Search
Close this search box.

Como ser nômade digital? 10 profissões digitais para nômades

Como ser nômade digital: mulher trabalhando em uma ilha

Como ser nômade digital? 10 profissões digitais para nômades

Frequentemente recebo perguntas do tipo “como ser nômade digital?”, “preciso ser influencer para virar nômade?”, “quais são as profissões para nômades digitais?”

O tema do nomadismo digital tem ganhado muita popularidade nos últimos anos, principalmente com a chegada da pandemia, onde os modelos de trabalho precisaram ser readaptados para aquela realidade. 

E, para a surpresa de muitos, foi-se percebendo que várias profissões poderiam ser exercidas remotamente, mesmo que antes isso parecesse inviável.

Naturalmente, com a popularização do termo, diversas dúvidas sobre o tema também surgiram. 

Então, já que essa é uma pauta frequente nas minhas DMs, resolvi trazer esse tema em detalhes para vocês.

Acompanhe o artigo e entenda o que é nômade digital, como ser nômade digital, as vantagens e desafios desse estilo de vida, e algumas das principais profissões digitais para nômades.

O que é nômade digital?

mulher nômade digital trabalhando em um coworking enquanto toma café

Em termos simples, nômade digital é uma pessoa que trabalha remotamente (100% online) enquanto viaja.

Esse indivíduo é alguém sem uma residência fixa e que exerce seu trabalho pela internet de maneira remota.

Como é um conceito ainda em difusão, muitas pessoas acreditam que nômade digital é uma profissão. Isso é um equívoco, uma vez que o nomadismo é um estilo de vida que agrega a possibilidade de trabalhar estando em qualquer lugar do mundo, exercendo diversas profissões.

Isso é possível graças à liberdade geográfica, que faz com que uma pessoa possa exercer uma ocupação sem necessariamente precisar ir ao local de trabalho.

Com essa alternativa, viabilizada pela constante evolução tecnológica e as mudanças significativas nos modelos de trabalho durante a pandemia, muitas pessoas encontraram sentido nesse estilo de vida e o estão adotando.

Diversos países já oferecem vistos especiais para nômades digitais, incluindo o Brasil, para atrair essa comunidade de pessoas e fomentar a economia dos países.

Além disso, estima-se que até 2035 existirão 1 bilhão de nômades digitais no mundo

Atualmente, o número é de mais de 35 milhões de pessoas nômades ao redor do mundo, o que mostra que essa é uma tendência não tão passageira e que cada vez mais atrai adeptos.

Quando eu comecei a viajar e compartilhar minhas experiências de viagem aqui no blog, eu nem sabia da existência desse termo. 

Aos poucos fui me reconhecendo como nômade e hoje tenho um escritório que cabe na minha mochila e trabalho de qualquer lugar do mundo.

Preciso ser influencer para virar nômade digital?

Uma dúvida muito frequente sobre o assunto é sobre a necessidade de ser um influenciador digital para se tornar nômade. A resposta, apesar de óbvia, ainda gera dúvida.

Então, deixo claro aqui que não é necessário ser um produtor de conteúdo ou influencer para se tornar nômade. 

Pelo contrário, essa é apenas uma pequena parcela de pessoas dentro da comunidade de indivíduos que viajam e trabalham ao mesmo tempo.

A sensação que leva às pessoas a acreditarem nisso é o fato de que, geralmente, os influenciadores digitais estão presentes nas redes, mostrando suas vidas e rotinas, que às vezes, são de uma pessoa nômade.

Levando assim à crença de que é necessário ser um influencer para adotar este estilo de vida. 

É preciso ser autônomo/empreender para virar nômade digital?

Essa é outra questão bem corriqueira para quem tem dúvidas sobre o tema. A resposta é não. Existem muitos nômades que trabalham no modelo de trabalho CLT.

Assim como, existem nômades digitais que são empreendedores ou autônomos (freelancers). 

A maior parcela de nômades ainda são profissionais autônomos ou empreendedores, mas cada vez mais pessoas que trabalham como CLT têm aderido ao estilo de vida nômade.

Eu costumo reforçar que se você sai de casa para ir até o escritório sentar numa mesa e trabalhar no computador, então, provavelmente, você pode fazer seu trabalho de qualquer lugar, independente da profissão e formato de trabalho.

Quais são os benefícios de se tornar nômade digital?

Mulher trabalhando em uma praia

Existem muitas vantagens em aderir ao estilo de vida nômade. Confira a seguir alguns que considero muito válidos:

Liberdade geográfica

Uma das vantagens mais conhecidas associadas ao nomadismo digital é a liberdade geográfica

Esse termo se refere à possibilidade de usufruir de uma liberdade que não se limita a barreiras geográficas. 

No nomadismo, essa ideia se resume a poder trabalhar estando em qualquer lugar, já que não há a necessidade de ter que estar fisicamente presente em um local para exercer suas funções.

É o famoso “anywhere office” ou “escritório em qualquer lugar”, em tradução livre. Para mim, essa é uma das maiores vantagens do nomadismo digital.

Contato frequente com novas culturas, lugares e pessoas 

Se você ama viajar, conhecer pessoas, culturas e lugares novos, se tornar um nômade pode ser um ótimo passo para ter um contato constante com esse tipo de experiência.

Isso é possível uma vez que os nômades estão em constante movimento, conhecendo cidades e países diferentes e vivendo experiências novas em cada lugar que passam. 

Economia no estilo de vida

Engana-se quem pensa que morar no Brasil é sinônimo de economizar dinheiro. 

O nomadismo possibilita que você viva em países diferentes, onde talvez seja possível economizar bastante no seu estilo de vida.

Como muitos nômades são autônomos ou empreendedores, ter uma renda fixa mensal nem sempre é uma realidade.

Por isso, ao se tornar nômade, é possível adaptar seus planos de acordo com suas necessidades em relação ao custo de vida que você tem. 

Por exemplo, caso a grana aperte, você pode ir para uma cidade mais barata passar uma temporada e economizar. 

Ou fazer um voluntariado em troca de hospedagem e alimentação, conciliando seu trabalho com a disponibilidade do lugar.

Melhoria na qualidade de vida

Os benefícios do trabalho remoto são evidentes: maior produtividade, otimização de tempo, mais eficiência, flexibilidade, economia de dinheiro, entre outros aspectos. 

O nomadismo digital agrega tudo isso à possibilidade de viajar, estar em contato com estímulos diferentes, conhecer pessoas novas e ser mais feliz, consequentemente, melhorando sua qualidade de vida.

Flexibilidade

Outra razão clara que torna o nomadismo atraente é a possibilidade de ter uma vida mais flexível. 

Afinal, para ser nômade digital, é crucial ter uma rotina adaptável tanto no trabalho, quanto na vida em geral.

Quais são os desafios do nomadismo digital?

Apesar de ter um número grande de adeptos, muitas pessoas também estão começando a perceber que o nomadismo digital não é a melhor opção para suas vidas. 

Uma reportagem da BBC revelou que diversas pessoas estão abandonando o estilo de vida nômade após perceberem as desvantagens de viver dessa forma. 

Por isso, também acho importante destacar alguns desafios de viver dessa maneira. Confira!

Ter que lidar com mudanças frequentes

As mudanças são uma constante na vida nômade. Por isso, é muito importante levar isso em consideração na hora de decidir se esse estilo de vida é ou não para você. 

Isso porque, você estará constantemente fora da sua zona de conforto e precisará enfrentar os problemas e as mudanças à medida que surgirem. 

Se você é uma pessoa que preza pela estabilidade e não se adapta bem às mudanças, talvez esse estilo de vida possa ser um desafio para você.

A solidão na vida nômade

Uma queixa frequente entre a comunidade nômade é a solidão. As relações da vida na estrada podem ser muito intensas e verdadeiras, mas na maioria das vezes, são também muito passageiras.

Isso torna difícil criar vínculos e um senso de comunidade ou familiaridade. Para pessoas que precisam desse tipo de vínculo ou são muito apegadas a amigos e familiares, o estilo de vida nômade pode gerar muita solidão.

Saber se organizar e criar uma rotina

A disciplina, organização e o estabelecimento de uma rotina são fundamentais em qualquer realidade. 

Na vida nômade, esse pode ser um desafio, uma vez que estamos em contato frequente com mudanças e levamos uma vida em constante movimento.

Assim, é fundamental ter disciplina para estabelecer uma rotina funcional, independente do lugar que você esteja e das condições que você tenha no momento.

Para quem tem dificuldade em estabelecer uma rotina, esse aspecto pode pesar na hora de decidir se esse é um estilo de vida que faz sentido.

Instabilidade financeira

Apesar de cada vez mais profissionais que trabalham no modelo CLT e ganham salários fixos mensais estarem aderindo ao estilo de vida nômade, a maioria dos profissionais que viajam e trabalham ao mesmo tempo ainda são autônomos (freelancers) e empreendedores.

Assim, o desafio da instabilidade financeira pode estar presente e ser significativo, já que você precisa lidar com essas questões enquanto viaja.

Como ser nômade digital?

notebook em uma mesa de um café/restaurante

Para ser nômade digital, é fundamental encontrar um trabalho que possa ser feito remotamente e através do uso da tecnologia. 

Hoje, existem muitas profissões que possibilitam o estilo de vida nômade. Como por exemplo: 

  • Influenciadores digitais, infoprodutores e profissões relacionadas à criação de conteúdo;
  • Psicólogo;
  • Advogado;
  • Redatores;
  • Produtores de conteúdo audiovisual;
  • Professores de línguas;
  • Editores de vídeo;
  • Programadores,
  • Especialistas em marketing digital, etc.

Além disso, a cada dia que passa surgem recursos, formações, cursos online e materiais para desenvolver novas habilidades que possibilitam a adesão da liberdade geográfica.

Assim, o primeiro passo necessário sobre como ser nômade digital é encontrar um trabalho online que possa ser exercido remotamente.

Além disso, recomenda-se criar uma reserva financeira no valor equivalente a, pelo menos, seis meses do seu custo de vida atual, para que caso ocorram imprevistos na sua jornada, você consiga se reorganizar e não passar perrengues.

Tendo um trabalho remoto e uma reserva financeira, acredito que você possa começar sua jornada como nômade, criando um planejamento de viagem com destinos que você deseja conhecer e reestruturando seu planejamento quando necessário.

10 profissões para ser nômade digital

Com os diversos avanços tecnológicos e principalmente com o surgimento das IAs, não é novidade que novas profissões estão surgindo no mercado de trabalho, assim como outras desaparecerão.

Essas tendências apontam que muitas delas podem ser exercidas de maneira online e remota, o que é ideal para quem quer viver o estilo de vida nômade.

Uma reportagem da Forbes mostrou diversas profissões que estão em alta atualmente de acordo com o LinkedIn, e fazendo uma análise nessa e em outras fontes, selecionei algumas que podem ser e já são exercidas por pessoas que viajam e trabalham ao mesmo tempo.

Confira!

Redator(a)/Copywriter

Copywriting e Content Writing (Redação) são áreas que crescem cada vez mais tanto em número de profissionais, quanto em quantidade de demandas.

Redatores(as) e copywriters trabalham produzindo peças de conteúdo em diversos formatos, como textos para blogs em SEO, scripts de vídeos, legendas para posts nas redes sociais, escrita de ebooks, criação de copy para landing pages, etc.

Assim, se você tem afinidade com a escrita e acha que pode desenvolver habilidades nessa área, essa pode ser uma ótima opção para começar a trabalhar e iniciar sua vida como nômade, por ser um nicho bastante abrangente e plural.

Especialista em SEO

SEO é a sigla para Search Engine Optimization, ou Otimização para Mecanismos de Busca. 

Esse tipo de serviço é cada vez mais requisitado por empresas que estão em busca de melhorar a forma como são encontradas pelos mecanismos de busca, como o Google.

Nessa função, você poderá cuidar de toda a estratégia de SEO de uma empresa, ou simplesmente se especializar em nichos da área, como o SEO Técnico, o SEO On-Page e o SEO Off-Page.

Além disso, muitos redatores acabam migrando para a área de SEO por já escreverem conteúdos com foco nesse tipo de estratégia e terem uma certa noção da área, o que pode ser uma oportunidade de agregar duas profissões em uma só.

Tradutor(a)

Muitas pessoas viajam e trabalham como tradutores, seja em um par de línguas ou mais. 

Essa é uma área com bastante demanda e que é muito promissora para quem tem afinidade com idiomas e gostaria de adentrar esse mercado de alguma forma.

Professor(a) de idiomas

Outra área muito comum entre nômades e que envolve o conhecimento em idiomas, é a de ensino de línguas

Muitas pessoas criam uma cartela de clientes diversa como professores de idiomas e viajam enquanto dão aulas online para estudantes de várias partes do mundo.

Se você conhece dois ou mais idiomas e tem certa inclinação para ensinar pessoas, essa pode ser uma área a se considerar para virar nômade.

Desenvolvedor(a)/Programador(a)

Um dos segmentos com maior demanda e mais bem pagos é o de desenvolvimento/programação.

Empresas no mundo inteiro estão em busca de engenheiros de software para criar soluções digitais e aplicativos e os desenvolvedores são os profissionais ideais para isso.

Essa área é muito promissora para quem busca desenvolver uma carreira internacional e ganhar em moedas mais fortes como o dólar ou o euro. 

Infoprodutores(as)

Infoprodutores são profissionais que trabalham online com a venda de produtos digitais. 

Muitos influenciadores digitais, acabam se tornando também infoprodutores. Como no meu caso, por exemplo, que criei um ebook com um guia completo sobre o Deserto do Atacama. 

Hoje existem muitos nômades digitais que são infoprodutores e vivem da produção de conteúdo online. 

Se você gosta desse segmento e tem vontade de criar uma renda baseada em infoprodutos, essa pode ser uma carreira a investir para se tornar nômade digital.

Editor(a) de vídeos e/ou podcasts

Com a Era do audiovisual, vídeos e podcasts têm se tornado tipos de conteúdos cada vez mais relevantes. 

Com isso, a área de edição de vídeos e podcasts é muito promissora e oferece bastante oportunidades para quem deseja virar nômade e trabalhar remotamente.

Psicóloga(o)

É possível ser psicóloga(o) nômades? Antes da pandemia, poucas(os) psicólogas(os) atendiam no formato online. 

Porém, com a necessidade de transformar essa atuação em trabalho remoto durante aquele período, muitos profissionais passaram a trabalhar também nesse formato. 

Atualmente, há vários psicólogos e psicólogas que também têm aderido ao estilo de vida nômade e trabalham atendendo online de diversos lugares do mundo.

Fotógrafo(a) e filmmaker

A área de produção audiovisual também está muito em alta. Muitos nômades trabalham como fotógrafos(as) e filmmakers, capturando imagens por onde passam e oferecendo seus serviços tanto online quanto offline.

Por exemplo, é possível voluntariar ao redor do mundo oferecendo serviços de fotografia e filmagem e economizar dinheiro ao mesmo tempo, ou simplesmente trabalhar online produzindo vídeos e fotos.

Designer

A área de design, tanto gráfico quanto UX/UI, é uma das profissões digitais para nômades que tem atraído muitas pessoas já que há vários recursos online disponíveis para desenvolver habilidades na área.

Além disso, é um nicho bem remunerado e com alta demanda. Uma pessoa designer pode trabalhar criando artes para posts de redes sociais, desenvolvendo a identidade visual de marcas, desenvolvendo a interface de produtos digitais, entre outras funções.

Há muitos segmentos para se especializar dentro da própria área e bastante mercado para trabalhar e desenvolver suas habilidades.

Conclusão

mulher trabalhando no notebook em uma balsa

Saber como ser nômade digital é apenas o primeiro passo na jornada de viver trabalhando e viajando ao mesmo tempo. 

Para além disso, é necessário também conhecer mais sobre esse estilo de vida, entender se faz sentido para o que você busca e ver no que você pode se profissionalizar para efetivar esse desejo.

Espero que essas informações tenham te ajudado a ter mais clareza sobre o assunto, e que sua jornada seja cheia de experiências incríveis pelo mundo, caso você decida se tornar nômade digital.

Quem sabe nos encontramos na estrada?!

Leia também:

Índice

Artigos + Recentes

Conheça o Chile!

Fazemos Parte

Siga no Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *