Algumas das principais dúvidas de quem tem viagem programada para o Atacama são relativas ao dinheiro. Qual moeda é melhor levar para o Atacama? É melhor ter dólar, real ou peso chileno? Qual a cotação em San Pedro? Dá para se virar com cartão de crédito? Vale a pena sacar dinheiro? Há casa de câmbio em San Pedro de Atacama? Para acabar de vez com essas incertezas e facilitar o seu planejamento financeiro, vamos responder todas essas perguntas.

Quer um orçamento personalizado para conhecer o Deserto do Atacama? Clique aqui e preencha um formulário super rápido para já receber uma sugestão de roteiro personalizado ou nos envie um email no contato@fuigosteitrips.com.br

Melhor fazer o câmbio em Santiago ou no Atacama?

Se você me acompanha no instagram e segue as nossas dicas, já deve saber que Santiago tem o melhor câmbio do Chile. São os estabelecimentos da rua Agustinas, no Centro, que apresentam as taxas de conversão mais favoráveis, seja para real ou dólar. Se, antes de seguir para o deserto, você vai passar alguns dias na capital, não há dúvidas: troque o seu dinheiro por lá.

Essa opção, infelizmente, não é viável para os turistas brasileiros que seguem direto para o Atacama, fazendo no máximo uma escala rápida no aeroporto de Santiago. Muitos, inclusive, cogitam aproveitar esse intervalo para trocar seus reais por pesos chilenos. Não cometa esse erro: a cotação nos aeroportos costuma ser a pior de todas!

Não se preocupe em chegar à San Pedro com todo o dinheiro que você vai precisar durante a viagem — existem várias alternativas para obtê-lo no vilarejo.

A chegada no aeroporto

Ao desembarcar no aeroporto de Calama, antes de chegar à San Pedro de Atacama, há um importante gasto a ser considerado: o transfer para o pueblo. Esse deslocamento tem um valor padrão entre as empresas que operam o trecho de 100km entre as duas cidades (12.000CLP para ida, 20.000CLP ida e volta).

Todas as empresas aceitam pagamento em cartão de crédito, de modo que é dispensável ter esse valor em espécie. Porém, sempre é bom ter pelo menos um pouco do dinheiro local para qualquer eventualidade. Você pode trocar o mínimo necessário antecipadamente numa casa de câmbio do Brasil, cujas taxas nem sempre são as melhores.

Casas de câmbio em San Pedro de Atacama

A maior concentração de casas de câmbio está na rua Toconao, uma das ruas perpendiculares da Caracoles, a principal via do povoado. Muitas delas são, na verdade, estabelecimentos onde também funciona outro tipo de comércio, como uma loja de artesanato, cyber café ou aluguel de bicicletas.  

As casas de câmbio tem placas do lado de fora e ficam uma ao lado da outra, de modo que é fácil entrar para comparar os preços entre elas. Todas aceitam real e dólar, e também costumam trocar pesos bolivianos, pesos argentinos e euro.

Que moeda levar para San Pedro de Atacama?

No geral, o real tem uma boa cotação no Atacama, então pode levar a nossa moeda sem medo. O dólar, uma moeda forte, por vezes vai oferecer um valor maior no câmbio, mas é bom considerar o custo benefício dessa transação. Se você já tiver dólares em casa de viagens anteriores, vale a pena trazer. Agora, se a ideia é comprar dólares numa casa de câmbio no Brasil para então trocá-lo aqui, a pequena diferença pode não compensar o trabalho extra.

É possível consultar a cotação diária do dólar no site do Banco Central do Chile, na seção de indicadores. Para ter uma ideia das taxas nas casas de câmbio de San Pedro, pergunte para a sua agência, ao fazer o orçamento dos passeios, qual a cotação utilizada. Afinal, quem se programa direitinho sempre gasta menos!

Cartão de crédito em San Pedro de Atacama, vale a pena?

Muitos viajantes têm a impressão que não poderão utilizar cartão de crédito em San Pedro, mas informamos que transações financeiras eletrônicas já chegaram ao deserto. Hotéis, restaurantes, agências e até mesmo lojas de artesanato costumam ter maquininha, embora alguns possam cobrar um valor adicional para utilizá-la.

É claro, não são todos estabelecimentos que já aderiram a essa tecnologia: algumas hospedagens e restaurantes mais simples, de administração familiar, podem não aceitar essa forma de pagamento. O ideal é sempre confirmar previamente.

Em relação ao benefício do cartão de crédito, é necessário pesar os pontos contra e a favor. Certamente é o mais prático, porém significa um gasto adicional de 6,38 por cento do IOF. Outra desvantagem é a possibilidade do real se desvalorizar até o fechamento da sua fatura e você ter que arcar com a diferença no câmbio (isso está por mudar a partir de 2020). Em compensação, a cotação do seu cartão de crédito pode ser mais favorável que a praticada pelas casas de câmbio.

Avalie as condições do seu banco e coloque os custos na ponta do lápis. De qualquer maneira, é bom prevenir-se contra imprevistos. Por mais que você escolha ter o seu dinheiro em espécie, considere levar um cartão de crédito habilitado para uso no exterior, para eventuais emergências.

Caixas eletrônicos em San Pedro de Atacama

Essa pode ser uma opção conveniente, porém não é a mais econômica. Tal qual o cartão de crédito, o saque em caixas eletrônicos também resulta na cobrança extra de 6,38 por cento do IOF. Além disso, cada vez que você retira dinheiro, é necessário pagar uma taxa da Redbanc, sistema interbancário dos caixas eletrônicos chilenos, que pode variar de 4.500CLP a 6.000CLP, dependendo do banco. Por fim, existe um limite de saque de 200.000CLP — múltiplas transações pode sair bastante caro.

De qualquer modo, é uma alternativa para quem não quer carregar tanto dinheiro. Existem agências do Banco Estado, na rua Gustavo Le Paige, próximo à praça, e do BCI, na esquina das ruas Caracoles e Vilama, ambos com caixas eletrônicos. Estes também podem ser encontrados nas farmácias Cruz Verde (esquina das ruas Caracoles e Toconao) e Salcobrand (Caracoles e Tocopilla) e no Mercado Blanco (Caracoles e Calama).

Durante a alta temporada, não é incomum encontrar longas filas para utilizar esses terminais. E, acredite se quiser, pode acontecer de o dinheiro disponível acabar! Por isso, não espere ficar de bolsos vazios para sacar a quantia que você necessita.

Western Union em San Pedro de Atacama

Por fim, existe a alternativa de enviar e receber dinheiro via Western Union. A empresa, que funciona como uma corretora de câmbio pela qual se pode fazer remessas de dinheiro do Brasil para o exterior (ou vice-versa), tem uma agência no final da Caracoles, junto a Chilexpress. Dessa forma, é possível fugir do 6,38 por cento de IOF, mas é necessário assumir as taxas da própria empresa, que varia de acordo com o valor enviado. Para calcular, a melhor forma é fazer uma simulação de envio através do site da Western Union.

Pode valer mais a pena do que sacar dinheiro nos caixas eletrônicos, mas dificilmente vai ser mais econômico do que trocar dinheiro diretamente nas casas de câmbio.

2 Comentários

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui