Conheça o Museu da Bohemia, logo ali, na serra fluminense

3

Se tiver a oportunidade, não deixe de visitar esse museu espetacular com a história da cerveja Bohemia, em Petrópolis. Em comemoração ao aniversário da cidade, o Museu da Bohemia lançou promoção com entrada grátis para todos até o dia 24 de março. Após a data, o ingresso volta a custar R$19,50 – estudantes, idosos e moradores de Petrópolis pagam meia. Estive lá no fim-de-semana e posso garantir que, mesmo que vc não consiga aproveitar a promoção, a visita vale cada centavo investido. Não apenas pela degustação da cerveja em si, mas por toda a história envolvida.

Quer ver dicas de hospedagem em Petrópolis? Pesquise aqui por preço, localização, avaliação ou número de estrelas.

3423491997_9bb89c2309_b
Foto: Emi PhotoArt
Inaugurada em 1853, a cervejaria conserva um ar tradicional, com máquinas antigas e sua estrutura original, mas ao mesmo tempo é moderno, com muitas atividades interativas e tecnológicas. Por lá, vc conhece a origem, a história, o processo de elaboração e os vários estilos de cerveja, não somente as da própria fábrica, como as do mundo todo. E tudo bem de perto, muito elucidativo e atraente.

Reserve no mínimo duas horas e meia se quiser percorrer todo o espaço com calma. Alguns painéis prendem a nossa atenção por bastante tempo, como os que separam as cervejas por país ou o que explica cada um dos tipos de cerveja existentes em todo o mundo – tudo muito bem ilustrado.

Outro diferencial são os painéis para criar postais do Museu da Bohemia, onde vc escolhe um tema, tira quantas fotos quiser e antes de ir embora pode enviar para seu e-mail, facebook ou twitter. (Achei tudo lindo e legal, mas o e-mail chegou vazio e sem as fotos anexadas – uma decepção, pois tinha adorado as fotos que tiramos! Em uma pesquisa rápida, vi que isso já aconteceu com muita gente. Uma pena a Bohemia investir em algo tão tecnológico, mas que na prática não funciona. Portanto, conte apenas com sua máquina ou celular)

Depois de provar cada ingrediente utilizado na produção da nossa querida cervejinha, como cevada e aveia, chega a tão esperada hora de degustar o chopp Bohemia. Isso mesmo, chopp Bohemia, que só é encontrado nas dependências da fábrica ou no bar ao lado. Dali, seguimos para degustação da linha Bohemia Confraria, uma belgian ale, esta sim vendida em todo o Brasil, e mais doce, pois leva cravo em sua receita.

Já alegres, nos despedimos satisfeitos desse museu com a sensação de que havíamos acabado de sair de uma super fábrica de cerveja européia – só senti falta de uma lojinha de souvenirs na saída. O Brasil merece mais lugares como esse!

Atenção, leitor: ao fazer sua reserva de hotel a partir do link indicado, o Fui, Gostei, Contei receberá uma pequena comissão sem você pagar nenhuma taxa a mais por isso. O Booking.com é um dos parceiros do Blog e líder mundial em reservas de acomodações. Obrigada pela preferência! 🙂

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion

  1. Não basta gostar de uma boa cerveja…é sempre interessante conhecer a sua história.
    Continue nos encantando com os seus posts!!

Leave A Reply