Uma das etapas essenciais do planejamento de qualquer viagem é pesquisar e contratar um seguro viagem que cubra gastos no exterior no caso de qualquer eventualidade. Uma viagem para o Chile tem tudo para ser uma experiência inesquecível e ninguém gostaria de comprometer essas lembranças especiais por um imprevisto financeiro diante de uma emergência.

A seguir, vou explicar sobre o sistema de saúde no Chile e por que é importante contratar um seguro ao viajar para esse país. Aqui você também vai encontrar informações sobre algumas particularidades das coberturas no Chile e recomendações sobre as melhores apólices.

Lembrando que eu moro no Chile há quase três anos e já precisei de atendimento médico algumas vezes aqui.

Precisa de ajuda na sua viagem para o Chile? Conte com a Fui Gostei Trips! É só nos escrever no contato@fuigosteitrips.com.br

Como é o sistema de saúde no Chile?

O sistema de saúde chileno é bastante complexo e cheio de letras miúdas, digamos assim. Não existe um sistema de saúde público como o SUS no Brasil, com atendimento universal. Mesmo os hospitais considerados públicos não atendem os pacientes de forma gratuita, salvo raríssimas exceções.

Nos anos 80, o governo militar transferiu para a iniciativa privada a responsabilidade de administrar o direito à saúde dos cidadãos do país. Assim, foram criadas as Isapres (Instituciones de Salud Previsional), equivalentes aos planos de saúde do Brasil, e o FONASA (Fondo Nacional de Salud), que seria uma espécie de seguradora pública, para qual o trabalhador deve obrigatoriamente contribuir mensalmente com, pelo menos, 7% do seu salário.

Os planos mais econômicos têm uma cobertura muito pequena e com muitas restrições. As seguradoras não cobrem a totalidade dos serviços de saúde, fazendo com que o trabalhador tenha que arcar com uma porcentagem dos gastos de consultas, exames e procedimentos. Os valores variam conforme o plano contratado e o hospital escolhido na hora de assinar a apólice, mas sempre é necessário pagar por qualquer serviço, mesmo se você tiver um seguro. 

Como você pode ver, existe todo um mercado da saúde no Chile. E que muitas vezes acaba priorizando o lucro das seguradoras. Por isso, tratamentos e mesmo consultas médicas têm preços caríssimos e estrangeiros não têm nenhum direito de atendimento na rede pública. Uma simples consulta médica com raio-X pode facilmente custar até R$ 500. 

O que saber sobre seguro viagem no Chile antes de viajar

Agora que você sabe que não dá pra contar unicamente com um sistema de saúde pública no país, confira as principais informações sobre seguro viagem no Chile. 

Seguro viagem no Chile é obrigatório?

Não, o seguro viagem no Chile não é obrigatório. A PDI (Policía de Investigaciones), similar à nossa Polícia Federal, não vai exigir que você tenha uma apólice com uma cobertura mínima ao passar na fronteira e fazer o controle de imigração. 

Apesar disso, enfatizamos a importância do seguro viagem para cobrir gastos médicos emergenciais e outras despesas em caso de morte acidental ou problemas durante a viagem. É a sua segurança em jogo.

Como escolher o melhor seguro viagem para o Chile?

Ninguém está livre de indisposições, seja por um tombo na rua ou por uma comida que cause intoxicação alimentar. Por isso, a primeira coisa a conferir na sua apólice é o valor de cobertura para atendimentos médicos e odontológicos por urgências. Os seguros mais baratos costumam ter coberturas a partir de 8.000 USD, enquanto as mais completas garantem até 40.000 USD.

Quanto você pode precisar no Chile? Bom, isso depende inteiramente do seu roteiro e tipo de viagem. Algo que vale a pena considerar é se você tem atividades programadas em localidades remotas. Alguns lugares na Cordilheira dos Andes só podem ser facilmente alcançados com helicópteros, o que representa um gasto expressivo. Já pensou quebrar um pé ao tentar esquiar no Valle Nevado ou ao fazer um trekking em Torres del Paine?

Aliás, esses dois exemplos caracterizam o que as seguradoras chamam de atividades de risco. Esportes radicais e atividades que colocam minimamente a segurança da pessoa em risco, como mergulho ou mesmo ciclismo, não costumam estar incluídas nas apólices convencionais. Por isso, confira nas letrinhas do seu contrato e, se necessário, adquira uma cobertura adicional. Afinal, o Chile é destino líder no turismo de aventura e você não vai querer ficar fora dessa, né?.

Outro fator importante a considerar é se o plano do seguro cobre integralmente os valores no momento que o serviço de saúde é prestado ou se ele oferece um reembolso posterior ao pagamento, que nesse caso fica sob sua responsabilidade. No segundo caso, lembre-se de conferir toda a documentação exigida para comprovação dos gastos. 

Dicas na hora de usar o seguro viagem no Chile

A gente sempre espera que não seja necessário, mas é bom ter em mente essas dicas para o momento de acionar a seguradora:

  • Guarde uma cópia impressa da apólice junto com os seus documentos; confira se no certificado consta os números para contato
  • Salve no seu celular uma cópia digital da apólice, de forma a ter fácil acesso a ela (nos favoritos do seu e-mail, por exemplo)
  • Pesquise previamente como dizer em espanhol qualquer condição clínica que você tenha; anotar pode ser uma boa ideia também
  • Em cidades grandes, como Santiago, é bom pesquisar os hospitais mais próximos do seu hotel; a Clínica Las Condes, a Clínica Alemana e a Clinica Santa Maria são particularmente recomendadas
  • As farmácias no Chile não são 24h, por isso, não deixe para comprar remédios na última hora ao sinal de qualquer mal estar; guarde sempre todos os recibos

Existe seguro viagem barato para o Chile?

Agora que já convencemos você, eu espero, sobre a importância de ter um seguro viagem ao viajar para o Chile, vamos ao que interessa de verdade: é possível conseguir um bom seguro por um valor acessível? 

Fico feliz de dizer que a resposta é SIM! Para você ter uma ideia, seguro viagem para 15 dias de viagem no Chile custa a partir de R$ 120. E podendo parcelar em até 12x sem juros! Ou seja, por apenas R$ 10 ao mês você tem a garantia de viajar sem preocupações. Acho que a tranquilidade vale esse preço, não é?

Eu sempre uso e recomendo a Real Seguros. É um comparador que seleciona os melhores produtos de cada seguradora — como Affinity, Assist Card, Travel Ace, GTA, Affinity, Mondial, entre outras. Basta fazer uma simples busca com o seu destino, a data de embarque e a data de retorno.

Clique aqui para fazer um orçamento na Real Seguros e ganhar um desconto exclusivo de 5% no seu plano!

E aí, ficou com alguma dúvida sobre seguro viagem no Chile? Escreve pra gente nos comentários!

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui