Bangkok, Tailândia: explore a capital tailandesa

Mulher na frente de um rio em Bangkok, Tailândia

Bangkok, Tailândia: explore a capital tailandesa

Bangkok, capital da Tailândia, é um destino muito popular entre viajantes de todas as partes do mundo. 

O sudeste asiático no geral tem atraído cada vez mais turistas que buscam experiências culturais diferentes, destinos econômicos e lugares paradisíacos e a Tailândia oferece tudo isso.

Um levantamento da Mastercard de 2019 revelou que Bangkok ganhou por quatro vezes consecutivas o ranking de cidade mais visitada do mundo, com mais de 22 milhões de turistas ao ano. 

Atualmente, Hong Kong ocupa a primeira posição, mas Bangkok continua bem posicionada na classificação.

Na minha viagem à Tailândia, não passei muito tempo na cidade, mas por ser um destino tão popular, achei importante juntar as principais dicas neste artigo para compartilhar com vocês.

Acompanhe tudo a seguir!

Como chegar em Bangkok?

Trem de Chiang Mai para Bangkok

Se você está partindo do Brasil ou de outro país para a Tailândia, provavelmente acabará entrando no país por Bangkok. 

Um dos principais aeroportos do país e algumas das melhores rotas internacionais se encontram na capital tailandesa, por isso, é fácil chegar lá.

Eu entrei no país por Chiang Mai. Portanto, parti de lá para Bangkok de trem, depois de ter feito uma viagem de moto pelo norte da Tailândia, após deixar a cativante vila de Pai. 

A viagem durou cerca de 13 horas e o custo foi de 1172 BHT (cerca de R$158,00). No meu caso, optei por comprar uma passagem para a segunda classe. 

Essa opção tinha ar condicionado e cama. A viagem foi tranquila, exceto pela luz que eles deixam acesa o tempo inteiro. Se você tem sensibilidade, recomendo levar um tapa olhos! 

Comprei o bilhete no site 12 Go Asia, esse site é um dos mais populares e recomendados para comprar passagens no país.

Quanto tempo ficar em Bangkok?

Definir quanto tempo ficar em Bangkok depende de vários fatores. Por ser uma grande capital, a cidade é cheia de atrações, e consequentemente, tem uma atmosfera meio caótica. 

Então, caso você esteja em busca de uma atmosfera mais tranquila, é recomendado que sua passagem por lá seja breve. 

Já se você tem energia e disposição para curtir as dezenas de atrações que a cidade oferece, pode programar mais dias da viagem, embora eu não recomende.

O ideal seriam três dias na capital da Tailândia, para conseguir ver e curtir os principais atrativos sem se cansar tanto. 

Acredito que com essa quantidade de dias, você já ficará satisfeito(a) com a cidade e depois poderá seguir para outro destino no país.

Qual é a melhor época para visitar a capital tailandesa?

Mulher com mochilas em frente a uma casa em Bangkok

A melhor época para visitar a Tailândia no geral, pode variar bastante dependendo da região, mas em relação a Bangkok, o período ideal seria entre novembro e março. 

Esses são os meses mais secos do ano, mas o calor ainda não é extremo como em abril, maio e junho. 

Dezembro e janeiro são os meses de alta estação no país, então você deve esperar encontrar preços mais altos em passeios, hospedagens e atrações. 

Mesmo assim, se você programar sua viagem para esse período, conseguirá evitar a temporada de monções, que são as fortes chuvas que acontecem com frequência em países do sudeste asiático. 

A partir de março, o clima começa a esquentar bastante e a época das monções se anunciam. 

Muita gente tem receio de programar uma viagem para a Tailândia para esse período, com medo de pegar apenas dias de chuva. 

Mas é importante ter em mente que o clima pode mudar bastante na temporada de chuvas. 

Então, não descarte a ideia de ir nesses períodos, pois, pode ser que você encontre chuva apenas no fim do dia ou pela noite e consiga curtir bastante a temporada mais baixa do país, com preços mais acessíveis em tudo. Eu viajei para Bangkok em Junho e peguei dias de sol ou um pouco nublados, mas nenhum dia de chuva.

Como é a segurança em Bangkok?

A Tailândia no geral é um país seguro de viajar. Porém, como em qualquer cidade grande, é importante tomar alguns cuidados de segurança para evitar perrengues. 

Em Bangkok não é diferente. De acordo com o Numbeo, o índice de segurança em Bangkok é de 59.5, enquanto o índice de criminalidade é de 40.5.  

A cidade está longe de ser a mais perigosa do mundo. Então, eu recomendaria os cuidados básicos que já tomamos estando em qualquer lugar do mundo, como ficar atento(a) a furtos e roubos, além das fraudes ou golpes para turistas.

Onde ficar em Bangkok, Tailândia?

Booking.com

A capital tailandesa oferece inúmeras opções de hospedagem espalhadas pela cidade. 

Os preços variam de acordo com o estilo da hospedagem, mas no geral, é possível encontrar acomodações a preços muito acessíveis, assim como em toda a Tailândia.

Separei algumas sugestões com diferentes faixas de preço para te ajudar na escolha. Confira!

4J Lodge

quarto com cama em uma hospedagem em Bangkok

Fiquei hospedada uma noite no 4J Lodge. No geral, tive uma experiência positiva e achei que foi uma opção com bom custo-benefício. Além disso, a acomodação está bem localizada, próxima do centro de Bangkok. 

Os preços para quarto duplo privado para duas pessoas são a partir de 28 EUR sem café da manhã.

A nota da acomodação no Booking é de 7.7/322 avaliações.

Once Again Hostel

O Once Again Hostel é uma opção de hostel super econômico bem no centro histórico de Bangkok. 

O local conta com uma excelente estrutura e áreas comuns, e os preços para a reserva de uma cama em quarto compartilhado são a partir de 11 EUR por pessoa.

A nota da acomodação no Booking é de 8.8/718 avaliações.

Thanabhumi

Uma opção de hospedagem com quartos privados, excelente estrutura e ótimo custo-benefício é a Thanabhumi. 

Essa acomodação também está bem localizada no centro da cidade, perto de atrações como o Monte Dourado e o Khao San Road.

As diárias para quarto duplo privado são a partir de 22 EUR para duas pessoas. Elas não incluem o café da manhã.

A nota da acomodação no Booking é de 9.4/352 avaliações.

Praya Palazzo, SHA Plus

O Praya Palazzo, SHA Plus é a alternativa mais sofisticada entre as opções que separei. O hotel é muito bem estruturado com piscina e áreas comuns excelentes.

Apesar de mais distante do centro, a cerca de 1,5 km de distância, a hospedagem, ainda assim, está bem localizada. 

Os preços das diárias para quartos duplos são a partir de 73 EUR e incluem café da manhã e banheiro privado.

A nota da acomodação no Booking é de 8.3/157 avaliações.

8 atividades para fazer em Bangkok

Barco em um canal na capital tailandesa

Bangkok é uma cidade grande, com muito movimento, atrações e atividades dia e noite. É uma típica capital, e por isso, oferece bastante opções de coisas para fazer.

Confira algumas possibilidades do que fazer em Bangkok, na Tailândia!

Visite os templos

Assim como Chiang Mai, a segunda maior cidade da Tailândia, Bangkok também está repleta de templos budistas, são mais de 400 templos pela cidade, com alguns que chamam mais atenção e são popularmente conhecidos pelos turistas.

Assim, vale a visita para conhecer alguns dos templos mais incríveis da cidade e conferir de perto mais da cultura tailandesa. 

Alguns templos que você pode incluir no seu roteiro são:

  • Wat Pho (Templo do Buda Inclinado);
  • Wat Phra Kaew (templo do Buda de Esmeralda);
  • Wat Saket (Templo da Montanha Dourada);
  • Wat Arun (Templo do Amanhecer).

Se aventure pela vida noturna em Khao San Road

A Khao San Road é uma das ruas mais movimentadas de Bangkok, onde é possível encontrar turistas de todas as partes do mundo curtindo a vida noturna na capital tailandesa.

Essa rua é o ponto de encontro dos mochileiros, e é repleta de bares, boates, restaurantes, cafés e vida noturna. 

Se esse é o seu tipo de rolê, com certeza vale a pena adicionar essa parada no seu roteiro e explorar a rua Khao San e seus arredores. 

Entretanto, por ser bastante turístico, você provavelmente não encontrará muitas pessoas locais ou a mais tradicional e autêntica cultura tailandesa nesse canto de Bangkok.

Explore o mercado Chatuchak

Quer ter um momento para compras na capital da Tailândia? Vá ao mercado Chatuchak!

Lá é possível encontrar de tudo, desde roupas, sapatos e acessórios, até comidas, souvenirs, móveis e muito mais.

O mercado Chatuchak é um dos maiores mercados de rua do mundo, com cerca de 8.000 barraquinhas que englobam uma infinidade de opções para os visitantes.

Então, mesmo que no final você resolva não comprar nada, vale a pena ir ao mercado só pela experiência de explorar e conhecer o local.

Conheça a Chinatown

A Chinatown de Bangkok é vibrante e cheia de vida. O bairro é bastante popular pela interseção entre a gastronomia chinesa e tailandesa, suas barraquinhas espalhadas pelas ruas e seus letreiros luminosos que dão um charme à região quando cai a noite.

A rua principal do bairro é a Yaowarat, onde existe bastante movimento de negócios locais, barracas de rua, restaurantes e bares. 

Além disso, na Chinatown é possível visitar o China Gate, um portal que fica logo atrás do Wat Traimit (Templo do Buda de Ouro), também localizado no bairro. 

E se quiser conhecer ainda mais sobre a cultura chinesa em Bangkok, você também pode explorar o Wat Mangkon Kamalawat, que fica na rua Charoen Krung – esse é o mais importante templo chinês em Bangkok.

Se aventure pelos mercados flutuantes

Uma atração curiosa de Bangkok são os mercados flutuantes. Esse método, utilizado há muitos anos, é uma forma de comercializar produtos locais cultivados na região.

Embora tenha se tornado um passeio bastante turístico, ainda é possível entender a essência dessa prática e aprender mais sobre a cultura tailandesa.

Na prática, os mercados flutuantes funcionam de maneira que os comerciantes locais vendem suas mercadorias a bordo de seus pequenos barcos.

É como um mercado de rua, mas que acontecem nos canais da cidade. Com certeza vale a pena investir um tempo para conhecer um ou mais dos mercados flutuantes de Bangkok. 

Os mais populares são:

  • Damnoen Saduak;
  • Amphawa;
  • Taling Chan;
  • Khlong Lat Mayom.

Conheça o Grande Palácio

O Grande Palácio nada mais é do que a antiga residência dos monarcas tailandeses

O local é de grande importância para o país, mesmo que não seja mais usado como morada dos reis da Tailândia.

O Grande Palácio, na verdade, é um complexo de edifícios que abriga diversos locais icônicos como o famoso templo do Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaew) – um dos templos mais sagrados do país.

Relaxe no Lumphini Park

Quer escapar um pouco do caos, das buzinas e da agitação das ruas de Bangkok? O Lumphini Park é o local ideal para isso!

Localizado no meio da cidade, o parque é um refúgio para quem quer relaxar e só aproveitar a tranquilidade de um lugar com natureza no meio de uma cidade grande. 

Você pode caminhar, fazer um piquenique, andar de bike, ir aos cafés localizados pelo parque ou simplesmente contemplar a natureza do local. 

Conheça o Museu Nacional de Bangkok

O Museu Nacional de Bangkok é nada mais, nada menos do que o maior museu do sudeste asiático. 

O museu foi fundado em 1874 por Rama V, antigo monarca do país. Originalmente, o museu foi criado para armazenar e exibir itens da coleção pessoal de antiguidades do rei. 

Hoje, é a casa de milhares de artefatos e itens históricos e culturais do povo tailandês. 

Conhecer o Museu Nacional de Bangkok é mergulhar na rica história da Tailândia e conhecer mais sobre esse povo tão cativante. Certamente é um bom programa para quem vai à cidade.

Vale a pena conhecer Bangkok?

Se você gosta de cidades grandes, agitadas, cheias de vida, atividades e coisas para fazer, Bangkok com certeza é um cardápio cheio de opções.

Como geralmente é uma rota de entrada para a Tailândia, diria que se você vai chegar no país por lá, vale a pena ficar por alguns dias e explorar um pouco a capital.

Mas como mencionei, recomendaria cerca de três dias para conhecer as principais atrações e depois partir para outros locais incríveis do país 

E então, pronto(a) para explorar Bangkok, Tailândia? Espero que esse artigo tenha te ajudado a planejar um roteiro bacana pela capital tailandesa. 

Mas não se esqueça de contratar um seguro viagem internacional de qualidade antes de embarcar nessa aventura do outro lado do mundo!

Até o próximo artigo e continue acompanhando as novidades por aqui!

Índice

Artigos + Recentes

Conheça o Chile!

Fazemos Parte

Siga no Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *