a possibilidade de garantir que não foi roubado enquanto viajava tranquilo? Ou, se foi, poder resolver tudo na hora? Felizmente nunca passei por essa situação, mas deve ser horrível a sensação de abrir a mala, já no hotel ou em casa, e perceber que foi furtado.

Portanto, reforço dois detalhes importantes sobre o Sealbag para os menos organizados (assim como eu!):

– É importante você se lembrar de anotar ou fotografar o código para conferir se é o mesmo que te foi devolvido;
– Uma vez que sua mala já estiver fechada e lacrada com o Sealbag, não dá para reabrir para guardar aquela “coisinha que ficou pra fora…”. Se isso acontecer, você terá que cortar seu Sealbag e instalar um novo.

Esteja atento e assim você poderá se prevenir de muuuuita dor de cabeça!

Para comprar seus cadeados Sealbag, é só entrar no site: http://www.sealbag.com.br/comprar.html. Dez lacres custam R$40.

Atenção: Este post não é patrocinado. Recebi os Sealbag para testar, sem compromisso e sem receber nada para fazer divulgação. O Fui, Gostei, Contei não indica produtos ou serviços que não estejam de acordo com suas preferências e é absolutamente transparente sobre todas as parcerias que realiza.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion2 Comentários

  1. Gostei muito do texto, bem explicativo. Também podemos utilizar lacres de segurança numerados que normalmente são utilizados em malotes, extintores e demais lugares onde é necessário ter o controle de abertura. Esses lacres de segurança são extremamente mais baratos que o SealBag (aproximadamente R$ 13,00 um pacote com 100 lacres) e possuem a mesma função, inclusive existem modelos que não são necessários nenhum material cortante para romper o lacre. Enfim, o SealBag é bem bacana, porém existem modelos semelhantes muito mais em conta.
    Parabéns pelo site!

    • Ei, Caio!

      Super obrigada pela contribuicao. Vou procurar sobre esses lacres sim. A ideia ‘e viajar sempre em seguranca, e se for mais em conta, melhor ainda.
      (Me desculpe a falta de acentos ou acentos errados, mas estou usando um computador da Croacia e esta dificil me achar nesse teclado, hehe)

      Um abraco,
      Carla.

Leave A Reply