Mas vem cá… Por que um intercâmbio na Croácia?

16

Foram raras as vezes em que respondi que meu intercâmbio seria feito na Croácia e que não recebi, de volta, um olhar interrogativo e surpreso – fora aqueles que nem sabiam onde fica a Croácia. Tirando os poucos que se entusiasmaram com a minha ideia, o comum era a pergunta que me habituei a escutar e responder quase que em decoreba: “Mas por que a Croácia?”.

Pois bem. No início eu confesso que também me enrolei pra responder. Dizer que foi intuição não seria uma resposta suficiente ou convincente – apesar de essa ser a maior verdade. Sou dessas que leva o sexto sentido muito a sério e se apega a detalhes do que nem sabe muito bem ainda o que é.

Mas com o tempo fui precisando aperfeiçoar minha resposta. A tal ponto que hoje já é tudo decoradinho. E eu poderia convencer vocês aqui a embarcar comigo apenas mostrando meia dúzia de fotos. Mas decidi ir além. Vou contar 5 motivos que comprovam que eu não poderia ter escolhido um lugar melhor para estudar. Corro o risco de mudar o destino de férias da metade de vocês até o fim desse texto. A outra metade vou convencer ao longo dos próximos seis meses. Vamos lá:

  • A Croácia é um país novinho

Faz pouquíssimos anos que a Croácia entrou para a União Europeia (mais precisamente em 2013). Sim, há apenas dois anos. Foi em 1991 que a Croácia declarou sua independência em relação à Sérvia, o que levou a quatro longos anos de guerras, e somente em 1995 as forças sérvias abandonaram o país. Aliás, a Croácia somente veio a ser reconhecida como país pela ONU em 1998 e foi em 2003 que solicitou sua entrada para a União Européia. Embora a Croácia já tenha caído nas graças dos europeus e venha começando a fazer sucesso entre brasileiros, a minha sensação é de estar chegando a um lugar menos explorado e menos clichê.

  • Tem um custo de vida baixo

A Croácia é um país barato. Andei pesquisando um apartamento para alugar e achei diversas opções pelo equivalente a 300 euros por mês. Façam as contas: no Brasil eu morava em Niterói, RJ, e pagava mais que isso por pessoa para dividir um apartamento com mais duas amigas. Além disso, come-se bem pagando pouco (ou muito menos que na maioria dos países europeus): em minhas pesquisas descobri que, em um restaurante mais caro, a conta sai por cerca de 15 euros. No entanto, o Euro ainda não é a moeda oficial croata, mas sim a Kuna  (e isso ajuda o país a continuar sendo um destino mais barato). Para ajudar: 1 euro equivale a mais ou menos 7,5 kunas.

  • Oferece segurança e qualidade de vida

De acordo com o International Living, dentre os países com melhor qualidade de vida do mundo, a Croácia está em 18º lugar. E é um lugar muito seguro para se viver. Li um relato em um blog de viagens (não me lembro mais em qual, já pesquisei e não consegui achar de novo!), sobre um casal que se hospedou em uma pousadinha próxima ao aeroporto de Zagreb durante uma conexão longa no país. Porém eles precisariam estar de volta ao aeroporto de madrugada e não haviam conseguido um taxi para fazer o trajeto, que levaria uns 15 minutos a pé. Ao perguntarem à dona da pousada se era seguro eles irem andando de madrugada até lá, ela não entendia a pergunta. Eles questionavam: “Mas é seguro ir andando à noite?”. E ela, “Como assim, seguro? Vocês querem saber se vai dar tempo?“. Ela não entendia que eles queriam saber se era perigoso ter assalto ou algo do tipo. Pelo relato do casal, é como se aquela fosse uma realidade tão distante para ela, que ela não entendia qual era a preocupação deles. E essas são as histórias que tenho ouvido: Zagreb é uma cidade segura, tranquila, com bom transporte público, muitos parques, pessoas receptivas.

  • Tem logística excelente para viajar

Segundo o Google Maps: saindo de Zagreb, em menos de duas horas para o Norte estarei na Eslovênia. Se dirigir mais meia horinha adiante estarei na Áustria. Se eu for para o Leste, em umas três horas chego à capital da Hungria. Ou em pouco mais de quatro horas estarei na capital da Eslováquia. Se me der na telha de ir para o Sul, em umas cinco horas chego à capital da Bósnia. Ou, quem sabe, vou para Oeste? Aí em quatro horinhas estarei na Itália – mais precisamente em Veneza!

  • Cara, e as belezas naturais?

Sabe quantas ilhas a Croácia possui? Mais de mil! Banhadas pelo Mar Adriático, as praias croatas são a nova sensação européia. Dizem que é a nova Ibiza. Outros afirmam que é a nova Grécia. A verdade é que faz uns 4 anos que a galera mais nova descobriu a Croácia e agora os brasileiros estão se jogando para lá também. Mas, se você busca menos badalação, jogue no Google Imagens “Plitvice Lake” ou “Krka Park”. São parques croatas maravilhosos! E se verãozão não é o que te apetece, espia só nas fotos do inverno croata – amoooo neve e frio! Ou então nem se dê ao trabalho de ir ao Google. Role a página para baixo e entenda do que eu estou falando…

Foto: Daniel Newcombe
Foto: Daniel Newcombe
Foto: Daniel Newcombe
Foto: Daniel Newcombe
Foto: Salsa Beach Splash
Foto: Salsa Beach Splash
Foto: Salsa Beach Splash
Foto: Salsa Beach Splash
Foto: Salsa Beach Splash
Foto: Salsa Beach Splash
Foto: Panoramio
Foto: Panoramio

E aí agora eu devolvo a pergunta: te respondi “Por que um intercâmbio na Croácia?”? 😀

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion16 Comentários

  1. Carla, muito boa sorte nessa sua empreitada, estude bastante, mas principalmente aproveite a oportunidade de estar tão perto de lugares maravilhosos! Vou acompanhar tudo daqui, mas vou logo avisando que quero mil posts da Croácia e de onde você for, gostar e vier nos contar…Beijos!!!

    • Eii Patrîcia! Muito obrigada.
      Espero te inspirar para uma ida à Croácia logo, logo também 😀
      Não vejo a hora de encher isso aqui de dicas, fica tranquila! Posts não vão faltar ehheheh 😉
      Um beijão e obrigada mais uma vez!

  2. Não só respondeu como te digo: escolha pra lá de perfeita! Amilga, que esse período aí seja mais uns meses de aprendizado mas que seja também de muito trabalho e diversão. Fico muito feliz com a sua felicidade! Pelo dia de hoje, PARABÉNS! Muita felicidade porque você merece toda! Muita saudade de você. E agora ainda mais, né? Não conseguimos nos encontrar mais uma vez! Que pena! Mas vc sabe que mesmo de longe eu to mais do que na torcida por você. Te amo! Amei a matéria (como sempre) e parabéns pelo seu dia! <3
    (Bia Couto)

  3. SERGIO LUIS LOPES DE ARAUJO

    Carla:

    Em conversa com seu pai ele me falou a respeito do ” Fui, Gostei, Contei”, resolvi consultar e achei excelente. Desejo muito sucesso em seu novo empreendimento.

    Tudo de bom.

    SDS

    SERGIO ARAUJO

  4. Ei Carla! Adorei o post! Estou na sua situação procurando um lugar para intercâmbio e minha intuição tá falando pra ir pra Croácia!! Mas estou com medo por causa da língua, meu inglês ainda não é tão bom, como foi com você com a língua?

    • Ei Daniela.
      A Croácia é um país in-crí-vel!
      Lá todo mundo fala inglês muito bem, então não tive problema algum. Estudei o básico de croata apenas por vontade própria, pq nem teria necessidade.. dava pra me virar mt bem.
      Mas tb havia estudantes q não tinham um inglês muito bom e ainda assim conseguiam se virar.
      Se tiver alguma coisa q eu possa te ajudar, pode me mandar email ?
      Beijo!!!

  5. Oi, Carla! Adorei seu post! =)
    Estou pesquisando sobre visto de estudante pra a Croácia e ainda nao achei muitas informações!
    Moro na Irlanda há tres anos e minha ideia seria fazer 6 meses de croata por lá. Mas ainda não descobri se isso seria possível. Não tenho possaporte europeu, e gostaria de saber se consigo pegar visto para apenas 6 meses com um curso de línguas, se preciso comprovar renda pelo tempo que ficarei lá e se preciso pedir pelo visto antes de ir pra lá.
    Qualquer informação ou site com mais informaçães que vc souber, vc poderia me passar, por favor? =)
    Espero que aproveite seu tempo por lá! Croácia parece ser incrível!
    Obrigada!

    • Ei, Natalia!
      Poxa, que legal. A Croácia é um sonho. Terminei meus estudos lá no final de dezembro e infelizmente já deixei o país, mas vivi cinco meses maravilhosos por lá. O país é lindo e seguro, as pessoas são muito receptivas e todo mundo fala inglês. Não passei aperto nenhum com a língua local.
      Bom, eu fui com passaporte europeu, então não precisei passar por burocracia nenhuma antes de ir. Mas estudantes brasileiros precisam do visto específico sim. Dei uma olhadinha rápida na internet e encontrei esse site do Portal de Imigração da União Europeia e que acho que pode te ajudar: http://ec.europa.eu/immigration/o-que-devo-fazer-antes-de-partir/croacia/estudante_pt
      Sobre os documentos exigidos para estudantes de acordo com esse site: eu recebi da minha própria escola uma comprovação de que eu estava matriculada nos cursos de lá para fins de programa de intercâmbio; além disso, eu tinha a cópia do meu seguro saúde (aqui no blog meus leitores têm desconto de 5% nos planos da Real Seguros, onde sempre compro os meus); e tirei um extrato da minha conta com o valor mínimo que eles exigem como necessário para comprovar que eu tinha condições de me manter lá. Não me lembro mais o valor, mas não era nada absurdo, já que o custo de vida na Croácia é bem baixo.
      Tudo isso é feito na polícia local quando você chega lá.
      Também achei o site da CI com a qual você poderia entrar em contato para mais informações: http://www.ci.com.br/guia-mundo/paises/croacia
      Infelizmente não há muitas informações online sobre intercâmbios na Croácia, mas espero ter te ajudado de alguma forma.
      Um beijo e boa viagem!

  6. Pingback: E aí, a Albânia é tudo isso mesmo? Sim! inclua a Riviera Albanesa no seu verão europeu já! | Fui, gostei, contei | por Carla Boechat

  7. Pingback: Hoje faz quinze meses que eu não tenho casa | Fui, gostei, contei | por Carla Boechat

  8. Pingback: Como ir de Zagreb para os Lagos Plitvice de ônibus, na Croácia | Fui, gostei, contei | por Carla Boechat

Leave A Reply