Hvar, Croácia: onde ficar e o que fazer em 3 dias na melhor cidade do verão croata

18

Em 2015 eu tive a oportunidade incrível de morar por quatro meses na Croácia. Confesso que ainda gostaria de ter explorado muito mais o país {sempre acho que fiquei tempo insuficiente em um lugar, tenha sido um dia ou um ano}, mas consegui rodar bastante e conhecer lugares maravilhosos nesse país europeu que está super na moda.

E bato meu martelo: Hvar foi minha cidade preferida em toda a Croácia! Sim, claro que também amei Dubrovnik e suas muralhas, me encantei com o pôr do sol de Zadar, dancei até de manhã nos imbatíveis beach clubs de Zrce, adorei a pequena Volosko, espremidinha entre Opatja e Rijeka, fiquei sem palavras diante de Plitvice Lakes, me apaixonei por Samobor, fiz grandes amigos em Zagreb, me surpreendi com a noite de Split, pude conhecer as praias de Biograd, frequentadas apenas por croatas.

Mas Hvar conseguiu reunir tudo o que eu esperava da Croácia em um único lugar: mar incrível, por do sol de babar, festas alucinantes, uma Old Town super fofa, as pessoas mais lindas por metro quadrado que já vi na vida {não é exagero, isso é muito sério}, ilhas infinitas para se visitar de barco, muita animação e uma energia inesquecível. Definitivamente o lugar para onde eu voltaria num próximo verão na Croácia, pois com certeza ainda me faltou muito o que conhecer lá.

Fiquei em Hvar 4 dias e 3 noites. E vou te falar: foi pouco! Primeiro porque eu estava priorizando também conhecer a famosa noite de lá, então isso acabava me impedindo de acordar muito cedo para fazer os passeios diurnos. Segundo que alguns passeios diurnos tomam seu dia inteiro mesmo, então pelo menos uns 5 dias por lá me deixariam mais satisfeita. Mas de qualquer maneira, se seu tempo estiver curto como o meu, não pule Hvar. Dê um jeito e vá para lá nem que você consiga encaixar apenas dois dias na ilha {menos que isso não acho que vale a pena pelo bate-volta de ferry, você acaba gastando muito dinheiro e tempo pra não conhecer quase nada}.

Agora vamos às dicas de Hvar. Vou falar sobre onde ficar e também sobre o que conhecer de dia, e, claaaaro, à noite. Afinal, estamos no verão na Croácia, né! Não dá para passar batido pelas festas de lá.

Tentei trazer as informações mais completas possíveis aqui, mas se ainda restar alguma dúvida, mande ver nos comentários que será meu prazer te ajudar a planejar suas férias perfeitas.

Como se pronuncia Hvar

Essa é a primeira dúvida quando lemos essa palavrinha croata, rsrs Já vi vários blogs ensinando maneiras diferentes de se pronunciar o nome, mas como morei lá, tive a oportunidade de aprender direitinho a forma correta. Por mais estranho que pareça, o certo é falar “Ruár” {sendo que o último “r” é tipo de quem mora no interior de São Paulo, que fala Ruárrrr, com aquele “r” bem puxado mesmo}.

Como chegar a Hvar

O trajeto mais comum e popular é de ferry a partir de Split. Mas você também pode ir de ferry a partir do porto de Drvenik, que é bem mais barato {quem me deu essa dica foi a Karla do blog Compartilhe Viagens}.

Veja aqui os horários dos ferries para Hvar

Há ferries apenas para passageiros e outros que comportam carros. A diferença é que o primeiro atraca no centro da ilha, próximo ao Carpe Diem Bar, e o segundo atraca em Old Town (ou Stari Grad, na língua local).

Com relação à frequência do serviço, durante o verão o número de saídas aumenta. Eu comprei minhas passagens um dia antes de embarcar, no próprio porto.

O tempo de travessia pode durar entre 1 hora a quase 2 horas, a depender do tipo de ferry escolhido.

Quanto paguei no Ferry Split x Hvar – 80 kunas por pessoa

Onde ficar em Hvar

O ideal é ficar próximo ao centrinho onde está o Carpe Diem Bar, pois é ali que tudo acontece. Eu e meus amigos alugamos um apartamento pelo Booking.com para nossas três noites. Foi a melhor coisa que fizemos! O custo benefício foi muito bom porque estávamos em quatro pessoas. E o apê era completinho e com cozinha e até uma pequena varanda.

Há uma suíte com cama de casal e a outra cama de casal fica na sala, com uma porta para dar maior privacidade a quem está ali. A localização também era boa e fizemos muita coisa a pé.

roteiro-hvar-croacia

roteiro-hvar-croacia-2

roteiro-hvar-croacia-3

roteiro-hvar-croacia-4

Três noites no apartamento em Hvar – 300 euros para quatro pessoas

Se você estiver buscando luxo e badalação, seu lugar é o Amfora Hvar Grand Beach Resort. Muito bem localizado e com piscinas enormes de frente para os lugares mais movimentados da ilha.

Para pesquisar mais opções de hospedagem em Hvar, clique aqui.

Como são as festas em Hvar

Como já falei, Hvar foi de longe a minha cidade preferida em toda a Croácia. Se você busca agitação, não pode perder o fim de tarde no Hula Hula Beach Bar. O pôr do sol visto de lá é incrível e tem a maior concentração de gente bonita por metro quadrado da vida! Não paga para entrar, a música é excelente com DJ, é muito animado, e se você não estiver disposto a comprar os drinks mais caros de lá, é só andar uns três minutinhos até um mercadinho ali perto e comprar suas biritas geladinhas. Nós tomávamos muito a Somersby Cider de pera (é uma cidra docinha e delícia, muito popular por lá!).

roteiro-hvar-croacia-12

De night por lá também você não pode deixar de ir ao Kiva Bar, bem no centro ali perto da Riva (orla em croata), e que fica tão lotado que as pessoas invadem as ruas e tudo vira uma festa. E é mais uma opção de lugar de graça pra ir, dá até para emendar depois do Hula Hula! Achei sensacional e o clima é total de curtição!

roteiro-hvar-croacia-15

Depois dali, uma galera vai em casa, toma banho e segue para a Carpe Diem Beach Club, que fica numa ilha pertinho da Riva e o próprio clube oferece um barquinho que faz a travessia da galera de graça. Essa tem que pagar para entrar e é salgadinha. Particularmente eu não curti tanto a música de lá, mas é inegável que o lugar é lindo demais e que a galera que está ali pediu pra ser bonita no vale do eco. O litoral da Croácia foi o lugar em que estive que tinha mais gente bonita, uma coisa de deixar de queixo caído.

Entrada na Carpe Diem Beach Club – 200 kunas por pessoa

Outras opções de night em Hvar: Veneranda (a boate que o príncipe Harry já frequentou) e a Pink Champagne.

O que fazer de dia em Hvar

O que eu mais curti em Hvar é que esse não é um destino apenas de night. Lá tem muitos lugares incríveis para ir durante o dia. Uma dica é alugar uma lanchinha para ir até as ilhas Paklinski (ou Pakleni). Nós alugamos com a Hvar Booking a mais simples que tinha por um dia inteiro, daquelas que você mesmo guia o motor na parte traseira do barco. E mandamos bem demais! Visitamos uns lugares que nunca vão sair da minha memória. Tipo a Palmizana Beach. Ou a Vlaka Beach. Ou a Jerolim. Sei lá, nós fomos a umas cinco ilhas menores ali no entorno que eu nunca vi nada igual de tão lindo. Se prepare para 50 incríveis tons de azul:

roteiro-hvar-croacia-17

roteiro-hvar-croacia-18

roteiro-hvar-croacia-19

roteiro-hvar-croacia-21

roteiro-hvar-croacia-22

roteiro-hvar-croacia-26

roteiro-hvar-croacia-28

roteiro-hvar-croacia-31

roteiro-hvar-croacia-32

roteiro-hvar-croacia-33

roteiro-hvar-croacia-34

roteiro-hvar-croacia-36

roteiro-hvar-croacia-37

roteiro-hvar-croacia-38

roteiro-hvar-croacia-39

Levamos um mapinha que eles mesmos dão, mas acabou que mais nos perdemos que nos achamos. Nada mal. Num mar daqueles nossa última preocupação era sair dali. Levamos uns sanduichinhos, cerveja e até um cavaco. Pode ter certeza que era o barco mais animado de toda a Croácia!

roteiro-hvar-croacia-43

Aluguel de barco em Hvar – cerca de 700 kunas para um dia inteiro (combustível já incluído)

No dia seguinte alugamos um carro para ir até a Stari Grad (ou Old Town em croata) de Hvar. A princípio íamos de ônibus, mas não valia a pena porque estávamos em quatro e o bus lá, além de bem carinho, não passa o tempo todo (custaria 27 kunas por pessoa), então a logística seria péssima. Taxi lá também é bem caro. Pesquisamos muito os preços e acabamos alugando um carro com a Rent a Car Suncity. Além de Old Town, também aproveitamos para visitar as praias Zarace e Jelsa. Valeu muito a pena!

roteiro-hvar-croacia-51

roteiro-hvar-croacia-53

roteiro-hvar-croacia-54

roteiro-hvar-croacia-55

roteiro-hvar-croacia-56

roteiro-hvar-croacia-57

roteiro-hvar-croacia-58

roteiro-hvar-croacia-46

roteiro-hvar-croacia-47

Dica: essa Rent a Car Suncity também oferece vários passeios por preços um pouco mais baixos dos que vi em outras agências. Um passeio para a Blue Cave, por exemplo, custava 390 kunas + 50 kunas para entrar na caverna (com almoço incluído no preço).

Aluguel de carro em Hvar – 390 kunas pelo período de meio dia

O que mais fazer em Hvar

Se eu tivesse mais tempo lá, teria feito esse passeio que comentei acima da Blue Cave. E também teria alugado o barquinho novamente para explorar mais ilhas de lá. No primeiro dia você fica meio perdido sem saber qual o melhor roteiro a fazer. Então acredito que num segundo dia teríamos conhecido melhor a região e poderíamos explorar outras pequenas ilhas que ficaram de fora.

Para ainda mais dicas, leia o blog Vícios de Viagem da Carol. Ela também esteve na Croácia há pouco tempo e tem dicas ótimas do que fazer em Hvar!

E se você tiver mais dicas, compartilha aqui embaixo comigo porque vou adorar 😉

E leia mais sobre minhas aventuras pelo verão na Europa:

Verão na Europa: Meu roteiro Grécia x Albânia x Montenegro x Croácia

Vale a pena ir pra Albânia: saiba tudo sobre a Riviera Albanesa

20 lugares de praia que precisam estar no seu roteiro de verão europeu

Verão em Santorini: sim, essa ilha grega também cabe no seu bolso!

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação – e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion18 Comentários

  1. Olhaaaaaaa! !!!! Estou lendo tudo!!! Adorei!!! Uma dúvida: para alugar o barco, precisa ter licença para pilotar? Outra: teremos 2 dias inteiros e 2 pela metade… você acha válido incluir Stari Grad no roteiro como sendo imperdível (estava de fora kkkk)?
    Beijocas e parabéns pelo post!

    • Oie Lily!!!
      Não precisa de licença não, pois era um barco bem pequeno.
      Olha, como vc vai conhecer outras Stari grad croatas, eu não diria que é imperdível não. É bem no estilo das cidades antigas das principais cidades da Croácia, como Zadar, Split, Rijeka.
      Com o tempo curtinho assim em Hvar, eu focaria mais nas ilhas!
      Obrigada pela visitinha <3 E aproveite muitoooo!!!

  2. oiii Carla muito legal e de bastante ajud suas experiências e comentários,Estou interessada em ir na Croácia,Vukovar vc foi? como é? e também vou passar uns dias em Milão queria ver como acha melhor se é legal o surfing,ou existem baratas acomodações em casa de família? Me diz? Belgrado precisa carta convite?ou visto? ou brasileiros entram direto só com passaporte? bjs obrigado,e me dar dicas dos sites de passagem que vc ganha a comissão okay? bjs! obg!

  3. Oi Carla,
    Adorei as informações do texta acima!
    Em splitz tem praia para curtir?
    Em Hvar precisa alugar carro ou consegue andar apé pelo centrinho?
    Consegue ir apé para as praias em Hvar? a Ilha é grande?
    Obrigada, Cristina

    • Eii Cristina!
      Sim, tem praia lá.
      EM Hvar dá pra fazer muuuuita coisa a pé (inclusive ir a praias). Claro que tudo depende de onde você estará hospedada – eu aluguei carro apenas um dia para conhecer lugares mais afastados. A ilha é relativamente grande sim.
      Beijos

  4. Linda as fotos! Fiquei com algumas dúvidas…Qual a média de valor do aluguel do barco? Não é possível ir até a Blue Cave com este barquinho alugado?

    • Putz, não me lembro mais do preço, Patrícia.. Desculpa!
      A Blue Cave fica mais afastada, e com esse barquinho que é mais simples e com menos potência não dava para chegar…

  5. Olá, Carla!
    Ótimas dicas. Estamos indo em 5 amigos para a Croácia (3 homens e 2 mulheres). Queria saber como é o “dress code” das baladas por lá?
    Obrigado!

    • Ei, Weider!
      Te confesso que vi de tudo por lá.
      Nas baladinhas pós praia, a galera ia direto de biquíni mesmo. À noite, o pessoal estava sempre bem arrumado, mas rolava tranquilamente ir de bermuda (homens) ou sem salto (mulheres) para as nights.
      Eu costumava ir com um vestidinho, bem maqueada e de rasteirinha. Meus amigos homens iam de bermuda e blusa de botão, ou mesmo blusa polo.
      Como é verão, a galera fica mais à vontade.
      Espero ter ajudado!
      Beijos

  6. Carla, vc diz que a melhor localização para se hospedar em hvar é perto da carpe dien, mas há duas carpe em dois endereços diferentes. Qual carpe dien seria?

    • Por nada, lindona! Suas dicas são ótimas e adoro o seu blog 😉 Que bom que tem uma galera complementando as minhas dicas com as suas! Assim vai sair uma viagem bem perfeitinha rsrs
      Beijão

  7. Oi carla! Só queria te dizer um muito obrigada pelo seu post!! Virou nosso guia aqui em Hvar e fez a nossa viagem ser mais incrível! Obrigadaaaaa! Gde abraço!

  8. Oi Carl,a
    Adorei as dicas, muito detalhadas e super úteis!
    Estou querendo ir em maio, como é o clima? E a night e os agitos, já acontecem nessa época?

    • Ei, Larissa! Em Maio está começando a temporada de calor. Hvar ainda não estará tao cheio, mas certamente voce ja poderá aproveitar as praias e algumas festinhas. Porem acredito que o agito maior seja mesmo a partir de Junho.
      DE qualquer maneira, eu não deixaria de ir. Hvar é incrível, e aposto que você vai amar!

Leave A Reply