Em um primeiro momento, percorrer longos caminhos de bicicleta no Atacama parece uma ideia ousada. Realmente, as condições são adversas. O sol é forte, o clima é seco e o deserto é uma lugar naturalmente inóspito.

Mas essa experiência não apenas é possível, como muito recomendada. Seja porque você gostaria de visitar áreas inatingíveis a pé ou de carro, seja porque você gostaria de economizar, seja porque você tem um gosto natural por adrenalina. 

  • Confira os 7 passeios principais no Atacama a fazer no conforto de uma van!

A seguir, explicamos os custos e os cuidados a se ter na hora de alugar uma bicicleta no Atacama! E ainda apresentamos 5 itinerários de até 12km a partir de San Pedro, considerando a distância de ida. E tem passeio de bicicleta no Atacama para todos os gostos — aventura, história, cultura —, sempre em contato com a natureza. Quem tiver pique, pode até mesmo combinar dois ou mais itinerários. Antes de seguir lendo, se liga nesse vídeo aqui embaixo!

Quanto custa alugar uma bicicleta no Atacama?

É possível encontrar vários lugares para alugar uma bicicleta na rua Caracoles, a principal de San Pedro, e seus arredores. Os preços podem variar em função da qualidade das bikes, mas espere pagar cerca de 4.000 CLP por meio dia, algo em torno de 4 a 6 horas, ou 8.000 pelo dia inteiro. 

Normalmente pedem que você deixe um documento como garantia de devolução da bicicleta. Também costumam fornecer todo o equipamento necessário – como capacete, cadeado, colete luminoso – e um mapa. 

Cuidados importantes

É claro que, antes de sair explorando o deserto em sua bicicleta, você deve se atentar para alguns cuidados básicos com a sua segurança e com o ambiente. O recomendado é sempre: 

  • Conferir todo o equipamento alugado, incluindo um kit básico de segurança, com capacete, bomba, câmara reserva e, preferencialmente, cadeado 
  • Trancar sempre a bicicleta (infelizmente, o roubo de bicicletas no povoado não é incomum)
  • Levar pelo menos 2L de agua
  • Usar protetor solar, óculos escuros e boné ou chapéu para se proteger do sol
  • Evitar sair entre 11h-14h, quando o sol está muito forte
  • Não deixar que cachorros de rua sigam você para áreas isoladas, como no Valle de la Muerte ou no Vale de Catarpe; muitas vezes esses animaizinhos ficam perdidos, com sede e com fome
Usar um sapato que não tenha problema molhar também é importante!

Itinerários de bicicleta no Atacama

Pukará de Quitor

Esse é o trajeto mais curto, com apenas 3km, saindo pela rua Domingo Atienza e passando por uma região relativamente povoada, com vários hotéis e casas de moradores no caminho. O destino final é Pukará de Quitor, um sítio arqueológico que remonta ao século 12. O custo da entrada é 3.000 CLP.

Após encarar uma subida íngreme, você chega às ruínas de pedra de um antigo povoamento atacamenho, situado sobre as encostas de uma colina, com vista para a atual cidade de San Pedro de Atacama e o oásis verde à sua volta. Na época da chegada dos colonizadores espanhóis, foi nesta fortaleza que os atacamenhos resistiram bravamente aos seus invasores.

Valle de Catarpe

O percurso total vai depender de até que ponto você deseja ir. Logo após o Pukará de Quitor se inicia uma estrada de terra que leva ao Vale de Catarpe, uma área entre a Cordilheira de Sal, esculpida ao longo de milhares de anos pela ação do vento e das águas. De modo geral, os caminhos são bem sinalizados, mas é necessário estar atento às placas, algumas delas bastante rústicas e pequenas.

Existem dois itinerárias possíveis: o mais popular é pela Quebrada de Chulacao, conhecida popularmente como Quebrada del Diablo ou Garganta do Diabo, essencialmente plano, apesar de alguns desníveis; o outro é pelo Antigo Túnel, uma subida curta, porém íngreme, até um ponto de onde se vê todo o Vale de Catarpe.

Para além da bifurcação entre esses dois caminhos, o vale ainda tem outras atrações, como a charmosa Igreja de San Isidro. No entanto, seguir por conta própria pelo Vale de Catarpe até essa igrejinha é complicado pelo risco de se perder. Não há sinalização, e o mais indicado é estar acompanhado de um guia. A distância total até a igrejinha e retornando ao centro do povoado é de cerca de 23km.

A Fui Gostei Trips oferece o Tour de Bike, em grupos pequenos e com um guia, permitindo que você chegue até a igrejinha! É um de nossos passeios mais elogiados. Nos escreva no contato@fuigosteitrips.com.br

Valle de la Muerte

A entrada para o Valle de la Muerte está a apenas 3km de San Pedro de Atacama, na rodovia que liga o povoado à Calama. Ainda que o tráfego seja intenso, é bastante tranquilo fazer o caminho pelo acostamento.

Um dos grandes destaques desse passeio de bicicleta é a duna de areia presente no vale, muito apreciada para sandboard. Em muitos pontos de aluguel de bicicleta em San Pedro é possível alugar também as pranchas utilizadas para essa atividade. O inconveniente, no entanto, é ter que carregá-la durante todo o trajeto. Se o objetivo é aproveitar ao máximo o sandboard, é mais prático sair com um tour organizado por agência (o custo, afinal, é praticamente o mesmo).

A Fui Gostei Trips organiza tou em grupo para praticar sandboard no Valle de la Muerte! Nos escreva no contato@fuigosteicontei.com.br

Librería del Desierto

Escondida em Solor, uma das ayllus (comunidades locais) de San Pedro, a Livraria do Deserto é um desses recantos de paz inspiradores. O caminho até lá, de aproximadamente 6km, é bastante tranquilo, apesar da falta de sinalização. Basta colocar o nome do local no Google Maps para receber as coordenadas. Você saberá que está perto ao passar por uma escola, mas na dúvida, os moradores são extremamente receptivos.

Em meio à vegetação local se revela um pequeno galpão com mais de 3 mil livros em espanhol, inglês, francês e até português. O acervo conta com livros de história, turismo, fotografia e arte. Para os apaixonados por cartografia, há uma incrível coleção de mapas. A iniciativa é do chileno Diego Alamos, que sente o maior prazer em explicar cada uma das obras.

Ah, mais uma dica: não vá embora sem antes dar uma passadinha no banheiro. É a sua oportunidade para conhecer também a belíssima casa de Diego, um belo exemplo da arquitetura contemporânea integrada à natureza. Se você der sorte, pode estar rolando alguma exposição na galeria.

Aldea de Tulor

A Aldeia de Tulor está a cerca de 10km do povoado, acessível pela rodovia para Calama e em seguida pela ayllu de Coyo ou então pelo interior do povoado, através da rua Tocopilla.

Não se sabe ao certo, mas estima-se que esse sítio arqueológico pré-colombiano seja de 800 a.C (isso mesmo, antes de Cristo!). É possível observar nas ruínas das construções em formato arredondado vestígios da vida em comunidade de cerca de 200 pessoas. As famílias que ali viviam se dedicavam à cerâmica, à tecelagem e à agricultura.

Muitas das casas de adobe da aldeia são curiosamente conectadas entre si. Por anos, elas estiveram soterradas pela areia. Hoje, réplicas construídas no local mostram como deveriam ser essas construções naquela época e um museu explica a história de Tulor.

E aí, qual desses passeios de bicicleta em San Pedro de Atacama mais desperta o seu interesse?

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui