Casi un weon en Chile, ¿cachai?

0

Oye, você já conversou com um chileno? Pergunto pois, quando fiz meu intercâmbio no Chile, a ideia era aprender espanhol. Porém acabei me deparando com uma série de gírias regionais, uma linguagem peculiar apelidada “chilenismo”. Claro que levei um tempo para incorporar tudo po. Mas com amigos buena onda é possível aprender tudinho. Quer carretear a cagar, cachar tudo, tomar uma chela e ainda descolar uma polola? Não cachou nada do que eu disse, weon? Parece até que está com la caña? Então anota no caderninho:

3059161558_ea0113cd88_b
Foto: magical-world

Weon – é uma variação da palavra espanhola huevon. Pode tanto significar amigo, como um cara prego ou até mesmo um xingamento. Pode ainda virar verbo. As combinações são infinitas e essa é a gíria mais usada pelos chilenos mais jovens. Quer ver um exemplo de que a expressão se encaixa em qualquer lugar de uma frase? Olha só: “Oye weon, ¿cachaste que weon más weon es ese weon, weon?”. Ridiculamente traduzindo, seria algo como “Escuta irmão, tá ligado que cara mais chato é esse prego, brother?”. Mas também poderia ser “Escuta irmão, tá ligado que cara mais gente boa é esse maluco aí, brother?”. Entendeu? Pois é! Além disso, a escrita também varia (hueon, wuevon, wn…).
Po – é quase uma continuação de cada frase falada pelos chilenos, po. Aqui no Brasil, em alguns estados, também usa-se essa expressão.
Bacán – legal, maneiro, excelente.
Buena onda – quando usado para pessoas, significa ser gente boa. Quando usado para lugares, significa tranquilo, bom. Quando usado para uma situação, significa que está tudo bem, tudo ótimo.
Mala onda – algo ruim, pessoa chata, situação desconfortável.
A cagar – muito. Exemplo engraçado: “Comía a cagar” (comia muito)
Cachar – entender. Os chilenos usam muito, geralmente nesta conjugação: “¿Cachai?” (entendeu?)
A la chucha – tem mais de um significado: pode ser “que importa?” ou mandar alguém para bem longe, parecido com alguns usados aqui como “vai ver se eu estou lá na esquina”.
Oye – é uma conjugação do verbo escutar no imperativo. Costuma iniciar frases, como “Oye, ¿dáme un água, por favor?” (Escuta, me dá uma água, por favor?)
Al tiro – agora, nesse minuto
Carrete – festa. Também vira verbo: carretear
Pololo(a) – namorado(a)
Chela – cerveja
Curado – bêbado
Borracho – bêbado
Caña – ressaca
A la concha de tu madre – Concha é o órgão sexual feminino. O resto já dá para entender. Chilenos odeiam esta frase! Só a repita em casos de muita raiva, rs

Mais um detalhe: eles gostam de encurtar expressões. Por favor vira porfa, por exemplo.

Será que eu me esqueci de algum importante? Sério, são muitos!!!
Conhece um diferente? Compartilha aqui no Fui, Gostei, Contei e não vamos deixar ninguém na mão lá fora 😉

Quer ver dicas de hospedagem em Santiago do Chile? Pesquise aqui por preço, localização, avaliação ou número de estrelas.

Atenção, leitor: ao fazer sua reserva a partir deste link indicado, o Fui, Gostei, Contei receberá uma pequena comissão sem você pagar nenhuma taxa a mais por isso. O Booking.com é um dos parceiros do
Blog e líder mundial em reservas de acomodações. Obrigada pela preferência! 🙂

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Leave A Reply