Restaurante Rodízio do Brasil – Sim, tem comida brasileira de verdade em Zagreb!

5

Eu até que demoro a sentir falta do nosso tradicional arroz com feijão. Não tenho o costume de comer carne vermelha todos os dias. Consigo me virar bem experimentando comidas novas em um país diferente. Mas me lembro do meu irmão, quando veio me visitar em Zagreb. No segundo dia ele já falava o tempo todo “Ah que saudade de um prato de arroz com feijão, uma picanha, uma farofa!”. E vejo taaaaanto brasileiro com o mesmo problema quando viaja.

A verdade é que não é fácil encontrar a nossa comida típica em outros países. Eles não conseguem fazer um feijão como deve ser feito. A carne vermelha dificilmente é como a nossa. Uma farofinha, então, vixi. Missão impossível! Pão de queijo, aipim frito, palmito, coração de galinha, caipirinha… Eu estou salivando só de escrever esse post.

restaurante rodizio do brasil zagreb-7

E acho que essa visita do meu irmão aqui em Zagreb, onde estou morando, me contagiou. Me vi buscando qualquer prato ou lanche que tivesse grãos de feijão só para relembrar aquele gostinho. Me vi tentando fazer caipirinha em casa com amigos usando rakija (bebida local que é tipo uma cachaça croata). Me vi em várias tentativas frustradas de matar a saudade do Brasil.

E nesse meio tempo, inaugurou em Zagreb um restaurante chamado Rodízio do Brasil! Vários amigos vieram até mim contar a novidade. E, olhem que legal, o Rodízio do Brasil está super famoso por aqui, com vários croatas indo conhecer nossa comida. Às sextas e sábados há apresentações de samba, com mulheres vestidas como no nosso carnaval. Pode parecer caricato demais para nós, mas acreditem, os gringos amam isso! Brasil é um marketing ótimo, todos querem aprender a sambar, conhecem algum cantor brasileiro, já ouviram falar do carnaval. Trazer essa experiência para tão perto deles é divertido e torna o clima do lugar mais descontraído. E os gringos se deslumbram, não só com o samba, mas também com o buffet para se servir à vontade, com saladas, massas, frutos do mar. Todos me falavam “vá com bastaaaaante fome!”. Bom, nem precisava do aviso, eu sei bem como funciona um típico rodízio brasileiro Hehehe

restaurante rodizio do brasil zagreb-11

E eu fui. Com fome, é claro. Mas, mais do que fome, com saudade. E não me decepcionei. O Rodízio do Brasil oferece diferentes combinações no menu: o rodízio clássico (198 kunas), rodízio do mar (165 kunas, para quem prefere apenas frutos do mar), rodízio vegetariano (125 kunas – soa absurdamente estranho para nós, mas é uma forma de se adaptar ao paladar gringo e ainda oferecer uma opção para quem não come carne) e pratos à la carte (que saíam bem mais em conta e, pelo que me lembro, variavam em torno de 80 a 120 kunas).

restaurante rodizio do brasil zagreb-5

O restaurante é muito bonito e havia música ambiente variando entre MPB, samba, pagodinho antigo.

restaurante rodizio do brasil zagreb-3

restaurante rodizio do brasil zagreb-12

restaurante rodizio do brasil zagreb-13

Eu pedi o rodízio clássico, mas é claro, tchê! E logo chegaram à minha mesa as tão esperadas porções de arroz, feijão e farofa. E, mais que isso, eles também têm aipim frito, pão de queijo, guaraná Antárctica, cerveja Brahma, caipirinha feita com cachaça de verdade (eles utilizam a cachaça Pirassununga, que apesar de não ser a primeira escolha entre brasileiros, é de uma das famosas no exterior).

restaurante rodizio do brasil zagreb-2

restaurante rodizio do brasil zagreb-8

restaurante rodizio do brasil zagreb-9

Nesse rodízio completo são oferecidos no mínimo 10 diferentes tipos de carne. E quem comanda a cozinha é um gaúcho, pá! Quando ele soube que tinha uma brasileira lá, veio até a minha mesa, se apresentou, contou um pouquinho do restaurante. Os donos do Rodízio do Brasil não são nossos conterrâneos e esse restaurante de Zagreb não é o primeiro deles – há outros da rede em Liubliana, na Eslovênia, em Viena, na Áustria, e em Pádua, na Itália! Tomem nota!

restaurante rodizio do brasil zagreb-6

A qualidade das carnes era excelente, comi cupim, picanha, baby beef. E ao final teve até o clássico abacaxi grelhado com canela! Tudo como manda o figurino. Estive lá acompanhada de mais 7 amigos croatas e me diverti com a primeira experiência deles com a nossa comida. Comeram aipim frito e juraram que era batata. Não faziam ideia do que era palmito. Olharam para a farofa, perguntaram o que era, eu expliquei mais ou menos e disse que a gente comia aquilo com tudo. Resultado: vi gente colocando farofa na salada! E amando! No fim, nosso sabor brasileiro foi aprovado por todo mundo e precisei sair explicando como fazemos aquele tal “abacaxi grelhado docinho”.

restaurante rodizio do brasil zagreb-10

Bom demais ver nossa cultura sendo reproduzida por aí, e o melhor, fazendo sucesso. Quem vem a Zagreb eu recomendo fortemente ir ao Rodízio do Brasil. É carinho sim, mas é o preço de ir a um rodízio famoso do Brasil, só que em outro país. Qualidade nota 10 e experiência inesquecível!

Veja mais matérias que escrevi sobre Zagreb!

Croácia: primeiro mês, primeiras impressões

Minha primeira vez no Couhsurfing: desculpa, mas essa é incomparável!

Sobre saltar de bungee jumping e quebrar um braço na Croácia

Onde ficar em Zagreb, Croácia – Swanky Mint Hostel

Atenção, leitor: estive no Rodízio do Brasil como um convite para conhecer seus serviços e poder recomendá-los no blog. Não aceito parcerias que não tenham o perfil do blog e sou absolutamente transparente em todos os meus relatos e impressões. Obrigada pela confiança!

Carla Boechat é jornalista, mestranda, curiosa que só, carioca da clara, inquieta e turista por vocação - e criação. Sempre com a mochila e um sorriso prontos, aposta que toda estrada pode esconder uma dica em potencial. E aqui é assim: se ela foi e gostou, virou post!

Discussion5 Comentários

  1. Boa matéria Carla, rodízio é a cara do Brasil e gringo adora, deve ser uma delícia ir num rodízio no exterior! Todo mês vou na FOGO DE CHÃO aqui em Brasília, jantei lá no Ano-Novo…
    Feliz 2016!

  2. Carla, boa noite!
    Tudo bem?! Sei que faz um tempo que escreveu essa matéria, mas tentei ir no restaurante essa semana e aparentemente ele fechou… fui numa quinta e em tese no horário de funcionamento normal!
    Gabriela

Leave A Reply