Recentemente estive por 3 dias em Manaus durante a minha viagem pelo Amazonas, que também incluiu uma visita a Presidente Figueiredo e a um hotel de selva. Me encantei pela capital amazonense. A arquitetura é linda, é uma cidade fácil de explorar, tem excelentes restaurantes e as pessoas são muito receptivas.

Nesse artigo vou dar dicas de onde se hospedar em Manaus, o que fazer durante sua visita (incluindo como assistir a um espetáculo gratuitamente no Teatro Amazonas), onde comer e como se locomover pela cidade. No artigo geral do Amazonas eu já falei sobre a melhor época para viajar para lá. Vem comigo agora saber tudo sobre Manaus!

Onde se hospedar em Manaus

A melhor referência para estar bem localizado em Manaus é o Largo São Sebastião, no Centro Histórico, onde ficam o Teatro Amazonas e a Paróquia São Sebastião. Ali você vai conseguir fazer muita coisa a pé e estará bem próximo de ótimos restaurantes.

Manaus tem opções de hospedagem para todos os bolsos. Eu fiquei no Local Hostel, que tem tanto quartos compartilhados como privados. A localização é impecável, a 150m do Largo São Sebastião, tem uma vibe incrível com viajantes do mundo todo e o melhor café da manhã, com muita variedade de comidinhas regionais. Tem cozinha compartilhada, serviço de lavanderia, área de lazer com piscina, os funcionários são muito simpáticos e atenciosos. Gostei muito dessa escolha e recomendo se busca um lugar com bom custo benefício – olha só essas fotos de lá:

Abaixo selecionei outras hospedagens bem recomendadas para você dar uma olhada também:

$

Mural Living: os quartos têm mesa de trabalho e cofre, e oferecem um esquema de check in e check out express

Ibis Budget: tem um preço bacana e qualidade padrão da rede, mas a localização não é tão central

$$

Casa Perpétua Hotel de Charme: conta com piscina, bar, lounge, roupões de banho e o café da manhã está incluído na diária

Seringal Hotel: ótima localização e a diária inclui café da manhã e um chá da tarde

$$$

Juma Ópera: hotel 5 estrelas que conta com restaurante, piscina, bar, academia, terraço com vista para o Teatro Amazonas e o café da manhã está incluído na diária

Villa Amazonia: hotel 5 estrelas com restaurante, piscina, academia, terraço com vista e café da manhã incluído na diária

Extra: hotel de selva perto de Manaus

Amazon Jungle Palace: oferece a experiência de um hotel de selva sem se afastar muito de Manaus, já que são 40 minutos de distância apenas. Flutua sobre o Rio Negro, conta com quartos com ar condicionado e WiFi e oferece diversas atividades, tais como observação de aves e canoagem, bem como danças e rituais indígenas. O valor da diária inclui café da manhã, almoço e jantar.

O que fazer em Manaus

Há passeios suficientes para preencher vários dias de viagem em Manaus, desde museus a praias de rio e passeios na natureza. Recomendo separar 3 dias inteiros em Manaus para conhecer os principais atrativos da capital. Veja abaixo as dicas do que fazer em Manaus.

Teatro Amazonas

Uma das construções mais lindas e famosas de Manaus, o Teatro Amazonas foi inaugurado em 1896 e é parada obrigatória. Você pode tanto fazer a visita guiada, que deve ser agendada de terça a sábado com duração de 1 hora e que custa R$20, como assistir aos espetáculos que acontecem no teatro.

A dica de ouro aqui é que muitos espetáculos são gratuitos! E você pode conferir a programação pelo site do Teatro Amazonas. Eu assisti um musical gratuito durante minha visita a Manaus. Cheguei duas horas antes do horário de início para garantir o meu lugar – era uma das primeiras, mas rapidinho chegou muita gente e a fila dava volta no teatro! Essas apresentações são muito concorridas e grande parte do público era manauara. Valeu muito a pena! O teatro é lindíssimo por dentro.

Museus

  • MUSA: O Museu da Amazônia é elogiadíssimo e a visitação deve ser agendada de quinta a terça-feira de 8h30 às 17h (fecha às quartas). Não deixe de subir na torre de observação, com 42 metros de altura
  • Museu do Seringal: fica na área rural de Manaus e reproduz um seringal da época do ciclo da borracha. Pode ser visitado de terça a sábado, das 9h às 15h, e a entrada custa R$10. O acesso é feito por via fluvial e custa R$18 cada trecho
  • Museu do Índio: é o maior e mais amplo museu da história indígena no Brasil, com acervo de cerca de três milhares de peças produzidas por tribos da Amazônia. Está fechado temporariamente
  • Casarão de Ideias: não se trata de um museu, mas é uma associação cultural sem fins lucrativos no centro de Manaus com sala de cinema, cafeteria, exposições de arte, exibições de fotografia, concertos, espetáculos de dança e teatro e apoio a diversos projetos sociais

Mercado Municipal Adolpho Lisboa

Localizado às margens do Rio Negro, é ótimo passeio para comprar lembrancinhas e experimentar da gastronomia regional. Lá você vai encontrar bares, restaurantes, bancas de peixes, frutas, especiarias, ervas medicinais amazônicas e lojas de souvenir. No entorno do mercado há também algumas tendas de rua vendendo artesanato local que vale dar uma olhada. Recomendo comprar os bombons de cupuaçu, a farinha de ovinha, as variadas castanhas e provar a cachaça de jambu (as lojinhas oferecem de graça para experimentar, o jambu deixa a boca dormente). Alguns preços:

  • caixa com 18 bombons de cupuaçu, côco, castanha: R$18
  • garrafa média de cachaça de jambu: R$30
  • saco de meio quilo de farinha: R$10

Praias de Manaus

Manaus não está na beira do mar, mas conta com suas próprias praias de rio que são uma delícia para se refrescar nos dias quentes e úmidos. Algumas praias vão e vêm de acordo com o sobe e desce das águas, já que a paisagem da região muda bastante dependendo se é época de chuvas (Inverno amazônico) ou de seca (Verão amazônico).

  • Praia da Ponta Negra: pode ser visitada o ano todo e tem fácil acesso por carro ou transporte público desde o centro de Manaus (o Uber até lá me custou R$20)
  • Praia da Lua: entre Setembro e Janeiro a faixa de areia fica mais larga e extensa, e entre Junho e Agosto a faixa é mais estreita. Você deve ir até a Marina do Davi, e de lá pegar um barquinho cuja travessia dura apenas 10 minutinhos (dessa marina saem barcos para outras praias também, assim como para alguns restaurantes flutuantes)
  • Ponta das Lajes: também é conhecida como Mirante da Embratel e é famosa por ser a única onde é possível acompanhar em terra o famoso Encontro das Águas (que vou falar mais abaixo). Acessível apenas na vazante do Rio Negro, quando é possível apreciar também as marcas do sítio arqueológico onde há petroglifos deixados por antigos habitantes da Amazônia, no período pré-colombiano
  • Praia Dourada: é a praia dos flutuantes, onde mais de uma dezena de restaurantes e bares adotaram o conceito das construções ribeirinhas. É aberta nos finais de semana e feriados, mas alguns flutuantes têm horário mais flexível
  • Praia do Açutuba: considerada uma das mais belas da região, mas fica a 1 hora do centro de Manaus. É acessível de carro e fica ótima para banhos entre Agosto e Setembro, antes do período alto da seca

E os balneários?

O balneário Paraíso 21 é um dos mais estruturados. Já o balneário Restaurante da Keila é um considerado dos mais bonitos. Tem ainda o Sítio Bom Futuro, que investiu em cenários lindíssimos para fotos.

Entenda melhor sobre a diferença entre o período da seca e das chuvas na Amazônia nesse artigo

Encontro dos Rios

É provavelmente um dos passeios mais procurados por quem visita Manaus, já que leva até o famoso encontro dos rios Negro e Solimões. Esse fenômeno chama atenção porque na confluência entre o rio Negro, de água preta, e o rio Solimões, de água barrenskysta, as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar por uma extensão de mais de 6 km.

Ambas águas não se misturam porque têm PH, temperatura e velocidade diferentes. Há muitas agências que levam para ver esse encontro. No entanto, a maioria delas inclui no passeio uma parada para alimentar e nadar com botos. Parece bacana, mas saiba que essa atividade aparentemente inocente causa um desequilíbrio e traumas no animal. Não vou me estender aqui, mas recomendo ler o último tópico do meu artigo sobre o Amazonas onde falo sobre o turismo de exploração de animais.

Passeio com agência x passeio por conta própria

O passeio da agência dura um dia inteiro e custa em média R$160 por pessoa. Se você for por conta própria até o Porto da Ceasa saindo do centro de Manaus, vai levar cerca de duas a três horas no total (contando a ida, o passeio de barco e a volta).

O táxi custa em média R$40 para cada trajeto (confira se o Uber ou 99 táxi ficam mais em conta). Chegando no Porto da Ceasa, vá até a cooperativa de barqueiros Sol Negro e negocie com um barqueiro para te levar até o encontro das águas. O preço fica R$20 por pessoa (a partir de 4 pessoas) ou em torno de R$80 pelo barco que dá para até 3 pessoas.

O passeio por conta própria é mais rápido, pode sair bem mais barato e não deixa impactos negativos na fauna. Ao passar pelo encontro dos rios, não deixe de mergulha a mão na água para sentir a diferença de temperatura!

Onde comer e beber em Manaus

A gastronomia amazonense merece sempre muito destaque! Definitivamente um dos grandes programas em Manaus é comer bem. Sem falar que a noite em Manaus é bem animada, então vale ficar de olho na vida noturna de lá. Selecionei meus restaurantes e bares preferidos na cidade para você experimentar o melhor da comida manauara.

Restaurantes de Manaus

  • Tambaqui de banda: um dos restaurantes que mais me recomendaram e que fica do ladinho do Teatro Amazonas. À noite costuma ter música ao vivo e os pratos são todos elogiadíssimos! inclusive o restaurante leva esse nome por causa do seu prato mais famoso (R$92 e serve 2 pessoas). Não deixe de provar também o refrigerante artesanal de taperebá (R$8).
  • Tacacá da Gisela: é com certeza o tacacá mais famoso de Manaus e fica no coração do Largo São Sebastião. O tacacá é uma comida típica do Norte que leva camarão, goma de mandioca, jambu e tucupi, e você pode pedir para experimentar um pouco antes de comprar a porção, que é muito bem servida e custa cerca de R$30
  • Piaf: que ambiente gostoso e música ambiente impecável! Se possível, sente na mesa perto da janela com vista para o Teatro Amazonas. Comi tapioca de queijo, tucumã e castanha (R$15) e um mingau de banana (R$7). Eles também têm PF a R$15
  • Top Frozen: tem um ambiente super moderno! Experimente o açaí puro com farinha de tapioca (R$24) e a tapioca de açaí (R$18)
  • Coreto Peixaria: esse restaurante fica no mercado municipal e recomendo pois tem preços ótimos! Pedi o Filé de Pirarucu frito recheado com queijo e banana e acompanhado de farinha de banana, baião de dois e vinagrete (R$35 e serve duas pessoas) e experimentei a cachaça de jambu (R$6 a dose). Mas também têm tapiocas a partir de R$4 e sanduíches regionais a partir de R$3

Bares de Manaus

  • Bar do Armando: esse foi o bar que mais recebi indicações pelos meus seguidores do Instagram. À noite sempre tem música e fica lotado. Cerveja de garrafa a partir de R$10, tem copo sujo e petiscos como tambaqui empanado por R$34
  • Bar caldeira: carinha de boteco e preço bom! Bolinho de pirarucu por R$15 (5 unidades) e cerveja a partir de R$10

Gostou das dicas? Ainda tem alguma dúvida? Manda aqui nos comentários e quem sabe posso te ajudar!

4 Comentários

  1. Obrigada pelo relato incrível! A dica sobre o encontro dos rios nao vi em nhm outro blog…..
    Tenho apenas 2 dias inteiros em Manaus, quais praias (ou qual praia) sugeriria? E sobre restaurantes flutuantes… indica algum? Obrigada

    • Ei, Maria Luiza!
      Obrigada mesmo pela visita. Sim, tem pouca informação sobre ir direto ao porto da ceasa, mas é uma opção bem viável pra quem gosta de se aventurar por conta própria e que sempre tem gente fazendo!
      Olha, pra quem está com o tempo mais curtinho aPraia de Ponta Negra é ótima opção, pois é bem fácil de chegar. Lá tem uma infra bacana para alugar cadeira, comprar algo para comer ou beber. Eu fui e gostei bastante, não se vê o fim do rio! Quase engana que é um mar mais escuro rsrs
      Acabei não conhecendo nenhum restaurante flutuante, mas esses que coloquei no post foram os que um amigo de lá me recomendou, então são dica de gente local!
      Te desejo uma viagem maravilhosa!

  2. Carlinha, sempre arrasando nas dicas! Eu já tinha feito o meu roteiro e incluí o Porto da Ceasa na lista, caso eu tenha tempo de fazer o encontro das águas, por conta própria.

    Tive que remarcar a viagem devido a gravidez, mas acho que ainda vai sair em Maio.
    Beijos
    Dani

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui