Onde ficar no Atacama: conheça meus 4 hostels preferidos em San Pedro

4

No meu primeiro mês morando em San Pedro de Atacama eu tinha a missão de conhecer os melhores hostels afiliados ao Hostelworld para indicar meus preferidos aqui para vocês. Com isso, num período de 30 dias, eu me mudei 5 vezes de “casa” e sempre era vista carregando meu mochilão pelas ruas daqui.

A experiência valeu. Consegui testar várias hospedagens mais em conta por aqui pra dar de dicas pra vocês e selecionei as minhas três preferidas. Minha primeira dica é: quanto mais perto da rua Caracoles, melhor localizado você estará.

Eu fiz todas as minhas reservas pelo Hostelworld, que, para mim, é o melhor site para encontrar os hostels mais irados do mundo todo! Sempre perco horas lá lendo as resenhas da galera e vendo as fotos de hostels do mundo todo. E o melhor é que, pagando uma taxinha extra (e opcional) de apenas uns 2 dólares, você pode cancelar ou mudar sua reserva sem perder dinheiro.

Então, depois dessa maratona de mochilas por aí, selecionei os meus 3 hostels preferidos de San Pedro e vou fazer um breve resuminho deles aqui 😉

Hostel Laskar – Nota 8,1 no Hostelworld

Foi o primeiro onde me hospedei. Ele fica a uns 5 minutos de caminhada da Caracoles e da porta dele se tem uma vista do vulcão Laskar <3 O que mais curti nesse hostel: o staff (foram nossos primeiros clientes dos brigadeiros!), a área comum a céu aberto, a tranquilidade da rua e a proximidade da feirinha onde vendem frutas e legumes fresquinhos e mais baratos. Fiquei num quarto compartilhado para seis pessoas e a cama era confortável e roupa de cama boa.

laskar-hostel-atacama2

Hostel Pangea – Nota 7,4 no Hostelworld

Fica a apenas uma quadra e meia da rua Caracoles e perto de vários barzinhos, como o Barros e o Mal de Puna, que têm música ao vivo. A diária inclui café da manhã, que é bem completinho e é preparado na hora e servido na nossa mesa. O staff também era muito gente boa! Fiquei num quarto compartilhado para 7 pessoas. A cama não era das mais confortáveis (era colchão de mola, que eu não curto tanto), mas o quarto era espaçoso e bem arejado.

pangea-hostel-atacama

pangea-hostel-atacama2

Hostel Pangea Norte – Nota 5,3 no Hostelworld

Apesar da nota bem baixa no site, eu gostei bastante desse hostel. Ele fica a duas quadras da Caracoles e é bem animado (sempre tem gente ouvindo música e jogando ping pong nas áreas comuns) e tem um bar legal, o San Pedrino. Possui vários banheiros (dica: os mais espaçosos estão nos fundos do hostel). Há dois preços de diárias em quartos compartilhados: com ou sem café da manhã. E o café da manhã é bem completinho, com pão, ovos, iogurte, chá ou café, fruta. Mas  a cozinha também é bem direitinha caso você prefira cozinhar. Fiquei num quarto compartilhado para 4 pessoas (2 beliches). E esse era meu mural preferido lá:

pangea-norte-hostel-atacama

Hostel Rural – Nota 8,5 no Hostelworld

Esse aqui fica a meia quadra da Caracoles e foi meu preferido! A decoração é bem legal e tem um bar animado à noite. Além disso, promovem algumas festinhas lá, como churrasco ou pizza para os hóspedes – lembro de um dia que estava mais chuvoso e alguns passeios haviam sido cancelados, então geral teve programação no próprio hostel. Quando me hospedei lá, estavam oferecendo café da manhã gratuito – disseram que era um teste de como seria para num futuro próximo começarem a cobrar. Esse é um hostel um pouquinho mais caro que os outros (na época em que fiquei lá, custava 15.000 pesos a diária), mas acho que é justamente por essa questão de oferecerem uma estrutura de bar e festa aqui. Fiquei num quarto compartilhado para seis pessoas, com banheiro dentro do quarto.

rural-hostel-atacama

rural-hostel-atacama2

Há muitas opções de hostel aqui em San Pedro. Alguns beeeem simples (teve um que era uma casa que transformaram em hostel, sem muito investimento, sabe), outros mais elaborados. Por isso acho importante dar uma boa pesquisada no Hostelworld antes de fazer sua reserva. Veja as fotos, leia as resenhas, veja a localização. É meu jeito favorito de encontrar hostels legais pelo mundo (sério, perco horas fazendo essas pesquisas rsrs).

Se tiverem dicas de hospedagem também aqui no Atacama, compartilhe nos comentários! 😀

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!