Quando a intenção é se divertir na neve, Santiago é um dos primeiros destinos que vêm à mente dos brasileiros. Afinal, a cidade é emoldurada pela belíssima Cordilheira dos Andes, seus arredores têm estações de esqui com excelente infraestrutura turística e está cada vez mais fácil conseguir passagens aéreas baratas para o Chile.

E agora que está oficialmente aberta a temporada nos complexos e resorts de montanha, preparamos esse guia para você descobrir qual a estação de esqui ideal para você. Seja para curtir o clima e brincar na neve, para admirar a paisagem andina ou para levar os primeiros tombos no esqui, as estações a seguir oferecem inúmeras atividades. Sem contar que ficam especialmente charmosas na estação mais fria do ano.

Época de neve no Chile

A melhor época em Santiago para visitar as estações de esqui corresponde aos meses de julho e agosto. Na verdade, é possível nevar na Cordilheira dos Andes em outras épocas do ano, basta ter temperaturas baixas e precipitação. 

No entanto, é nos meses de inverno, entre 21 de junho e 21 de setembro, que nevascas são mais comuns. Em anos mais frios, essas tempestades podem começar já no mês de maio e terminar em meados de outubro. 

Contudo, as pistas de esqui não abrem com os primeiros flocos branquinhos que caem dos céus. Para certas atividades, é necessário ter bastante neve acumulada. Por isso, as estações costumam iniciar suas atividades no final de junho e terminar em meados de setembro. 

A altitude na qual se encontram as estações de esqui é determinante: em Farellones, a mais baixa de todas, a temporada costuma terminar antes do que em Valle Nevado, situado num ponto mais alto. Ter a certeza das datas da neve no Chile, no entanto, não é possível. Para você ter uma ideia, esse ano a temporada começou 28 de junho, mas em 2018 a abertura oficial foi 15 de junho. Se você não quiser correr riscos, o ideal é viajar nos meses de julho e agosto.

Amo a neve no Chile
Sou apaixonada pela neve no Chile! E amo curtir as estações de esqui daqui!

Estações de esqui em Santiago

Bastante próximas entre si e a uma curta distância de Santiago, as estações de esqui do Valle Nevado, Farellones, El Colorado e La Parva são perfeitas para fazer um bate-volta a partir da capital chilena. Quem deseja apenas ver neve no Chile e ter algumas horas de diversão nas pistas e teleféricos costuma ficar bastante satisfeito com essa opção. 

Agora, se você gostaria de uma imersão completa na experiência de montanha, ficar hospedado em um dos hotéis ou cabanas desses complexos pode ser uma ideia interessante. Assim, você terá mais dias para esquiar e praticar esportes na neve, podendo até organizar um dia para cada complexo. 

Todas as estações oferecem passes diários ou de meio-dia – para quem utiliza as instalações dos complexos apenas em um turno. Além disso, contam com escolas de esqui e lojas para aluguel de roupas e equipamento. Nos sites é possível consultar mais informações sobre horários e valores das atividades e pacotes. 

A Fui Gostei Trips tem pacotes de passeios que te levam para curtir a neve na cordilheira! Temos opções tanto para quem quer só brincar na neve, como para quem quer aprender/praticar snowboard e esqui. Nos escreva no contato@fuigosteitrips.com.br para saber mais!

Valle Nevado

O Valle Nevado Ski Resort é a maior estação de esqui da América do Sul, com 34 pistas de diferentes dificuldades, a maioria de nível intermediário, e 11 teleféricos/telesquis para conectá-las. Além disso, tem vários restaurantes e hotéis de 3, 4 e 5 estrelas. Quem preferir mais independência, também pode alugar apartamentos. Por ser a estação de esqui mais popular entre turistas, é também a mais cara.

O legal do Valle Nevado é que eles têm várias alternativas de tickets e combos para os turistas, o que possibilita comprar um passe específico para uma atividade em vez de gastar dinheiro em algo que não será aproveitado. 

Por exemplo, quem não pretende esquiar e deseja apenas curtir a paisagem, pode adquirir o ticket para o passeio de gôndola (teleférico fechado), com a possibilidade de incluir o almoço num dos restaurantes do complexo. Aqueles que nunca colocaram os pés em um esqui, podem adquirir o ticket iniciante (com acesso restrito às pistas desse nível) e fazer uma aula coletiva de 2 horas, com ou sem aluguel de equipamento.

  • Distância do centro de Santiago: 66 km 
  • Quanto custa o passe diário? Adultos a partir de $53.000 CLP | idosos (a partir de 65 anos) e estudantes (15-24 anos) $39.900 CLP | crianças (6-14 anos) $35.000 CLP | crianças até 6 anos grátis
  • Mais informações aqui
  • Ideal para… quem quer esquiar ou fazer snowboard na estação mais famosa e melhor estruturada, sem se importar de pagar um pouco a mais por isso

Farellones

Mais do que uma estação de esqui, Farellones é um grande parque de diversões na neve. O parque tem três setores: base, intermediário e cumbre (cume). Entre as atividades oferecidas, tem tubing (escorrega com boias), trineo (nosso famoso esquibunda, com um tipo de prancha), bicicleta e trenó de neve e tirolesa. Também tem pacotes para quem quer usar os brinquedos e dar seus primeiros passos no esqui, com aulas coletivas e particulares. 

No local há lanchonetes e restaurantes. A vila é simples e rústica, com hospedagens mais em conta do que no Valle Nevado. Alguns hotéis e pousadas oferecem transporte para as outras estações da região. 

  • Distância do centro de Santiago: 74 km
  • Quanto custa o passe diário? Maiores de 1,20m de altura $30.000 | crianças entre 1m e 1,2m de altura $15.000 | menores de 99cm grátis
  • Mais informações aqui
  • Ideal para… para quem quer brincar na neve e fazer outras atividades além de esqui e snowboard; uma ótima alternativa para quem viaja com crianças

El Colorado

Essa estação tem cerca de 40km de terreno esquiável, distribuído entre 22 pistas. Inclusive, é a estação com o maior número de pistas para iniciantes — 11, ao total. 

O complexo de El Colorado é formado por duas aldeias interconectadas, cada uma com apart-hotéis, pousadas e condomínios de apartamentos. Esses são em sua maioria imóveis de santiaguinos, que utilizam muito a estação para curtir os fins de semana, mas também alugam para turistas. É uma opção bastante vantajosa para quem viaja em grupo.

A oferta gastronômica é simples, mas variada: você encontra buffets, restaurantes, pubs e discoteca. El Colorado tem dois tipos de tarifa: de segunda a sexta, é considerado o valor de temporada baixa, mesmo durante o inverno; sábado, domingo e feriados, os preços são de temporada alta. 

  • Distância do centro de Santiago: 60 km
  • Quanto custa o passe diário? Adultos $48.000/$53.000 CLP | Idosos e estudantes (13 a 24 anos) $35.900/$39.900 CLP | Crianças (5 a 12 anos) $31.000/$35.000 CLP | Crianças até 4 anos $9.900
  • Mais informações aqui
  • Ideal para… quem gostaria de ficar hospedado na montanha sem gastar tanto, uma vez que as pousadas, cabanas e apartamentos tendem a ser mais baratas

La Parva

Por algum motivo, La Parva nunca conquistou os turistas. Por isso, uma das principais vantagens dessa estação é a possibilidade de perder menos tempo nas filas dos teleféricos e ter mais tempo para realmente curtir a neve no Chile. Sem falar do clima mais tranquilo em comparação aos resorts vizinhos. 

Apesar de dispor de pistas para iniciantes, mais de 50% das pistas são avançadas. Há também pistas intermediárias e para experts. Assim como em El Colorado, há diferença de preço para alta e baixa temporada. 

Ao contrário dos outros complexos, La Parva não tem hotéis, apenas apartamentos para alugar.

  • Distância do centro de Santiago: 58 km
  • Quanto custa o passe diário? Adultos $35.000/$49.000CLP | Idosos e crianças (6 a 12 anos) $25.500/$33.500CLP | Crianças até 5 anos $12.000CLP
  • Mais informações aqui
  • Ideal para… quem quer uma estação menos turística; recomendada também para quem já tem mais experiência com esportes na neve, uma vez que predominam as pistas intermediárias e avançadas

Portillo

É comum não incluir Portillo entre as estações de esqui de Santiago, uma vez que a distância é maior. No entanto, se a ideia é ficar hospedado em um resort de montanha de luxo, vale considerar esse complexo. Na alta temporada, é exigido uma estadia mínima. Para visitar o centro por apenas um dia, é necessário entrar em contato para confirmar a disponibilidade, sujeita a lotação.

A Fui Gostei Trips incluiu Portillo em seu catálogo de passeios de neve no Chile! Aproveite a oportunidade pra conhecer esse lugar lindo comprando com brasileiros – atendimento em português e muito carinhoso!

A estação tem 30 pistas conectadas por 14 teleféricos e meios de elevação. Situada a apenas 15km da fronteira entre o Chile e a Argentina (para Mendoza, são 216 km), está em um dos pontos mais elevados da cordilheira na região, a partir dos 2800 metros sobre o nível do mar. Um dos grandes atrativos é a paisagem composta pelas montanhas e pela espetacular Laguna del Inca.

  • Distância do centro de Santiago: 147 km
  • Ideal para… quem está viajando entre Mendoza e Santiago ou para quem gostaria de se hospedar por alguns dias em um resort de montanha com paisagens cênicas

Como chegar nas estações de esqui? É possível ir de carro?

Como você pode ver, as estações de esqui não estão longe da capital chilena. Porém, Santiago fica a 570 metros acima do nível do mar, enquanto os centros de inverno estão entre os 2.500 e 3.000 metros de altitude.

Distância curta e desnível grande é sinônimo de um caminho com muitas curvas — além disso, em vários pontos não há acostamento ou defensa metálica. A estrada tem uma pista simples e bastante estreita, o que torna necessário um esquema de circulação especial quando o fluxo de carros é grande. Nos finais de semana e feriados dos meses de inverno, só é possível subir de Santiago para a montanha entre 8h e 13h; a descida é autorizada entre 15h e 20h. Entre 20h e 8h, o trânsito é livre.

neve no Chile
Essa foto foi tirada no final da temporada de neve de 2018, quando já não havia mais neve na estrada – mas dá pra ter uma noção do quão estreita ela é, né?

Além disso, durante o inverno, existem grandes chances de ter gelo na pista, o que exige menor velocidade e maior cuidado na direção. Inclusive, antes de começar a subida há um posto policial (retén de carabineros) inspecionando carros e equipamentos de segurança. É obrigatório ter uma corrente (cadena, em espanhol) para a roda, a fim de evitar derrapagens em pistas escorregadias. 

Para completar o quadro, a enorme quantidade de veículos que sobe a montanha costuma causar engarrafamentos. É normal gastar cerca de 1h30 para fazer um trajeto de apenas 30km.

Dirigir na neve exige cuidados especiais e uma atenção redobrada do motorista. Por todos esses motivos, não aconselhamos fazer esse trajeto de carro se você não tiver experiência em dirigir nessas condições. Melhor contratar um passeio para não comprometer a sua experiência de neve no Chile.

Gostaram?

E aí, você já conhece alguma dessas estações de esqui em Santiago? Quais são as suas dúvidas sobre a neve no Chile?

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui