São muitas as atrações no Deserto do Atacama. A lista de passeios no Atacama é grande e o tempo, muitas vezes, curto (ou você ainda não sabe quantos dias ficar no Atacama?). Por isso, selecionamos os 7 melhores passeios no Atacama, aqueles que reúnem as paisagens mais procuradas pelos turistas e os que você não deveria perder de jeito nenhum!

A seguir, você encontra informações detalhadas sobre os principais passeios no Atacama, incluindo os lugares visitados em cada itinerário, em que turno do dia eles são realizados, a distância média percorrida (considerando apenas a ida) e os valores de entrada correspondentes, além de outros detalhes importantes. 

passeios no Atacama
Valle de la Luna: um dos mais clássicos passeios no Atacama!

1. Valle de la Luna

O primeiro passeio não poderia ser outro que não o Vale da Lua, com impressionantes formações rochosas que lembram a superfície lunar e que fizeram a fama desta região. Se você tem apenas algumas horas em San Pedro (esperamos que não!), é para cá que você deve se dirigir. 

Nesse clássico dos passeios no Atacama, você conhece a Cordilheira de Sal, que se originou há 22 milhões de anos e hoje proporciona uma paisagem cênica. Um dos grandes destaques é o Mirador de Ckari, de onde é possível observar os detalhes dessa fantástica formação. Mas calma, isso é só na hora do pôr do sol! Aliás, um dos mais espetaculares do Atacama.

Antes disso, você ainda vai passar pelas Três Marias e pelas Cavernas de Sal, para descobrir os elementos dessa região e como a natureza moldou esculturas minerais únicas. Outro ponto panorâmico é o topo da Grande Duna, com uma vista fantástica para o Anfiteatro de Pedra. Mas prepare essas pernas para a subida… 

  • Turno: Tarde
  • Altitude: 2.400m
  • Distância percorrida: 20km
  • O que levar: boné ou chapéu, protetor solar, sapatos confortáveis, casaco para o fim da tarde, 1L de água
  • Entrada: $2.500
  • Tipos de tours disponíveis com a Fui Gostei Trips: Experiência Clássica / VIP que cabe no seu bolso
  • Refeição incluída: snack / coquetel

2. Lagunas Escondidas

O passeio para as Lagunas Escondidas, também conhecidas como Lagunas Baltinache, permite observar a Cordilheira de Sal de outro ângulo. Isso porque para chegar lá, é necessário pegar uma estradinha de terra que corre lateralmente à cordilheira, “por trás” dela.

Mas vamos combinar que o que todo mundo quer realmente ver são essas lagunas de um tom turquesa ofuscante. Ao todo são 7 lagoas, de diferentes tamanhos e formatos, todas elas com uma grande concentração de sal — as bordas brancas à volta são a primeira prova dessa composição salina.

A segunda você vai ter ao entrar em suas águas, em qualquer uma das duas piscinas naturais habilitadas para banho. É tanto sal que você não afunda nem se quiser! Depois de um delicioso coquetel, com comidinhas e bebidas para amenizar a secura do deserto, você ainda tem a oportunidade de conhecer o Ônibus Abandonado, um veículo enferrujado no meio da imensidão desse cenário de extremos.

  • Turno: Manhã ou tarde
  • Altitude: 2.400m
  • Distância percorrida: 58km
  • O que levar: boné ou chapéu, óculos de sol, protetor solar, traje de banho, toalha, chinelo, sapatos confortáveis, 1L de água
  • Entrada: $5.000 CLP
  • Tipos de tours disponíveis: VIP que cabe no seu bolso
  • Refeição incluída: coquetel

3. Laguna Cejar

Se a flutuação nas águas salgadas é o que importa, nesse passeio você tem mais uma alternativa para viver isso. A paisagem aqui, no entanto, é outra radicalmente distinta: as lagoas se encontram na parte norte do Salar de Atacama, o terceiro maior salar do mundo!

A primeira parada desse passeio no Atacama já começa refrescante! É possível se banhar nas águas gélidas da Laguna de Piedra, a lagoa do complexo Laguna Cejar habilitada para banho. Até quem não sabe nadar pode entrar sem medo: a água salina é tão densa que seu corpo naturalmente boia.

O segundo mergulho é no Ojos del Salar, dois enormes poços naturais, de água doce, que vistos de cima mais parecem (adivinha?) dois olhos. Para fechar com chave de ouro, um pôr do sol em tons de roxo e rosa na Laguna Tebenquinche, lar de seres milenares.

  • Turno: Tarde
  • Altitude: 2.300m
  • Distância percorrida: 32km
  • O que levar: boné ou chapéu, óculos de sol, protetor solar, traje de banho, toalha, chinelo, sapatos confortáveis, casaco para o fim da tarde, 1L de água
  • Entrada: $15.000 CLP
  • Tipos de tours disponíveis: Experiência Clássica e VIP que cabe no seu bolso
  • Refeição incluída: snack / coquetel

4. Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas

Esse passeio reúne as paisagens que muito provavelmente mais arrancam suspiros dos viajantes. O longo itinerário percorre a Ruta 23, contornando o Salar de Atacama, sobe em direção à Cordilheira dos Andes e termina quase na fronteira com a Argentina, a mais de 4200 metros sobre o nível do mar.

Dois povoados tipicamente andinos, Toconao e Socaire, mostram como os atacamenhos vivem em harmonia com a natureza há milhares de anos. Lá podemos descobrir um pouco da agricultura e do pastoreio local.

A natureza dá o seu show com as Lagunas Altiplânicas, a Laguna Miscanti e a Laguna Miñiques, rodeadas pelos vulcões de mesmo nome. No verão, vemos apenas os picos nevados, mas no inverno o branco domina a paisagem.

Depois, Piedras Rojas completa o encantamento geral com as belezas do altiplano. A imagem do Salar de Talar, rodeado por rochas vermelhas e pelas montanhas nevadas, com um degradê de cores que lembra uma aquarela, é inesquecível. 

  • Turno: Manhã
  • Altitude: 4.200m
  • Distância percorrida: 150km
  • O que levar: boné ou chapéu, protetor solar, sapatos confortáveis, gorro, luvas, cachecol, casaco de frio, 1L de água
  • Entrada: $3.000 CLP
  • Tipos de tours disponíveis: Experiência Clássica e VIP que cabe no seu bolso
  • Refeição incluída: café da manhã e almoço

5. Geyser el Tatio

Os gêiseres são, possivelmente, um dos passeios no Atacama mais temidos. As baixas temperaturas e a altitude costumam assustar os turistas brasileiros. Independente se é inverno no Chile ou não, adote as três camadas de roupa e se prepare para conhecer o terceiro maior campo geotérmico do mundo (e o maior do hemisfério sul!), o Geyser el Tatio

Depois de caminhar entre jatos e vapores d’água brotando da terra, é possível se banhar em uma piscina termal, bem ali entre os gêiseres. Encarar o frio não é fácil, mas a experiência é única! 

No retorno, a parada no povoado de Machuca é a oportunidade para experimentar uma iguaria andina: a carne de lhama. Os vegetarianos podem preferir uma empanada de queijo de cabra, também produzida localmente. Ao lado do vilarejo há uma área com uma vegetação típica do altiplano, os bofedales, com águas represadas e uma rica vida animal. 

  • Turno: Manhã
  • Altitude: 4.300m
  • Distância percorrida: 80km
  • O que levar: boné ou chapéu, protetor solar, sapatos confortáveis, gorro, luvas, cachecol, casaco de frio, 1L de água
  • Entrada: $10.000 CLP
  • Tipos de tours disponíveis: Experiência Clássica e VIP que cabe no seu bolso
  • Refeição incluída: café da manhã

6. Rota dos Salares

O Salar de Tara, antigo passeio do Atacama, teve que se adaptar um pouquinho nesses últimos tempos devido a áreas de uma reserva que tiveram seu acesso fechado. Mas a essência do tour — descobrir salares incríveis e chegar pertinho da fauna típica do Atacama — segue a mesma!

O itinerário começa no incrível mirante do vulcão Licancabur, na beira da ruta 27, caminho que leva a duas fronteiras: Hito Cajón, com a Bolívia, caminho para o Salar de Uyuni, e o Paso Jama, com a Argentina. É importante comentar que esse é o passeio em áreas mais elevadas, a 4500 metros sobre o nível do mar, e é necessário tomar cuidados para evitar o mal de altitude

Ao longo da estrada, podemos ver as antenas do Projeto Alma e, com sorte, vicunhas selvagens. Depois de passar pelo Bofedal de Quepiaco, nos deparamos com a maior cratera de vulcão da América Latina (mas ei, tranquilo, ele está inativo há milhões de anos!). A cratera é tão grande que é até difícil identificar a sua forma: são 65km de extensão por 35km de largura! Junto da cratera, vamos conhecer seus guardiões: os Monges de la Pacana.

Além disso, para fazer jus ao nome do passeio, visitamos o Salar de Pujsa, o Salar de Quisquiro e o Salar de Águas Calientes.

  • Turno: Dia inteiro
  • Altitude: 4.500m
  • Distância percorrida: 135km
  • O que levar: boné ou chapéu, protetor solar, sapatos confortáveis, gorro, luvas, cachecol, casaco de frio, 1L de água
  • Entrada: grátis
  • Tipos de tours disponíveis: Experiência clássica
  • Refeição incluída: café da manhã e almoço

7. Termas de Puritama

E por fim, mas não menos importante, as Termas de Puritama. Situadas no caminho para os gêiseres, essas piscinas naturais são abastecidas por águas do rio Puritama, que tem uma temperatura naturalmente elevada por causa das nascentes termais. 

O grande barato do passeio é relaxar nas águas quentinhas, mas não pense que isso significa uma paisagem menos bonita. Em meio a um cânion profundo, um oásis verde se revela entre as rochas desérticas, com uma vegetação exuberante. 

Esse passeio do Atacama também pode ter sua dose de aventura: o Trekking por Guatín, nome dessa quebrada, leva em torno de 1h30 e termina, convenientemente, nas termas. E não tem que se preocupar com a volta (a não ser em como não usar o parceiro da expedição de travesseiro na van)!

  • Turno: Manhã ou tarde
  • Altitude: 3.500m
  • Distância percorrida: 28km
  • O que levar: boné ou chapéu, óculos de sol, protetor solar, traje de banho, toalha, chinelo, 1L de água
  • Entrada: $9.000 CLP (tarde) ou $15.000 CLP (manhã)
  • Tipos de tours disponíveis: Experiência Clássica e VIP que cabe no seu bolso
  • Refeição incluída: snack / coquetel

A Fui Gostei Trips tem todos esses passeios e muito mais! Com atendimento personalizado em português e muito carinho. Nos escreva no contato@fuigosteitrips.com.br

E aí? O que achou da nossa explicação dos principais passeios no Atacama? Se ainda ficou alguma dúvida, conta aqui nos comentários!

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui