Muitas pessoas me perguntam quantos dias no Deserto do Atacama seriam o ideal (ou o mínimo) para planejar um roteiro completo. Eu sou suspeita para falar… Vim para ficar alguns dias e acabei me mudando para o deserto! Por isso, sempre recomendo chegar por essas bandas com passagem de ida e VOLTA, para minimizar as chances de você não querer ir embora.

Brincadeiras à parte, o Atacama realmente oferece uma infinidade de atrações, que poderiam facilmente ocupar dias e dias de viagem. E isso se ficar só no principal povoado turístico do deserto, porque existe todo um Atacama além de San Pedro. Para ficar só em um exemplo, você já ouviu falar do Deserto florido no Atacama?

Mas vamos lá! Vou explicar rapidamente porque você não deve montar seu roteiro correndo e em seguida comentar quantos dias considero necessários de acordo com as atividades e passeios nos quais você pode ter interesse.

Moro no Atacama desde 2017 e abri a Fui Gostei Trips, com atendimento em português e passeios escolhidos a dedo! Escreve pra gente no contato@fuigosteitrips.com.br para saber mais!

Por que você não deve fazer tudo correndo

É preciso se acostumar com a altitude

Pode parecer até chato, porque todo mundo bate nessa tecla, mas é verdade. O mal de altitude afeta as pessoas que estão a partir dos 3.000 metros sobre o nível do mar e tem como sintomas falta de ar, dor de cabeça, tontura, náusea e vômitos. Além do mal estar, o gasto energético na altitude é muito maior, e por isso é normal se sentir mais cansado. Você vai ver como dá vontade de aproveitar cada momento livre para uma soneca.

Passeios têm hora marcada

Todas as saídas têm horário marcado e simplesmente não é possível fazer mais de dois passeios por dia (no máximo três caso você queira incluir, ainda, o Tour Astronômico, que é feito à noite). Mesmo que a hora de retorno do passeio da manhã seja compatível com o passeio da tarde, às vezes pode ficar bastante em cima da hora, não permitindo passar no hotel para trocar de roupa ou ter um momento para descansar. Se isso é fundamental para você, cogite fazer apenas um passeio por dia.

Interferências climáticas

Eu sei, quem é que se preocupa com precipitações no deserto? Bom, você deveria. Os meses de verão, de dezembro a março, são ironicamente conhecidos como Inverno Altiplânico, época de chuvas e tormentas elétricas. Essas condições afetam as estradas e podem suspender os passeios temporariamente. No inverno, nevadas na cordilheira também podem prejudicar o funcionamento dos passeios. Você até pode consultar a melhor época para visitar o Deserto do Atacama e o Salar de Uyuni, mas sempre é bom ter um dia extra para o caso de qualquer eventualidade.

Certas condições de saúde exigem um ritmo mais devagar

Como consequência do ar mais rarefeito, o coração costuma acelerar e a pressão arterial subir. Quem tem condições cardíacas ou respiratórias crônicas deve ir com calma. A mesma recomendação é válida para idosos e grávidas, que, idealmente, devem consultar um médico antes da viagem.

Quantos dias no Atacama são o mínimo?

O mínimo dos mínimos, contando o dia de chegada e retorno, são 4 dias (3 noites). E essa permanência curta só vale realmente a pena se você, por exemplo, chegar de manhã no primeiro dia e retornar no final da tarde ou à noite no último dia. Assim, você tem tempo suficiente para fazer, num ritmo bastante intenso, aqueles que são considerados os principais passeios:

  • Valle de la Luna
  • Laguna Cejar ou Lagunas Escondidas
  • Gêiser el Tatio
  • Lagunas Altiplânicas + Piedras Rojas
  • Salar de Tara

É claro, o cronograma vai ser apertado e você teria que conferir com atenção os horários dos passeios e dos seus voos (lembre-se de considerar o tempo de deslocamento de transfer de Calama a San Pedro, de aproximadamente 1h30). Fazer Gêiser el Tatio ou mesmo Lagunas Altiplânicas e Piedras Rojas numa manhã e Valle de la Luna à tarde, por exemplo, pode ser bem cansativo.

O Tour Astronômico, também bastante popular, é realizado à noite, de modo que não interfere na programação dos outros passeios. Se você tiver tempo limitado, cogite ver as estrelas no dia da sua chegada ou no mesmo dia do Salar de Tara, de dia inteiro, assim você evita agendar três passeios em um único dia.

Uma estadia mínima, com um pouco mais de conforto, seria de 6 dias (5 noites). Dessa forma seria possível fazer todos os passeios principais, dedicando um dia a cada um ou equilibrando dois passeios mais tranquilos por dia (como Termas de Puritama e Laguna Cejar ou Lagunas Escondidas).

Quantos dias no Atacama são o ideal?

Se você busca uma verdadeira imersão no Atacama, recomendamos ficar ao menos uma semana completa. Além dos passeios mais procurados, outros vão complementar a sua experiência:

  • Termas de Puritama
  • Trekking de Guatin
  • Valle del Arcoiris
  • Sandboard no Valle de la Muerte
  • Vulcão Lascar
  • Cerro Toco
  • Passeio de bicicleta em Catarpe
  • Visita ao Projeto Alma

Agora, se você quiser fazer todos, pode reservar 10 dias sem problemas.

Quantos dias para Atacama e Uyuni?

Se você deseja combinar a sua viagem ao Atacama com uma expedição para o Salar de Uyuni, você precisa de no mínimo 8 dias, dos quais 4 são necessários apenas para o itinerário na Bolívia. Dependendo, pode ser viável fazer um passeio na parte da tarde no retorno do Uyuni, mas lembre-se que você muito provavelmente voltará exausto dessa excursão.

Para encarar essa aventura sem tanta correria, considere uma estadia de 10 dias, deixando os dias de viagem sem nenhum passeio. Acredite, você agradecerá por um tempinho extra para descansar. Se a ideia for fazer todos os passeios, reserve pelo menos 12 dias.

1 Comentário

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui