Museus de Madrid: como ir de graça aos três principais da cidade

14

“A Madrid dos museus”. Êta apelido mais que acertado! É difícil passar uns dias na cidade e ignorar o Triângulo de Ouro da Arte madrileño, composto pelo Museu Nacional do Prado, o Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia e o Museu Thyssen-Bornemisza. Há ainda muitos outros a serem visitados, mas aqui vou focar nesses três, os mais importantes da Espanha. A boa notícia é que dá para ir de graça a todos eles! Eu testei para ver se valia a pena ou se rolava algum perrengue – e a verdade é que foi bem mais tranquilo do que eu imaginava. Bônus extra: os três museus ficam bem próximos um do outro.

O Museu do Prado é um dos mais procurados de Madrid, o mais importante da Espanha e um dos mais importantes do mundo. Sua construção levou anos, e ali já funcionou, inclusive, um quartel militar, que depois cedeu lugar ao primeiro museu público da Espanha. Hoje estão ali valiosíssimas coleções de pintura espanhola, francesa, flamenga, alemã e italiana – como a de Francisco Goya, Velázquez, José de Ribera, Rembrandt, Anthony van Dyck, Brueghel, Botticelli e Caravaggio .

museus-madri-espanha-3

 

museus-madri-espanha

museus-madri-espanha-2

Horários para ir de graça ao Museu do Prado: Em geral o ingresso custa 14 euros, mas há entrada gratuita de segunda a sábado das 18h às 20h e aos domingos e feriados das 17h às 19h, bem como nos dias 19 de novembro e 18 de maio. O Museu do Prado funciona de segunda a sábado das 10h às 20h e aos domingos e feriados das 10h às 19h. Eu cheguei lá numa quinta-feira, uns 15 minutos antes de permitirem a entrada gratuita, e dei de cara com uma fila considerável. No entanto, percebi que era apenas para aguardar a abertura, pois às 18h em ponto liberaram a entrada dos visitantes e em menos de cinco minutos eu já estava lá dentro. Foi super tranquilo mesmo! O museu é grande e certamente você não levará menos que uma hora lá dentro.

Como chegar ao Museu do Prado: A estação de metrô mais próxima é Atocha, que fica a 600 metros do museu subindo pela rua Paseo del Prado. Outras estações de metrô próximas: Banco de España e Antón Martín.

O Museu Reina Sofía é mais recente, mas nem por isso menos importante. Seu prédio já abrigou um hospital setecentista. Estão ali importantes obras de arte modernas como os quadros Guernica e Mãe com o Menino Morto, ambos de Picasso. O Reina Sofia também abriga obras dos geniais Salvador Dalí, Juan Miró, Eduardo Chillida, Kadinsky, Roy Lichtenstein, Mateo Inurria, Eusebio Sempere, Francis Bacon, Julio Gonzalez, Lucio Muñoz, Yves Klein, entre outros.

museus-madri-espanha-4

museus-madri-espanha-5

museus-madri-espanha-6

Horários para ir de graça ao Museu Reina Sofía: Em geral o ingresso custa oito euros, mas há entrada gratuita de segunda a sábado, das 19h às 21h, e aos domingos (dia que mais lota!) das 13h30 às 19h. Não abre às segundas-feiras. Eu fui lá direto do Museu do Prado, numa quinta-feira. Cheguei um pouco antes das 20h e não havia fila nenhuma. Consegui andar tranquilamente pelos corredores e pelo jardim interno, que é lindo. A cafeteria do museu também é ótima pedida e tem Wifi liberado. Considere também ao menos uma hora para percorrer o principal do Reina Sofía.

Como chegar ao Museu Reina Sofía: A estação de metrô mais próxima é a Atocha, a 210 metros do museu. Saindo da estação, pegue a rua Ronda de Atocha e vire na primeira à direita, na Calle de Santa Isabel.

Por fim, o Museu Thyssen-Bornemisza, geralmente o menos procurado dentre os três, abriga a coleção de arte da família Thyssen-Bornemisza, com mais de 1.600 obras. Em ordem cronológica, há obras desde o Renascimento até o século XX de renomados artistas como Tiziano, Tintiretto, Bassano, El Greco, Bernini, Caravaggio, Rembrandt, Frans Hals, Giambattista Tiepolo, Canaletto, Fragonard, Francisco de Goya, Van Gogh, Paul Gauguin, Cézanne, Kadinsky, Picasso, Georges Braque, Salvador Dalí, Jackson Pollock, entre outros.

museus-madri-espanha-7

Horários para ir de graça do Museu Thyssen-Bornemisza: Em geral o ingresso custa dez euros, mas há entrada gratuita às segundas-feiras, das 12h às 16h. Nos outros dias da semana funciona de 10h às 19h. Este foi o único que não consegui incluir em minha programação durante os dias em que estive em Madrid, mas li tantas coisas boas sobre ele que já está na lista para quando voltar à cidade (na verdade fui até a porta, mas já havia fechado quando cheguei). Por isso, infelizmente não posso contar minha experiência com relação ao horário gratuito dele.

Como chegar ao Thyssen-Bornemisza: Fica quase em frente ao Museu do Prado! Mas é mais próximo chegar pela estação Banco de España do metrô, e depois andar 450 metros descendo pela rua Paseo del Prado. Desde a estação Atocha são 850 metros, subindo a mesma rua. Outra estação de metrô próxima: Antón Martín.

Para pesquisar hotéis em Madrid, clique aqui.

Outras opções para facilitar sua visita aos três museus, caso não consiga conciliar os horários de entrada gratuita e precise comprar os ingressos, são o Abono Paseo del Arte, que custa 25,60 euros e dá direito a uma visita a cada um dos três museus pelo período de um ano (equivale a um desconto de 20% nos tickets); ou a Tarjeta Turística Madrid Card, que dá acesso a mais de 50 atrações turísticas de Madrid (inclusive aos três museus), a diversos tours e ainda descontos em restaurantes e lojas. O Madrid Card custa 47 euros para um período de 24 horas, 60 euros para 48 horas, 67 euros para 72 horas e 77 euros para 120 horas. Seja através destes pacotes ou individualmente, recomendo comprar a entrada destes museus com antecedência para evitar filas, visto que atraem muitos turistas.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação – e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion14 Comentários

  1. Oi Carol, tudo bem? Achei seu blog pois estou procurando mais informações sobre a gratuidade em alguns museus de Madrid. Vou pra lá em Abril e quero visitar alguns. Queria saber se você precisou apresentar algum documento para ter acesso gratuito aos museus, pois alguns atrativos do patrimônio nacional (segundo o site deles) asseguram gratuidade apenas para alguns grupos de pessoas, o que não inclui turistas.

  2. Carla, boa noite.

    Parabéns pelo blog e obrigado pelas dicas.

    Tenho uma dúvida. Você conseguiu as entradas gratuitas antecipadamente ou apenas na hora?

    Vi que no museu do Prado para conseguir a entrada gratuita é necessário comprar um ingresso inteiro e no Museu Reina Sofia ele informa que somente na hora que é possível conseguir as entradas.

    • Ei, Julio!
      Como eu comentei no post, eu não fiz nada antecipadamente e só cheguei l´[a´uns 15 minutinhos antes dos horários gratuitos – e foi bem tranquilo.
      Eu não comprei ingresso nenhum, nem mesmo no museu do Prado – a não ser que tenham mudado alguma regra para gratuidades. Vale sempre conferir o site oficial!

  3. Olá!

    Você sabe dizer se no Prado e Sofia é preciso passar na bilheteria antes para retirar algum ticket ou você vai direto para a entrada????

  4. oi Carla, tudo bem! estou indo p/ madrid e vi suas dicas de visitas as 3 museus que vc indica os dias e horaios que a entrada é gratuita. acabei de ver tambem no segredos de viagem e fala justamente o contrario que vc! 2f estes museus nem abrem! olha que loucura! agora fiquei perdida! rsrsr

    • Ei, Samira! Quando escrevi esse post, conferi cada um dos sites oficiais dos museus e as informações eram exatamente as que você vê aqui.
      Pode ser que algo tenha mudado, vou dar uma conferida lá e ver se preciso atualizar o post.
      Mas de qualquer maneira, sempre indico conferir no sites oficiais para evitar perder viagem 😉

  5. Olá Carla vc pegou em um dos museus ticket gratuito ?
    Porque no site não tinha eu não achei
    Você pode me fala se você achou no site se você tem este tíquete pra entrar por favor

Leave A Reply