Search
Close this search box.

Imigração no Chile: passo a passo atualizado 2024

Imigração no Chile 2024

Imigração no Chile: passo a passo atualizado 2024

A imigração no Chile pode ser uma preocupação para quem está de viagem marcada pela primeira vez para o país. Eu morei no Deserto do Atacama por 3 anos e também já morei alguns meses em Santiago. Além disso, viajo para o Chile de uma a duas vezes por ano a trabalho.

Então, nessa última visita para passar o ano novo de 2024 no Atacama, anotei e tirei foto de todo o passo-a-passo de como é a entrada no país, o que você deve ter em mãos e o que esperar.

Acompanhe a seguir!

1- Descendo do avião no Chile

Ao sair do avião em Santiago, conecte-se no Wi-Fi do aeroporto para escanear o QR Code onde deverá preencher a Declaración Jurada de Ingreso a Chile (eles vão pedir dados como nome, país de procedência, aeroporto de acesso, está trazendo produtos de origem animal ou vegetal?).

Após preencher e enviar, você deverá receber por e-mail o documento preenchido, no entanto recomendo também tirar print para garantir. 

2- Passando pela imigração no Chile

Continue andando até chegar na fila de imigração, onde o oficial carimba o passaporte e te entrega o papel da PDI (esse da foto abaixo, tem que guardar pra apresentar novamente ao sair do país).

Brasileiros podem entrar no Chile usando RG (em bom estado e emitido há até 10 anos) ou passaporte. No site oficial de Turismo no Chile você sempre encontra informações atualizadas sobre imigração no país.

O Visto de Turismo para brasileiros no Chile é de 90 dias. O Chile não exige seguro viagem, embora eu recomende fortemente você contratar Seguro Viagem para suas férias. E pode ser que peçam que você comprove que tem reserva financeira suficiente para permanecer como turista no país – embora eu nunca tenha visto isso acontecer na prática.

No geral, o policial de imigração sempre me pergunta onde vou me hospedar. Dessa vez eu disse “San Pedro de Atacama” e antes mesmo de dizer o endereço ou nome do hostel, ele carimbou o passaporte e me liberou.

3- Retirar bagagem na esteira indicada

Se você despachou bagagem, deverá retirar na esteira e despachar novamente para dar entrada no país. Se viaja apenas com bagagem de mão, pode pular essa etapa.

Depois de retirar minha bagagem, caminhei em direção a “Nada a declarar”, quando uma oficial me parou e educadamente me encaminhou para revista especial. Perguntaram se eu levava algo que deveria ser declarado, eu disse que tinha um saco de café café fechado. Somente passei meu mochilão no raio x, os policiais mal olharam e fui liberada em menos de um minuto.

4- Conexão em Santiago

Logo depois me dirigi ao balcão da companhia aérea, pois meu destino final não era Santiago. Fiz conexão na capital para em seguida pegar outro voo até Calama, onde fica o aeroporto mais próximo de San Pedro de Atacama.

Quem fica em Santiago vai ver que tem muita gente oferecendo táxi assim que desembarca. Eu nunca pego táxi em Santiago e não recomendo. Costumo usar serviço da Transvip em Santiago.

Se você também estiver em conexão, caminhe em direção a T1 Nacional / Domestic.

Não estranhe por ter que andar pelo lado de fora a céu aberto no aeroporto. Vantagem: estava uma lua cheia linda no dia da minha conexão!

Siga com confiança, até se deparar com duas opções: pegar um elevador onde está escrito T1, ou atravessar uma pequena rua onde há táxis estacionados. Se você vai pegar um voo doméstico (dentro do Chile), já pegue o elevador em direção a Check in / Embarque Nacional – terceiro andar.

5- Precisa despachar bagagem?

Uma vez no setor de voos domésticos, como eu precisei despachar novamente minha bagagem, me dirigi ao balcão da companhia aérea (se estivesse apenas com bagagem de mão, poderia ir direto para o embarque).

Ao chegar no guichê da Latam, com quem viajei, fui direto na etapa 2 “Entrega tu equipaje”, expliquei que já tinha o cartão de embarque e que minha bagagem já estava etiquetada, então não precisaria pegar a fila normal de check in. A funcionária me direcionou a uma fila com menos gente, que deu num guichê de auto serviço. 

Uma agente pesou minha mala e escaneou meu cartão de embarque. Porém o sistema dizia que eu estava excedendo o limite de bagagens permitido. 

Precisei pegar a fila de check in normal para despachar a bagagem (essa é uma das razões por que prefiro sempre que possível viajar só com bagagem de mão, muito mais prático e sem burocracia).

Leia minhas dicas de como viajar apenas com bagagem de mão

Peguei a fila simplesmente para entregar a bagagem, já que estava com etiqueta. Não me entregaram um novo comprovante, ficou valendo o anterior. A fila demorou um pouco, mas despachar a bagagem foi rápido e sem custo (pois já estava etiquetada desde o Brasil).

6- Raio x no aeroporto de Santiago

Na sequência, me dirigi ao Embarque para passar pelo raio x. Nessa parte costuma haver fila, então recomendo ir assim que puder. Precisa ter em mãos cartão de embarque e documento para apresentar. 

Leia também: Wise no Chile: funciona? Vale a pena?

7- Área de embarque do aeroporto

Na área de embarque para voos domésticos do aeroporto de Santiago há algumas Salas VIP. Eu tinha direito a entrar na Condor Lounge. No site Visa AirPort Companion diz que fica no terceiro andar, mas para te economizar tempo, a informação não está tão apurada: vá direto ao segundo andar, a entrada fica ao lado do Mc donalds. Suba as escadas e você vai encontrar. É uma sala vip pequena, e bebida alcoólica só está inclusa de 10h até 3h. Havia uma máquina para café, capuccino, chocolate quente e outras bebidas quentes. E um buffet simples com pão, salada, frutas, amendoim e sobremesa.

Se não tiver acesso a Sala vip, há algumas lanchonetes na área de embarque. No entanto, se sua conexão for de madrugada, nem todas estarão abertas. Se quiser ficar numa área mais tranquila, com menos gente, enquanto espera, vá pro primeiro ou segundo andar. As pessoas geralmente se concentram no terceiro, que é por onde chegam. 

Depois é só esperar o embarque e ser feliz no seu destino final!

Gostou desse artigo? Leia também Deserto do Atacama: o guia definitivo

Índice

Artigos + Recentes

Conheça o Chile!

Fazemos Parte

Siga no Instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *