Visitei Belgrado, capital da Sérvia, em três viagens bem diferentes, totalizando mais de 60 dias em uma das cidades mais vibrantes dos Balcãs. Na primeira visita, em 2016, vim sozinha atravessando de trem desde a Romênia e passei três dias em Belgrado. Já na segunda vez, em 2020, vim com meu namorado em uma viagem mais romântica de 10 dias, onde alugamos um Airbnb e conhecemos alguns restaurantes e cafés da cidade.

Leia aqui a minhas dicas completíssimas de Belgrado, capital da Sérvia!

No entanto, nessa terceira vez em que visito a capital da Sérvia estou tendo a oportunidade de voluntariar em um hostel por 1 mês e meio, o que me deu uma perspectiva ainda mais profunda sobre Belgrado e toda a sua história. Te adianto que essa é uma cidade surpreendente que, além de contar com pontos turísticos interessantes, também te convida a relaxar em seus charmosos cafés.

E eu não poderia ir embora de Belgrado sem fazer uma listinha completa com dicas do que você não pode deixar de fazer por aqui durante sua visita à Sérvia. Espero que você goste, e se quiser acrescentar alguma recomendação, deixa nos comentários lá no final do artigo! Com certeza vai ajudar muita gente 🙂

O que fazer em Belgrado, capital da Sérvia

  1. Kalemegdan: eu não poderia começar esse artigo sem mencionar a belíssima fortaleza de Belgrado, chamada Kalemegdan – o maior parque da cidade! Uma visita apenas a esse lugar enorme não é suficiente para conhecer cada cantinho de lá. É possível visualizar desde as primeiras muralhas construídas pelos romanos no século I e as sucessivas reformulações conduzidas durante as ocupações otomanas e austríacas. Aliás, lendas urbanas falam de passagens secretas e túneis que conectam não apenas partes do Kalemegdan, mas quase toda a área central de Belgrado.
  2. Pekara: na verdade, Pekara significa algo como “padaria” ou “delicatessen” e você vai ver inúmeras lojinhas assim espalhadas pela cidade! Mas não pode deixar de visitar ao menos uma e comer o tradicional burek – uma espécie de salgado folhado que pode ser recheado com carne, queijo, espinafre ou até cogumelos. E fica a dica: o melhor burek que comi em Belgrado foi na Skroz Dobra, pertinho da Praça da República (tudo nessa padaria tem uma cara maravilhosa!).
  3. Museu de Nikola Tesla: é um pequeno museu dedicado à vida e obra desse que é provavelmente o cidadão sérvio mais conhecido no mundo. A visita é guiada com direito a uma experiência inusitada no final (tem que ir para saber!).
  4. Free Walking Tour: como eu sempre digo, essa espécie de tour a pé, famoso nas principais cidades de todo o mundo, é uma excelente maneira de conhecer a história local sem gastar muito. Não se cobra antecipadamente um valor fixo por esse passeio. Ao final, o guia passa o chapéu e cada um colabora com uma gorjeta no valor que achou justo pelo serviço que foi oferecido. E, vai por mim, há muito o que saber sobre Belgrado! Para se ter uma ideia, há três tipos diferentes de tours gratuitos: Centro Histórico, Zemun e Século XX (faça os 3 se possivel, você vai ter diferentes perspectivas).
  5. Tours pagos: Além de tours gratuitos, há outros pagos, como o de segredos subterrâneos, um sobre Comunismo, ou com foco em arquitetura, entre outros, a partir de 15 euros cada.
  6. Pizza: é bem comum venderem pizzas por fatia aqui em Belgrado (e geralmente são bem grandes!), mas a minha preferida é a da Chaplin Pizzaria! Uma fatia custa 160 dínares.
  7. Bicicleta: algo que eu amei fazer em minha primeira visita a Belgrado foi alugar uma bike e passear à beira dos rios Sava e Danúbio! Se você gosta de pedalar, inclua um rolê assim no seu roteiro.
  8. Skadarlija: é a rua mais fofa e boêmia do centro de Belgrado! Vários bares, restaurantes, cafés, lojas de artes, música na rua. E o melhor: é fechada apenas para pedestres!
  9. Rakija: e já que falamos de lugares boêmios, não dá para visitar a Sérvia sem experimentar a famosa bebida local chamada rakija. É como se fosse a nossa cachaça, podendo ser feita de ameixa (a mais popular), pera, mel, cereja. E o lugar mais popular para experimentar quantas doses da bebida você conseguir é o Rakia Bar, que conta com mais de 30 sabores – todos de produção própria!
  10. Hotel-barco: quer uma experiência única? Se hospede em um hotel-barco à beira do Rio Danúbio, o segundo mais longo de toda a Europa. Eu contei em detalhes como foi a minha experiência em um post aqui no blog e super recomendo! Você vai até se esquecer de que está na cidade grande.
  11. Novi Beograd: para se situar, a cidade de Belgrado é basicamente dividida pelo Rio Sava, onde de um lado fica o Centro Antigo e do outro a parte mais moderna chamada Novi Beograd (e onde ficam os hotéis-barco daqui). Vale super um passeio à beira do rio e você pode combinar a dica abaixo nesse mesmo dia!
  12. Gardoš Tower: essa torre construída em 1896, de onde se tem uma linda vista da cidade, fica no antigo bairro de Zemun. O entorno pra chegar lá em cima também é um charme, com lojinhas de souvenir, cafés e ruas de paralelepípedo.
  13. Igreja de Saint Sava: é a maior Igreja Ortodoxa dos Balcãs e a segunda maior do mundo!
  14. Ada Ciganlija: digamos que essa é a “praia” dentro de Belgrado. Trata-se de uma pequena ilha onde a natureza segue exuberante e os locais vão para se banhar, andar de caiaque e praticar esportes ao ar livre.
  15. Café: sentar para tomar um café e ficar horas batendo papo é um grande hobby aqui por esses lados! E ótima opção para descansar as pernas em meio aos passeios, dar uma relaxada e viver uma imersão na cultura local. Meus cafés favoritos na cidade são: Balkanski Spijun (pequenininho e super autêntico), Kafeterija, Coffee Dream (tem café brasileiro!) e Kahvana Mali (fica dentro da fortaleza de Belgrado e é uma delícia sentar nas mesas externas).
  16. Marakana: esse nome te parece familiar? Pois saiba que em Belgrado o estádio municipal de futebol leva esse apelido em homenagem ao nosso grande Maracanã. O nome oficial é Estádio Estrela Vermelha.
  17. Kafana: essa é uma dica muito local. As tradicionais kafanas são como uma mistura de boteco com bistrô. Servem principalmente bebidas alcoólicas e café, e muitas vezes também lanches leves e outros alimentos a preços bem razoáveis. O mais antigo restaurante de Belgrado é a Kafana ? Question Mark, construída em 1824.
  18. Prédios bombardeados: em Belgrado ainda há resquícios da guerra que rolou por aqui até o final da década de 90. Os sérvios nunca quiseram reformar alguns locais que foram bombardeados para que não se perca a memória dessa guerra onde tanta gente morreu. Um deles fica na rua Kneza Miloša 33-41.
  19. Museu da Iugoslávia: para entender melhor o contexto histórico dessa região, bem como as guerras, essa é uma excelente visita. O museu narra o período do Reino da Iugoslávia e da Iugoslávia Socialista, bem como a vida de Josip Broz Tito. Aliás, o túmulo de Tito está localizado em um dos edifícios do museu. 
  20. Sorvete: se der aquela vontade de adoçar a boca, passe em uma das unidades da Crna Ovca para experimentar um sorvete artesanal e sem aditivos químicos! São diversos sabores, e eu gostei muito do de creme brulée.
  21. Great War Island: uma verdadeira floresta dentro da cidade de Belgrado. De Junho a Setembro é possível cruzar a pé até essa ilha por uma ponte temporária, já nos demais meses você pode atravessar em bote ou caiaque.
  22. Jardim Botânico: é administrado pela Escola de Biologia da Universidade de Belgrado e rende um lindo passeio em um dia de sol.
  23. Restaurante fotogênico: ao pesquisar sobre Belgrado, você provavelmente vai ver fotos de um restaurante com vários guarda-chuvas vermelhos formando um toldo na rua (não sei explicar bem, veja a foto mais abaixo). Trata-se do Manufaktura, um dos mais tradicionais da cidade. Vá para uma rápida cervejinha ou até para provar algo típico, como um sanduíche com Ćevapi, e aproveite pra tirar aquela foto linda!
  24. Cerveja: aproveite para experimentar algumas cervejas locais. As mais populares são a Jelen, a Lav e a Zaječarsko, que podem ser achadas no supermercado por preços em torno de 80 dínares o latão de meio litro. Pra experimentar cervejas artesanais, dê um pulinho nessas cervejarias: Dogma, Kabinet ou Salto.
  25. Arte de rua: uma coisa que me impressionou é como a arte de rua é respeitada e valorizada na Sérvia! Ao caminhar pela principal rua de pedestres de Belgrado, a Knez Mihailova, você verá diversos músicos e artistas mostrando seu trabalho. Isso dá muita vida para a cidade.

Procurando onde se hospedar em Belgrado, capital da Sérvia? Veja aqui todas as opções de hospedagem com preços em Belgrado

Gostou das dicas? Tem algo para complementar? Ficou alguma dúvida? Me conta aqui nos comentários! E eu também estou no Instagram como @fuigosteicontei, pode me escrever por lá se quiser alguma ajuda!

1 Comentário

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui