As melhores pedidas do Mercado San Miguel, em Madrid

1

Faz pouco tempo que o Mercado de San Miguel é essa badalação que tanto ouvimos falar: foi em 2009 que ele foi inaugurado com uma nova proposta gourmet, depois de ficar dois anos fechado em reformas. Sua fachada de ferro fundido data de 1916, e ali antes funcionava um mercado comum, que foi perdendo fôlego ao longo dos anos para competir com os grandes supermercados da cidade. Por isso que o San Miguel precisou se renovar e hoje temos a sorte de contar com um local super agradável e de ótima gastronomia.

mercadosanmiguel-madri-espanha

Boa parte de sua arquitetura foi mantida, e o que se vê ali hoje é um lugar concorrido para ir com amigos, tomar um vinho, comer umas tapas, jogar conversa fora. Sim, o San Miguel é badalado desse jeito, tanto que de quinta a sábado ele fecha às 2h da manhã (nos outros dias fecha à meia noite). O difícil é conseguir uma mesa, todas ficam lotadas e o tanto de gargalhadas que se ouve é de animar qualquer um – mesmo em pé, depois de um dia inteiro andando muito, eu não queria ir embora de lá (ambiente com gente feliz me conquista). O clima informal, e ao mesmo tempo muito bem cuidado, é ótimo. E, olha, experimentei muitaaaas comidinhas de lá para trazer dicas das melhores para vocês.

– Para beber: fui de cerveja San Miguel, vendida num stande com o nome do mercado. Peça para colocar um limão na sua. Cada uma custa 2,5 euros. Achei bem levinha e o limão deu um toque especial.

mercadosanmiguel-madri-espanha-7

– Para petiscar: amei experimentar os wraps de salmão com gula do Alevín Cocina Creativa, a 6 euros cada – hehehe, gula são pedaços fininhos de peixe branco e uma iguaria que realmente recomendo! Também experimentei as ostras do Daniel Sorlut, produtor francês, a 2,50 euros cada uma.

mercadosanmiguel-madri-espanha-3

mercadosanmiguel-madri-espanha-10

 

– Para comer com mais sustância: sensacional o hambúrguer do Raza Nostra! A carne desmanchava na boca e era muito saboroso. Peça o molho de mostarda com mel para acompanhar. Ele é grandinho (não é enorme!) e cada um custa 6 euros.

 

mercadosanmiguel-madri-espanha-5
mercadosanmiguel-madri-espanha-11
Se você tiver apenas petiscado umas tapas e ainda sobrar espaço para um jantar, recomendo muitíssimo fazer do Mercado de San Miguel uma pré e terminar sua noite no Botín, o restaurante mais antigo do mundo (sim, confirmado pelo Guinnes Book)! Os dois ficam praticamente de frente um para o outro. Infelizmente eu não sabia dessa proximidade, e por isso me fartei no mercado. Quando saí e dei de cara com o Botín quase morri! A vontade de jantar lá nessa noite foi enorme, mas, depois de experimentar de tudo no mercado, eu não tinha condições. Por isso fica a dica final para um programa casadinho em Madrid (mas lembre-se de fazer reserva com uns dois dias de antecedência no Botin, pois, como se pode ver na foto abaixo, a procura por esse restaurante é grande).
Para pesquisar preços e reservar seu hotel em Madrid, clique aqui.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion1 Comentário

  1. Pingback: De viajante solo a viagem de casal – o que mudou depois que comecei a namorar | Fui, gostei, contei | por Carla Boechat

Leave A Reply