Onde ficar em Zagreb, Croácia – Hostel Bureau

2

Com essa temporada morando na Croácia, vim em busca de boas dicas de hospedagem em Zagreb. Foi assim que vim parar no Hostel Bureau. E o que me atraiu para ele foi uma foto na internet de uma varanda com essa vista aqui ó…

É a viista que se tem desse quarto aí em cima, na foto de abertura do post!
É a viista que se tem desse quarto aí em cima, na foto de abertura do post!

Quem conhece a capital croata, sabe que essa é a Catedral de Zagreb, bem no coração da cidade. Ou seja, o Hostel Bureau é muitíssimo bem localizado. Você não precisa nem de três minutos de caminhada para estar na Main Square de Zagreb, onde tudo acontece e rodeada por infinitos bares, restaurantes, cafés, lojas, museus, Igrejas. É o lugar para se estar em Zagreb.

Mas uma grande vantagem do Hostel Bureau é que ele oferece estacionamento gratuito para seus hóspedes. Quem vem de carro para a cidade precisa ter em mente que não é nada fácil encontrar vagas ali no centrinho, e eles têm um sistema em que você precisa renovar o estacionamento a cada hora – e pode ser através de alguma maquininha que você encontra nas ruas ou SMS no celular. Enfim, não é nada prático para turistas. Por isso, para mim, esse é o grande diferencial do Bureau.

Bom, sobre o hostel em si, ele é enorme, com quatro andares (não tem elevador). Os quartos são bem espaçosos e novinhos. Eu fiquei num quarto privado, com cama de casal. Não sei se porque era baixa temporada, mas o hostel é suuuper tranquilo, apesar de estar no burburinho da cidade. É ótimo para descansar e trabalhar (aliás, para quem não sabe, Bureau significa escritório em francês!).

hostel bureau zagreb croacia

hostel bureau zagreb croacia-3

hostel bureau zagreb croacia-4

Mais dica sobre os quartos: se quiser uma vista bem bonitona da cidade, peça para ficar nos quartos com varanda, que dão para a Catedral de Zagreb. Mas se quiser silêncio total, peça os quartos do lado oposto, que têm janela para o jardim do hostel 😉

A decoração do Hostel Bureau é bem clean, em branco e azul. Nos quartos há máquinas de escrever e telefones antigos. E vou contar uma historinha que vai te ajudar a entender esses detalhes: naquele prédio funcionava antigamente a redação de um jornal. E seu dono era um dos jornalistas mais atuantes e fazia muitas críticas ao governo corrupto da época – e por isso ele acabou sendo assassinado. Com isso, o jornal foi fechado. Mas sua filha não queria que aquele prédio enorme, no coração da cidade, ficasse abandonado, ela queria trazer vida de volta ao local onde seu pai havia construído sua vida profissional. Daí veio a ideia de abrir um hostel. Para mim, como jornalista, não tem preço se hospedar num lugar com uma história tão rica como essa.

hostel bureau zagreb croacia-7

hostel bureau zagreb croacia-10

Bom… Voltando ao hostel, lá tem áreas comuns com totó e uma pequena mesa de sinuca, e cozinha comunitária pequena no primeiro andar, mas com o básico necessário. Aliás, no meu andar, o terceiro, tinha também uma mini cozinha com micro-ondas, frigobar, utensílios como prato, copo, talheres. Uma mão na roda!

hostel bureau zagreb croacia-8

hostel bureau zagreb croacia-9

O café da manhã não está incluído na diária, mas custa 20 kunas (pouco menos de 3 euros) e funciona em sistema tipo buffet, para você se servir à vontade. Tem o básico, como pão, frios, fruta, café, chá, leite, cereais.

hostel bureau zagreb croacia-5

hostel bureau zagreb croacia-6

Para fazer sua reserva no Hostel Bureau, clique aqui.

Para pesquisar mais hospedagens em Zagreb, clique aqui.

Para pesquisar mais hospedagens na Croácia, clique aqui.

Veja mais matérias que escrevi sobre Zagreb!

Croácia: primeiro mês, primeiras impressões

Minha primeira vez no Couhsurfing: desculpa, mas essa é incomparável!

Sobre saltar de bungee jumping e quebrar um braço na Croácia

Restaurante Rodízio do Brasil: sim, tem comida brasileira de verdade em Zagreb!

Atenção, leitor: me hospedei no Hostel Bureau como um convite para conhecer seus serviços e poder indica-los no blog. Não faço parcerias que não tenham o perfil do blog e sou absolutamente transparente em meus comentários e relatos. Obrigada pela confiança!

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion2 Comentários

  1. O que achei interessante e que na Croacia e possivel encontrar alguns hoteis com precos nao muito abusivos, o que torna possivel se hospedar em hotel ao inves de hostel, caso voce sempre opte pelos quartos privados ou com menos pessoas.

Leave A Reply