The Argentine Experience: você é o chef em Buenos Aires

0

Gosto bastante de desvendar uns programas diferentes por onde passo – acho que já deu para perceber. E por isso me empolguei quando, pesquisando sobre lugares para ir em Buenos Aires, me deparei com a proposta do The Argentine Experience.

1DSC_0758

Para pesquisar hotéis em Buenos Aires e fazer sua reserva, clique aqui.

A ideia é reunir no máximo 14 convidados, divididos em até duas mesas grandes, para experimentar o melhor da culinária argentina e, ainda, ajudando no processo de preparação de alguns pratos, com direito a usar chapéu e avental. O espaço onde fica o restaurante tem uma fachada discreta e, por dentro, é super bonito e clean.

1DSC_0811

1DSC_0812

Cheguei lá no horário combinado, às 19h30, e fui recebida pela Júlia, uma brasileira super fofa que trabalha no restaurante. Ela nos deu as boas-vindas com um coquetel delicioso, o Malabeca – isso porque ainda estava por vir uma longa noite de degustação de vinhos argentinos. O Malabeca leva fatias de limão, xarope de açúcar, vinho malbec, pisco e suco de maçã. Dá pra pegar a receita certinha no blog do restaurante, que é super completo e ainda traz várias dicas de Buenos Aires!

Na sequência fomos levadas ao segundo andar, onde aconteceria às 20h o “show”. Falo assim pois o The Argentine Experience não se trata apenas de um simples jantar. No dia em que fui, éramos 10 convidados, entre brasileiros (eu e minha mãe apenas), um peruano, australianos e americanos, compartilhando uma mesa grande e interagindo todo o tempo, enquanto o Guille, super simpático, explicava qual seria nosso roteiro da noite. Toda a experiência é feita em inglês, pois, como se pôde perceber, o restaurante atrai turistas do mundo todo e que não falam espanhol. No entanto, se houver alguém no grupo que não fale a língua, uma pessoa fica responsável por fazer a tradução. Minha mãe, por exemplo, que estava comigo, não fala inglês, então a Júlia permaneceu ao lado dela e traduzia as informações ao longo do jantar.

1DSC_0749

1DSC_0755

Começamos preparando nossas próprias empanadas. Para facilitar, o restaurante já provê os recheios e massa prontos – nos engarregamos apenas da confecção “perfeita” da iguaria. Aliás, a carne do recheio leva 24 horas para ser preparada e, uau, você não faz ideia do sabor e maciez dela. Preparamos duas empanadas: a primeira no formato tradicional da Argentina; já a segunda poderia ser inventiva e exigia nossa criatividade. O autor da empanada mais inovadora era depois aclamado e ganhava alguns prêmios, como descontos em outros restaurantes da cidade. O clima o tempo todo era super animado e descontraído! Abaixo está uma foto da ganhadora da noite, que preparou uma empanda em formato de flor. Logo abaixo está a minha, no modelo tradicional mesmo 😛

1DSC_0771

1DSC_0767

Aliás, vá para lá preparado para comer, hein! Come-se bem – e muito. Enquanto as empanadas estavam no forno, chegaram entradinhas para beliscar. E depois, degustando os ótimos vinhos e nossas premiadíssimas empanadas (olhem que fofura na foto acima, com o meu nome, para não haver confusões), o Guille nos dava dicas de como escolher bem o ponto da carne que mais gostamos nos restaurantes, tudo no bom e velho castelhano. Ao final, cada um escolhia seu ponto para a carne do jantar (vegetarianos têm uma segunda opção de prato).

1DSC_0760

Como entretenimento durante o tempo de preparo da refeição (e mientras bebíamos mais e mais vinhos!), Nico, outro simpático funcionário da casa, fez diversas brincadeiras sobre os costumes argentinos, explicando gírias, expressões e gestuais. Com as goladas de vinho, todos riam alto e se divertiam a cada demonstração.

1DSC_0782

Chegado o jantar, foi hora de se deliciar com os pratos. A carne estava espetacular! Os pratos são de altíssima qualidade. Repito, aqui come-se muito bem! Sabe qual o processo meticuloso de preparação da carne? Depois de retirar toda a gordura, ela fica mais ou menos 24 horas numa panela dentro da geladeira até secarem todos os lados, formando uma crosta. Depois de retirada dali, colocam sal grosso e então retiram seu excesso e deixam a carne em temperatura ambiente. Somente depois disso é que os pedaços são levados a uma frigideira. Vale a pena tanto trabalho, viu! O resultado é demais! Os acompanhamentos foram um purê de batata cremosíssimo e um consomé de legumes com tempero especial.

Por fim, é chegada a hora da sobremesa (para mim o ponto altíssimoooo da noite!), mas não sem antes uma aula básica sobre a preparação e consumo do famoso mate, companheiro constante embaixo do braço dos legítimos argentinos, que estão sempre com uma garrafinha térmica e sua cuia na mão. Aprendemos como preparar nosso mate, experimentamos um pouco da bebida (lembra o chá verde) e depois partimos para comer os melhores alfajores de toda a minha viagem (quiçá de minha vida)! Gente… Sério, era bizarramente gostoso! Eu achei que não fosse parar de comer nunca, a vontade era mais forte do que eu!

1DSC_0791

1DSC_0794

1DSC_0784

Esta é uma experiência realmente diferente que indico aos turistas que queiram diversificar sua programação em Buenos Aires. O The Argentine Experience fica em Palermo Hollywood, na Calle Fitz Roy, 2110, perto de outros aclamados restaurantes, como o japonês Naka. Reserve com antecedência. Este percurso que eu fiz, que dura cerca de 3 horas, custa 85 dólares por pessoa, incluindo os vinhos à vontade. Indico, indico, indico!

1DSC_0803

1DSC_0805

Atenção leitor.: Visitei o The Argentine Experience como uma parceria pela oportunidade de conhecer o serviço através do blog e apoio pela divulgação, este é um post não patrocinado. Não aceito propostas que não tenham o perfil do meu blog e sou 100% transparente com meus leitores com relação a qualquer parceria realizada e minhas impressões sobre o local.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Leave A Reply