Segóvia, Espanha: lá que fica o castelo que inspirou Walt Disney

0

Ah, Segóvia…! Segóvia e seu enorme aqueduto, que me deu as boas-vindas a esta cidadezinha fofa e que superou minhas expectativas! Em minha última viagem a Madrid, fui de trem passar um dia em Segóvia – menos de meia hora de viagem. Tão rápido que mal deu para meu clássico cochilo, rs. As passagens de ida e volta custaram cerca de 20 euros, com saída da estação Chamartín, em Madrid, e comprei pelo site da Renfe (recomendo comprar com antecedência pois sai mais barato – leia esse post para não ter problemas na hora de comprar pelo site usando seu cartão de crédito).

segovia-espanha-2

segovia-espanha-7

segovia-espanha-19

Cheguei lá às 10h20 da manhã e tomei um ônibus na própria estação (é longe e não dá para ir andando, custou um euro o trajeto de uns 15 minutos de bus) que me levou ao Aqueduto Romano, lindo, imponente, com mais de dois mil anos de idade e 28 metros de altura, certamente o cartão postal mais conhecido de Segóvia. Curti demais ficar ali fotografando, testando vários ângulos. Acho uma boa começar seu passeio por ali, e logo depois ir subindo as escadas que levam à parte mais alta do aqueduto, bem ao seu lado direito (de quem chega na cidade). De lá de cima se tem uma vista liiiinda da cidade. Estive lá no inverno e li que havia grandes chances de nevar por lá, pois faz bastante frio. Fui com os dedinhos cruzados para ver o aqueduto todo branquinho, mas não rolou dessa vez, só muito vento mesmo.

segovia-espanha-3

segovia-espanha-9

aquedutos de segóvia

Saindo do aqueduto, fui passeando pelas ruazinhas, com músicos pelo caminho, várias lojinhas tentadoras, num clima de cidade do interior. Fui sem pressa, e recomendo que você saia assim também, meio sem destino e explorando cada canto de Segóvia, suas igrejinhas e museus pelo caminho. Lá não é nada difícil de se locomover, fiz tudinho a pé e há muitas sinalizações e placas.

segovia-espanha-20

segovia-espanha-21

segovia-espanha-22

segovia-espanha-28

segovia-espanha-30

Flanando, cheguei à Catedral de Segóvia (lindíssima, mas não subi à torre) e em seguida ao Alcázar, castelo que teria inspirado os filmes da Disney. Não se sabe se é apenas lenda, mas a verdade é que ele bem lembra mesmo um palácio de conto de fadas, e fiquei ali do jardim observando e fotografando.

segovia-espanha-37

segovia-espanha-39

segovia-espanha-40

segovia-espanha-42

segovia-espanha-43

segovia-espanha-46

Maravilhoooooso, mas estava tãããão cheio (era um sábado) que fiquei com “preguicinha” de entrar. Sigo a filosofia de que ninguém é obrigado a fazer nada durante uma viagem, desde que esteja se sentindo bem assim. Me senti super bem curtindo o castelo pelo lado de fora, achei lindo, então me dei por satisfeita. Dizem que a vista de lá de cima é um espetáculo, mas me contentei com a vista do alto dos aquedutos mesmo. E com uma caña (chopp) com tapas no café em frente ao Alcázar, porque ninguém é de ferro. E em admirar aquela construção linda que fez até Walt Disney babar, um castelo medieval todo de pedras que lembra a proa de um navio.

segovia-espanha-47

segovia-espanha-50

segovia-espanha-52

Segóvia foi fundada originalmente pelos celtas no século VII a.C., depois conquistada pelos gregos até ser dominada pelos romanos e reconquistada pelos Reis Católicos na Idade Média – então imagine a riqueza de culturas naquele lugar! Desde 85 Segóvia recebeu da Unesco o título de Patrimônio da Humanidade.

segovia-espanha-51

Depois de curtir o clima de castelo de princesa do Alcázar, fui andando para a Plaza Mayor, o centrinho da cidade onde ficam os principais restaurantes. O prato tradicionalíssima da cidade é o Cochinillo, um cordeiro, que seguindo à risca a tradição local, precisa ser cortado com um prato, a fim de comprovar sua maciez ao cliente. Achei curioso e eu fazia questão de experimentar um. Só que… as tapas da Espanha me impediram, hehe.

Explico: escolhi o restaurante El Sitio para minha refeição em Segóvia, pois era recomendadíssimo no TripAdvisor. Ele fica na Calle Infanta Isabel, pertinho da Plaza Mayor. Só que cheguei lá sem reserva e, claro, ele estava lotado. Me sentei no balcão para esperar por uma mesa enquanto tomava uns vinhos. Pedi a primeira taça de vinho e, junto com ela, começaram a chegar algumas tapas. Primeiro um pratinho com algo que parecia um croquete – delicioso e quentinho! Pedi a segunda taça, e junto veio um prato de paella (!!!!). Pedi a terceira taça de vinho e o acompanhamento foram torradas com uma pastinha deliciosa. Pronto, depois de tudo isso, quem disse que ainda havia espaço para eu comer um cordeiro! Saí de lá arrasada, mas ao mesmo tempo mega feliz (o vinho tem dessas coisas), e gastando algo como 6 euros por quatro taças de vinho e muitas tapas. É por isso que eu amo a Espanha! Hahahaha.. E fica a dica: o El Sitio é super aconchegante, vi muitos locais lá, todas as tapas estavam maravilhosas, e não era um restaurante caro. Nesse restaurante conheci uma turma de amigos de Toledo, outra cidadezinha da Espanha próxima a Madrid, e eles reforçaram que o cochinillo é imperdível em Segóvia. Fica pra próxima!

segovia-espanha-53

segovia-espanha-54

segovia-espanha-55

Para quem não sabe, é bem comum em algumas cidades da Espanha (e isso não acontece em todos os restaurantes, hein) você pedir um vinho ou uma caña (chopp) e ele vir acompanhado de tapas, que podem ser torradas com pastinha, salgadinhos, paella, e por aí vai. Comi muito assim lá, pois estava viajando sozinha e sempre acabava sentando no balcão e pedindo uma cerveja ou vinho para fazer anotações da viagem no meu diário. E, quando via, estava almoçando tapas e enchendo a cara, haha. Ojo! Cuidado…

Recapitulando, pontos que amei conhecer em Segóvia: Aquedutos Romanos, Catedral, Alcázar e Plaza Mayor. Cinco horas na cidade me pareceram mais que suficientes para ver tudo com bastante calma. Bom, depois de “almoçar”, fui passeando de volta para o ponto de ônibus, onde voltei com calma para a estação de trem, rumo a Madrid. E apaixonada por Segóvia! Se puder, inclua a cidade no seu roteiro, não sai caro e é muito pertinho de Madrid.

segovia-espanha-56

segovia-espanha-32

segovia-espanha-35

*Informações sobre o Alcázar de Segóvia:

Preços: A entrada completa, que inclui visita ao palácio, ao museu e à torre de Juan custa 7 euros; visita apenas aos museus e ao palácio custa 5 euros; ir somente à torre de Juan sai por 2 euros (é da torre de Juan que se tem a tal vista esplêndida de Segóvia).

Horários de Visita: verão (de abril a setembro), das 10h às 19h; inverno (de novembro a março), das 10h às 18h; em outubro, às sextas e sábados aberto até 19h, e nos outros dias  da semana até 18h.

Dias fechados: 24 (depois das 14h), 25 (o dia todo) e 31 de dezembro (depois das 14h); 1º (o dia todo), 5 (depois das 14h) e 6 de janeiro (o dia todo) e no dia do Alcázar, uma sexta-feira que costuma cair entre final de junho e início de julho.

*Informações sobre a Catedral de Segóvia:

Preço: 3 euros a entrada, mas 5 euros se quiser subir a torre. Aos domingos, entrada grátis à Catedral (não inclui a torre).

Visitas guiadas: todos os dias, às 10h30, 12h30 e 16h30.

Horários de Visita: de outubro a março, das 9h30 às 17h30; de abril a setembro, das 9h30 às 18h30. Domingos, das 9h30 às 13h15.

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Leave A Reply