Paraty: hospedagem na Pousada Magia Verde

0
Paraty é um lugar que tem eventos o ano inteiro! A qualquer mês que se visite a cidade, vale a pena conferir o calendário de lá para ver se não coincide com algum deles. No ano passado, por acaso, estive na cidade durante o MiMo, que também acontece em Ouro Preto, Olinda e Tiradentes todos os anos. Outros eventos bem famosos são a FLIP e o Festival da Pinga de Paraty. E esse ano me programei ainda para estar no Paraty em Foco, Festival Internacional de Fotografia que já está em sua décima edição na cidade e que super recomendo.
Como hospedagem – passei dois dias lá – fiquei com amigas na Pousada Magia Verde. Vi algumas fotos no TripAdvisor com bastante natureza e também a nota 8,2 no Booking, o que me animou bastante. Super confio no Booking por dois motivos especiais: primeiro que, para postar sua resenha, você é obrigado a preencher o espaço com os pontos negativos do hotel, que muitas vezes são justamente o que nos interessa; em segundo lugar, porque só consegue comentar quem efetuou sua reserva pelo próprio site, ou seja, é mais garantido que aquela resenha foi feita por alguém que realmente se hospedou no hotel e viveu aquela experiência.
aDSC_0675
Pois bem, chegamos lá numa sexta-feira à noite. A rua sem saída que leva até a entrada do hotel não é muito bem iluminada e nem asfaltada, mas no entorno há diversas pousadas e casas, então não há receio algum. A Magia Verde fica bem na entrada de Paraty, a uns 2 km do centro histórico. É uma boa opção para quem está de carro. Mas tenho uma ótima notícia: eles estão providenciando bicicletas para os hóspedes (devem estar disponíveis em novembro) e ainda um carro do próprio hotel que servirá de transporte para o centro histórico (a previsão é para fevereiro).
aDSC_0701
Agora vamos ao que realmente interessa: a pousada é fofa! Fica à beira de um rio e, se você quiser fazer os famosos passeios de barco de Paraty, o barqueiro te busca direto ali na Magia Verde, na maior comodidade. Além disso, há uma piscina em clima super bucólico, de frente para uma mata e para onde o rio passa – local onde também é servido o café-da-manhã.
aDSC_0718
Fiquei num dos quartos reformados, que me atendeu muitíssimo bem. Espaçoso para duas pessoas, com cama de casal bem grande e mais uma de solteiro, banheiro novinho, silencioso. Este é um ponto forte do local onde está a pousada: não há barulho. Quando for fazer sua reserva, aconselho a pedir para ficar num dos quartos da ala nova do Magia Verde, que são a grande maioria. O próprio gerente me contou que em pouco tempo irá reformar os antigos, que são menores e cujo banheiro não é tããããão aconchegante quanto o outro 😉
aDSC_0644
aDSC_0660
Ah, outro charme são as redes na frente dos quartos. Bem bom para curtir sem pressa.
aDSC_0692
E não posso deixar de comentar o café-da-manhã. Eu havia lido diversos elogios sobre a variedade de opções e não me decepcionei não. Vários tipos de pães, bolos, frutas, sucos batidos na hora, iogurtes, queijos… Mas o que me ganhou mesmo foi o croissant quentinho. Uma tentação.
Para quem eu aconselho a hospedagem no Magia Verde: pessoas que buscam descanso, que não fazem questão de estar no super centro de tudo, que gostam de natureza, que estejam de carro (enquanto as outras opções fornecidas pelo hotel não estão prontas!) ou que queiram levar seu bichinho de estimação (eles são muito bem aceitos lá!).
aDSC_0685
Pontos de atenção:
– o WiFi funciona muito bem na recepção, mas o sinal não chegava até o meu quarto 🙁
– dê preferência aos quartos recentemente reformados para uma estadia 100%
– não há garagem, mas como a pousada fica numa rua sem saída, não há problemas em deixar seu carro ali na frente
– se for chegar depois das 22h, avise por telefone, pois a recepção costuma fechar nesse horário e somente reabrir às 6h. Avisando, pode ter certeza que haverá um funcionário esperando pela hora em que você chegar.
Para reservar sua estadia na Pousada Magia Verde, clique aqui.
Para pesquisar mais hoteis e preços em Paraty, clique aqui.

Obs.: Me hospedei na Pousada Magia Verde através de convite como apoio pela divulgação e sem receber nada por isso. Não aceito propostas que não tenham o perfil do meu blog e sou 100% transparente com meus leitores com relação a qualquer parceria realizada e minhas impressões sobre o local.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Leave A Reply